Home / Arte / Obras ganhadoras do Prêmio Ibema em exposição no Museu da Gravura
Obra "Cabeça de Cachorro Violentado" de Willian da Silva. Foto: Divulgação.

Obras ganhadoras do Prêmio Ibema em exposição no Museu da Gravura

O Museu da Gravura, no Solar do Barão, abre nesta sexta-feira (11), às 19h, a exposição de 20 obras selecionadas no 5° Prêmio Ibema Gravura. Voltada para o público estudantil e criado para promover a cultura da gravura no Brasil, a premiação deste ano teve 183 obras inscritas e 105 trabalhos.

Nesta edição foram distribuídos R$ 13mil aos 10 primeiros lugares analisados pelo corpo de jurados composto pela artista plástica e especialista em gravura Uiara Bartira, pelo designer Fabio Mestriner, pelo Dr. Constantino Viaro, advogado, filho do artista Guido Viaro, pai da gravura paranaense, pela artista plástica e ex-coordenadora do Museu da Gravura de Curitiba Ana Gonzáles e pelo artista plástico Fabrício Nunes, Mestre em História da Arte e Cultura e Doutorando pela Universidade Federal do Paraná.

A grande vencedora foi a obra “Cabeça de Cachorro Violentado”, do estudante da Universidade de Santa Maria, Willian da Silva, de 26 anos, que veio do Rio Grande do Sul, especialmente para receber a premiação. “Eu pretendo usar uma parte do prêmio para proteger os animais que são violentados na minha região”, conta.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Em segundo lugar ficou a obra de Marcos Eduardo Guimarães, de 23 anos, da Universidade Federal do Paraná. Segundo o estudante, a sua criação tem a influência do gravurista Orlando da Silva, nascido no Rio de Janeiro que veio para Curitiba para desenvolver a gravura. “É a segunda vez que eu me inscrevo no prêmio. Agora pretendo publicar um álbum de gravuras feito em conjunto com mais nove estudantes da Federal”, revela.

Já o terceiro lugar foi conquistado pela estudante da Universidade de São Paulo, Natália, de 24 anos. Segundo a artista, a gravura em metal faz parte de uma série de obras feitas durante um intercâmbio Universidade do Porto, em Portugal. “Fiz em 2014 quando fiquei um ano em Portugal. Então, para mim esta gravura dá o sentido de viagem e remete à saudade.

As obras ficam em exposição no Museu da Gravura até 21 de fevereiro. A entrada é franca.

Obra "O Porto" de Natália Regina Gregorini. Foto: Divulgação.

Obra “O Porto” de Natália Regina Gregorini. Foto: Divulgação.

Serviço:
Exposição das obras do 5° Prêmio Ibema Gravura
Data: de 11/12/2015 a 21/02/2016 – o espaço ficará em recess
Horário: 9h às 12h e 13h às 18h (3ª a 6ª feira) e 12h às 18h (sábado e domingo)
Local: Museu da Gravura Cidade de Curitiba
Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Solar do Barão – Centro

Ingresso: gratuito

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*