Home / Arte / Galeria Aliança Francesa Botafogo inaugura Exposição sobre a Beleza Feminina e Representação Urbana

Galeria Aliança Francesa Botafogo inaugura Exposição sobre a Beleza Feminina e Representação Urbana

Logo Aliança Francesa

Galeria Aliança Francesa Botafogo inaugura Exposição sobre
a Beleza Feminina e Representação Urbana

Vernissage: terça-feira, 04 de agosto, às 19h30
Visitação: de 05 de agosto a 06 de outubro de 2015

Fotografia 1.

A exposição “Princesas urbanas” do fotógrafo Raphaël Blum será inaugurada na Galeria da Aliança Francesa de Botafogo na terça-feira, 04 de agosto, às 19h30, com 20 fotografias de mulheres batizadas pelo artista como princesas urbanas. Esta exposição faz parte das comemorações dos 130 anos da Aliança Francesa no Brasil.

As imagens foram realizadas no Châtelet-les-Halles, que é ao mesmo tempo o nome da estação de metrô que serve o centro de Paris e o da zona comercial de Halles. Situado no coração de Paris, o Châtelet-les-Halles é uma concentração tanto horizontal quanto vertical de todo tipo de comércios, destinados principalmente à mulher e sua aparência: butiques de prêt-à-porter, de lingeries, sapatarias, perfumarias, joalherias, salões de beleza, lojas de tatuagens ou piercings e sex-shops. É nesse cenário que o fotógrafo encontra os seus personagens, transeunte anônimos, no meio da multidão e pede-lhes que posem para um retrato.

Fotografia 2.

A partir da relação e diálogo que surge entre fotógrafo e personagem, individualidades surpreendentes emergem no retrato, ricas em significados e fortes em si mesmas. “As fotos tiradas das princesas urbanas homenageiam a sua performance urbana, deixando-lhes a liberdade da encenação e dando uma atenção particular ao seu desejo de aparecer e, portanto, de ser. A imagem valida este desejo, atestando que o show aconteceu”, explica Raphaël Blum.

Desde os anos 90 Raphaël Blum desenvolve uma obra multiforme de cunho antropológico focada na imagem do outro. Nesta mostra, a diversidade da beleza e das formas de expressões urbanas é representada por detalhes: “Identificaremos as bonecas pelo nome gravado na pele, a maquiagem caprichada, o rosto mais cheio, e o cabelo louro. As belezas negras costumam ter um gosto particular pelo exibicionismo. A cor de ébano e as linhas dos seus corpos, que transparecem sob a roupa, parecem naturalmente colocá-las num pedestal de esculturas vivas. As princesas orientais cultivam geralmente um jeito mais provocante e sofisticado quanto à sua aparência, privilegiando o lado brilhante, colorido e desnudo”, comenta Raphaël Blum.

O público poderá visitar a exposição “Princesas urbanas” de 05 de agosto a 06 de outubro, de segunda-feira à sexta-feira, das 10h às 20h, e aos sábados, das 9h às 13h. Entrada franca.

Sobre o artista

Raphaël Blum

Raphaël Blum.

Estudou Artes plásticas na Université Paris I e se formou pelo Institut des langues et civilisations orientales (INALCO, Paris). Desde o final da década de 90, após várias viagens pela América Latina (Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai) e o Sudeste Asiático (Indonésia, Filipinas), vem desenvolvendo uma obra multiforme de cunho antropológico focalizada na imagem do outro. A questão do exotismo permanece no cerne das suas pesquisas. A partir de 2005, passa a realizar séries tipológicas, coleções de retratos de transeuntes no Sudeste Asiático, em Paris e nas grandes metrópoles da América Latina (Buenos Aires, São Paulo, Rio…). Em 2000, foi incentivado por Claude Lévi-Strauss pelos seus trabalhos sobre a América Latina (Argentina). O Volkenkunde Museum/Museu Nacional de Etnologia de Leiden (Países-Baixos) realizou, em 2008, a primeira exposição das suas obras sobre as Filipinas (Manila, catch me if you can!). Seu trabalho tem sido objeto de exposições e publicações na França e no exterior, em museus, centros de artes, festivais e galerias.

Sobre a Aliança Francesa

A Aliança Francesa comemora 130 anos de atividades no Brasil em 2015. Além de ser uma referência no idioma, ela é, sem dúvida, a instituição mais respeitada e conhecida do mundo, quando o assunto é a difusão da língua francesa e das culturas francófonas. Ela possui, atualmente, mais de 850 unidades em 135 países, onde estudam cerca de 500.000 alunos. Na França, ela conta com escolas e centros culturais para estudantes estrangeiros. O Brasil tem a maior rede mundial de Alianças Francesas com 40 associações e 67 unidades e a partir de agosto mais de 40 mil alunos da rede brasileira passarão a usar o novo método de ensino, o Alter Ego+ (versão Aliança Francesa Brasil), que além de se adequar aos critérios de qualidade do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas definido pelo Conselho da Europa, também conta com um caderno exclusivo desenvolvido por uma equipe de pedagogos da rede Aliança Francesa Brasil trabalhando em parceria com a editora para tratar especificamente das questões interculturais entre França e Brasil no aprendizado da língua.

É a única instituição no Brasil autorizada pela Embaixada da França, a aplicar os exames que dão acesso aos diplomas internacionais DELF e DALF, reconhecidos pelo Ministério da Educação Nacional francês. A Aliança Francesa também é centro de exames oficial para aplicação de testes internacionais com validade de dois anos TCF (Teste de Conhecimento do Francês) e TEF (Teste de Avaliação de Francês) e do teste nacional com validade de um ano Capes (reconhecido pelas agencias CAPES e CNPq do MEC). A Aliança francesa no Brasil desenvolve parcerias com inúmeras empresas francesas e brasileiras além de ser um ator essencial do diálogo cultural franco-brasileiro.

Serviço:

“Princesas urbanas”
Inauguração: terça-feira, 04 de agosto, às 19h30.
Exposição: de 05 de agosto a 06 de outubro de 2015
Visitação: de segunda-feira à sexta-feira, das 10 h às 20h
Sábados de 9 h às 13 horas
Galeria da Aliança Francesa de Botafogo

Rua Muniz Barreto, 746 – www.rioaliancafrancesa.com.br

Tel.:(21) 3299-2000

Entrada Franca

Comentários

3 comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*