Home / Arte / Coleção de arte sacra é destaque em leilão virtual

Coleção de arte sacra é destaque em leilão virtual

Leilão contará com acervo de Maria Antônia Marinho, da Casa do Alto da Boa Vista na cidade do Rio de Janeiro e outros comitentes.

As obras serão leiloadas nos dias 23 e 24 de agosto, a partir das 21h.

Com grande coleção de móveis, imagens sacras, pratarias, louças Cia das Índias, pinturas acadêmicas e contemporâneas, litografias e livros raros, todos dos séculos XVII, XVIII, XIX e XX, totalizando 467 lotes está sendo realizado em São Paulo, o leilão virtual da Dutra Leilões do acervo de Maria Antonia Marinho, através do site www.dutraleiloes.com.br.

De acordo com o leiloeiro Luiz Fernando Dutra, merece especial destaque a cômoda papeleira de D. José I de jacarandá com compartimento secreto para guarda de valores, da Bahia, séc. XVIII. Assim como uma sala de jantar composta por uma mesa de 440 cm de comprimento e 16 cadeiras de jacarandá, todas do século XVIII.

Cômoda papeleira de D. José I de jacarandá com compartimento secreto para guarda de valores, da Bahia, séc. XVIII. Foto: Divulgação.

Cômoda papeleira de D. José I de jacarandá com compartimento secreto para guarda de valores, da Bahia, séc. XVIII. Foto: Divulgação.

OUTROS LOTES

Bancada completa de seis tocheiros barrocos de madeira lavrada de Minas Gerais do Séc. XVIII;

Pietá, Santa parentela, Santana Mestra e conjunto de Cinco Cristos crucificados de madeira do Séc. XVIII;

Porcelanas chinesas de exportação conhecidas como Companhia das Índias alguma brasonadas;

Coleção de pratos e travessa de porcelana azul e branca Macau com recipiente para água quente (rechaud), pequenas terrinas e sopeiras cujo nome deriva do porto de origem Macau, chegando ao Brasil no final do Séc. XVIII e início do Séc. XIX;

Excepcional e raro par de cervos de porcelana Companhia das Índias Séc. XVIII;

Conjunto de pratos, travessas, terrinas, molheiras e saleiros Companhia das Índias, padrão “Folha de Tabaco”;

Travessa Companhia das Índias, conhecida como serviço dos pavões e travessa do serviço dos Galos de D. João VI pertenceram a Fazenda Real de Santa Cruz;

Dicionário português e latino de Raphael Bluteau 1712 -1728 em dez volumes;

Cartas do Padre Antonio Vieira datadas de 1735-1746 em três volumes refletem a mais pura prosa da língua portuguesa;

Corografia Brazilica de Ayres de Casal 1º edição 1817 em dois volumes;

Grande arcaz de sacristia D. Jose I de jacarandá com mais de 322 cm de comprimento Séc. XVIII;

Cadeiral D. José I de Jacarandá com 124 cm de altura, Séc. XVIII;

Pinturas e desenhos de artistas contemporâneos como Antonio Gomide, desenho de Cândido Portinari, Manabu Mabe paisagem.

Comentários

Um comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*