Home / Arte / Fabiano de Abreu: “Metas são locomotivas de vida” por Vanessa Scarcella
Fabiano de Abreu. Foto: Davi Borges / MF Press Global.
Fabiano de Abreu. Foto: Davi Borges / MF Press Global.

Fabiano de Abreu: “Metas são locomotivas de vida” por Vanessa Scarcella

Escritor da nova geração, o filósofo Fabiano de Abreu conta sobre a importância das metas e diz que considera o título como um dos temas de seu novo livro, ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’, das “frasetas” ao contexto”.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

“Planejar metas futuras sem deixar de viver o presente, ser feliz agora criando metas para alcançar, pois as metas são motivos de sonho, esperança e empolgação que resultam na felicidade momentânea.”

Para Fabiano, nos tempos de crise onde as pessoas parecem não ser mais “tão felizes”, as metas criam objetivos que são a locomotiva para felicidade.

Fabiano de Abreu. Foto: Davi Borges / MF Press Global.

Fabiano de Abreu. Foto: Davi Borges / MF Press Global.

“Estamos em uma década muito difícil, principalmente no Brasil, as pessoas estão ‘estranhas’, está faltando amor ao próximo e o amor próprio virou egoísmo. Precisamos entender que tentar ajudar ao próximo, compreender, buscar fazer o bem, pois sabemos o que faz bem e o que faz mal, temos que entender que isso traz alívio subconsciente, que também resulta em felicidade. Eu criei minhas metas de aposentadoria, criei metas e objetivos em escala. Até meus 40 anos eu preciso expandir até o ponto X os meus negócios, com 50 tenho que me aposentar, mas ao aposentar trabalharei com coisas que me façam mais feliz e me coloquem menos estressados, pois não posso simplesmente parar até porque com 50 anos ninguém recebe aposentadoria. Essas metas criam objetivos que me empolgam, sempre quando acordo lembro-me disso e me ponho a resolver as coisas para que cumpra minhas metas. Isso me faz mais feliz e não deixo de viver o presente me agarrando a coisas momentâneas que me fazem contente.”

Aos 35 anos de idade, Fabiano de Abreu, que escreveu seu livro impulsionado por pedidos, já que era um pensador apenas de rede social, comemora o sucesso do lançamento mas já pensa no segundo volume.

“Minha ‘frasetas’ conquistaram a terrinha (se referindo a Portugal), chamo de ‘frasetas’, pois são pequenas frases que podem resumir o contexto. Mas no segundo livro, o contexto será exposto de forma explicativa. Penso em lançar aqui no Brasil até agosto, pois por enquanto, aqui, só encontra-se online”, finaliza o escritor.

Fabiano de Abreu. Foto: Davi Borges / MF Press Global.

Fabiano de Abreu. Foto: Davi Borges / MF Press Global.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*