Home / Arte / Gilberto Salvador apresenta “Água + Forte”
Gilberto Salvador apresenta “Água + Forte”. Foto: Divulgação.
Gilberto Salvador apresenta “Água + Forte”. Foto: Divulgação.

Gilberto Salvador apresenta “Água + Forte”

Artista plástico paulista inaugura exposição dia 10 de agosto no
Museu de Arte Contemporânea de Campinas

O artista plástico Gilberto Salvador, conhecido por sua ousadia ao manifestar, em obras públicas, sua postura politica e reflexões nas questões ambientais, inaugura dia 10 de agosto a exposição “Água + Forte”, no Museu de Arte Contemporânea de Campinas.

O Salão de Arte Contemporânea de Campinas teve grande importância na história das artes nas décadas de 60 e 70, e juntamente com o Salão Nacional no Rio de Janeiro e a Bienal de São Paulo, foi um marco na produção de artes plásticas em nosso País, qualificando as referências mais expressivas deste período.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Presença constante neste acervo, o museu convidou o artista plástico para realizar a mostra individual “Agua + Forte”, que leva o subtítulo “Vida”.

A curadoria, feita pelo artista, selecionou um núcleo de gravuras em metal de grandes dimensões sobre a temática da água; um conjunto de monotipias referenciais as gravuras; um conjunto de aquarelas e uma instalação denominada “Swimming Poll”. A mostra abrangerá toda área expositiva do MACC.

“Entendo que o elemento essencial da vida em nosso Planeta Terra seja a agua, e foi com a intenção de homenageá-la que venho nos últimos 10 anos, desenvolvendo uma série de obras que tangenciam essa questão, seja em esculturas que usam as sementes e o seu significado vital em convívio com a agua; ou em gravuras, aquarelas e pinturas com as mais variadas configurações”, afirma Gilberto Salvador.

Não é a primeira vez que Gilberto Salvador tem suas obras expostas em Campinas. Em 2014, o artista inaugurou a escultura ‘Vitória Régia’, na Pedreira do Chapadão, que está no local até hoje.

A ideia de realizar esta exposição no Museu de Arte Contemporânea de Campinas segue uma proposta de interiorização pelo estado de São Paulo, proposta pelo artista.

Serviço:

Exposição “Agua + Forte” de Gilberto Salvador
Data: 10 de agosto a 15 de outubro
Horários:
De terça a sábado – das 10h às 18h (quinta das 10 às 22h)
Domingos e feriados – das 09h às 12h / segunda-feira fechado
Local: Museu de Arte Contemporânea de Campinas
Endereço: Av. Benjamin Constant, 1633 – Centro, Campinas – SP
Informações: (19) 2116.0346 e (19) 3236.4716
Apoio: Fundação Marcos Amaro
***O museu de Arte Contemporânea de Campinas, dispôs para essa mostra, o conjunto do espaço expositivo para abraçar toda diversidade de obras, na proposta e produzirá um depoimento/debate com o artista durante a exposição.

Ficha Técnica

.

Ficha Técnica
Secretaria Municipal de Cultura: Claudiney Rodrigues Carrasco
Diretoria de Cultura: Veridiana Weinlich
Coordenadoria de Extensão Cultural: Mary Angela Biason
Museu de Arte Contemporânea de Campinas: José Pancetti; Fernando de Bittencourt, Curador do MACC
Equipe de Produção Guiomar Aparecida Sadowski de Lima, Luis Alberto Russo da Silva, Wilson Roberto Martins Dutra
Equipe Técnica Denise Aranha Torres, Maria do Carmo Cassaniga, Paulo de Tarso Leite do Canto, Ronaldo Alves Ribeiro

Curadoria: Gilberto Salvador
Coordenação Geral: Ana Roso
Fotografia: Henrique Luz
Master Print: Claudio Vasquez
Projeto Gráfico: Paulo
www.fgs.org.br

Sobre Gilberto Salvador

Arquiteto e professor universitário, Gilberto Salvador destacou-se por seu espirito inquieto, pela inovação formal e por uma singular ousadia ao colocar as questões estéticas embasadas num sólido conhecimento das questões sociais e ecológicas. Desta maneira, muito jovem, realizou uma série de trabalhos utilizando ícones da sociedade de massa, oriundos das histórias em quadrinhos e da comunicação comercial, mas de manifesto caráter critico, que causou comoção por seu conteúdo politico e formal.

O artista avançou nas áreas da pintura, escultura, aquarela e da gravura, realizando uma profunda reflexão sobre as questões ambientais, sendo um brasileiro na busca da consciência ecológica e no entendimento do nosso mundo como um ser vivo e de habitantes interdependentes.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*