Home / Arte / Novas exposições ocupam o Museu da Gravura a partir desta semana

Novas exposições ocupam o Museu da Gravura a partir desta semana

Elaine Stankiewich, Falésias – detalhe. Foto: Divulgação.

Elaine Stankiewich, Falésias – detalhe. Foto: Divulgação.

O Museu da Gravura Cidade de Curitiba recebe novas exposições a partir desta quinta-feira (18). As salas do Museu, localizado no Solar do Barão, vão abrigar duas exposições coletivas, duas individuais e uma de obras do acervo. Ao todo, o público poderá conferir os trabalhos de mais de 20 artistas, entre os quais alunos e frequentadores dos ateliês de gravura da Fundação Cultural de Curitiba.

As exposições individuais são de Diego Bachmann e Elaine Stankiewich. Na mostra “Fragmentos Remodelados”, Diego reúne obras das séries “Fragmentos”, onde parte de casas são impressas, revelando a marca do tempo, e “Remodelados”, sobre peças de mobiliário, sua desconstrução e reconstrução, aplicando um novo significado para o objeto. As obras em xilogravura contemplam a produção dos últimos dois anos.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Com tema “Paisagem-Lugar” e uma poética de paisagens, Elaine apresenta trabalhos em litogravuras com desdobramentos em outras linguagens. A série corresponde ao período de 2014 a 2016. A mostra traz questões sobre práticas de espaço, lugar e paisagem, incluindo fragmentos de espaços, falésias e o encontro com lugares desfeitos e peças fragmentadas.

Cezar Siqueira, Jéssica Luz, Lui Zuccherelli, Toni Graton e Vinícius Buzzato estão juntos na mostra “Gravura Indireta”. Os artistas transitam entre várias técnicas na busca de objetivar elementos de sua subjetividade e expressão. É visível um interesse de grande parte do grupo na exploração da gravura em metal, mas a exposição é formada por trabalhos que discutem direta ou indiretamente questões do desenho, da metalinguagem e da imagem gravada no contexto contemporâneo.

Cezar Siqueira, Alvo da Xilo. Foto: Divulgação.

Cezar Siqueira, Alvo da Xilo. Foto: Divulgação.

Outra coletiva reúne trabalhos produzidos nos ateliês de Litografia, Xilografia, Serigrafia e Gravura em Metal do Museu da Gravura Cidade de Curitiba. Do acervo do museu foram selecionadas gravuras de Gilda Belczak para expor ao público a produção dessa jovem artista (1944-1969), que faleceu precocemente, depois de despontar como um dos grandes talentos dos antigos Salões Paranaenses. Gilda Belczak dá nome a uma das salas de exposição do Museu da Gravura.

Serviço:

Novas exposições do Museu da Gravura Cidade de Curitiba
“Fragmentos Remodelados”, de Diego Bachmann
“Paisagem-Lugar”, de Elaine Stankiewich
“Gravura Indireta”, de Cezar Siqueira, Jéssica Luz, Lui Zuccherelli, Toni Graton e Vinícius Buzzato
“Ateliês do Museu da Gravura”, de alunos e artistas frequentadores dos ateliês
“Uma jovem artista”, de obras de Gilda Belczak pertencentes ao acervo
Abertura: 18 de agosto 2016 (quinta-feira), às 19h
Datas e horários: de 18 de agosto a 13 de novembro de 2016. De terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h.

Entrada franca.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*