دالابونا Osmar

Osmar Dallabona é Artista Plástico.

Osmar Dallabona é Artista Plástico.

دالابونا Osmar

الفنان التشكيلي, hyper realista, tendo realizado pesquisas nas mais diversas formas de expressão.

Encontra no hyper realismo uma forma de apresentar sua apurada técnica e transportar para suas obras momentos contemporâneos.

Cronologia:

1949 – Nasce em Rio dos Cedros, Santa Catarina em 26 كانون الأول/ديسمبر, filho de Antonio e Maria Dallabona;

1966 – Matricula-se na Escola Panamericana de Artes – São Paulo, onde estuda desenho livre;

1968 – Inicia seus primeiros estudos na técnica óleo sobre tela. Recebe suas primeiras orientações no atelier da pintora Tânia Verner;

1973 – Viaja para São Paulo, onde fixa residência na capital;
Inicia seus primeiros contatos com artistas e escolas de arte;
Realiza seus primeiros trabalhos em estilo “Expressionista”;

1975 – Procurando formas de mostrar e comercializar seus trabalho, participa do exame anual de admissão de novos artistas para o espaço da Praça da República, coordenado pela Secretaria da Cultura do Município de São Paulo, sendo aprovado em teste prático realizado com mais de cem artistas, para vinte vagas;

1976 – Filia-se a Associação dos Artistas Plásticos da Praça da República;
Participa de sua primeira exposição coletiva, patrocinada e realizada na Câmara Estadual – SP;

1977 – Participa do V salão da Associação dos Artistas Plásticos da Praça da República, sendo premiado com Menção Honrosa;

1978 – Realiza estudos na escola surrealista, executando uma série de trabalho;
Participa do 42º Salão Paulista de Belas Artes, patrocinado e realizado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, apresentando duas telas com temas surrealistas;

1980 – Participa do 44º Salão Paulista de Belas Artes;

1982 – Inicia seu período com trabalhos impressionistas que mais tarde o levaria a se aproximar do acadêmico, técnica já desenvolvida e utilizada durante o período de estudos no surrealismo;
Participa do 1º Salão de Artes Plásticas Eduardo Gomes, realizado em São Bernardo do Campo – SP, onde é premiado com a grande Medalha de Ouro;
Participa do IV Salão Nacional de Artes Plásticas de Araçatuba – SP, onde é premiado com a Medalha de Bronze;
Participa do 1º Salão de Artes Plásticas do Lions Clube de São Paulo, sendo premiado com Menção Honrosa;

1983 – Participa do II Salão de Artes Plásticas do Lions Clube de São Paulo, onde é premiado com a Medalha de Bronze;

1984 – Período que inicia uma série de trabalhos sobre a vida e a seca no nordeste brasileiro;
Tem início neste período a utilização das cores terras, باستيل, ocres, etc que posteriormente iriam fundir com seu novo tema escolhido para desenvolvimento do seu trabalho;
Participa do 47º Salão Paulista de Belas Artes, onde recebe o prêmio de Menção Honrosa, com o trabalhoA Seca”;
Recebe sua primeira crítica no jornal O Estado De São Paulo pela sua participação no 47º Salão Paulista de Belas Artes com o trabalho A Seca;
Participa de exposição coletiva na Galeria Mecenas – SP;
Participa da Exposição Nove Tendências em coletiva com outros oito artistas , patrocinada e realizada na Secretaria de Esportes e Turismo do Estado de São Paulo;
Participa da II Expoarte, em Estrela D Oeste – SP, onde é premiado com a Pequena Medalha de Prata;
Faz doação de uma obra para o acervo Municipal da Pinacoteca de Guararapes – SP;

1985 – Participa do XV Salão Ararense de Artes Plásticas – SP;
Participa da coletiva da Galeria Mecenas – SP;

1986 – Pintores orientalistas, principalmente o mestre Mecatti, exercem forte influência sobre seus trabalhos;
Participa do XVI Salão Ararense de Artes Plásticas – SP;
Participa do II Salão Nove Tendências, patrocinada e realizada na Secretaria de Esportes e Turismo do Estado de São Paulo;
Participa da I mostra de artes Contemporânea Brasil – USA, no salão do Curtis Hixon Convention Center – Tampa Bay – Flórida – USA, onde é premiado com a Medalha de Prata;
Exposição individual no Clube Paineiras do Morumbi – SP;
Catalogado no livro Artes e Leilões e seus Mercados – Júlio Louzada – pag. 326;

1987 – Exposição individual no Clube Atlético Paulistano – SP;
Participa como convidado especial, da amostra de artes contemporânea Brasil – Marrocos, patrocinada pelas embaixadas do Brasil e do Marrocos. Percorrendo várias cidades dos dois países como: ساو باولو-البرازيل, Casablanca, Fês e Rabat – Marrocos;

1988 – Exposição individual no Clube Atlético Pinheiros – SP;
Participa de exposição coletiva do clube Paineiras do Morumbi – SP;

1990 – Participa de exposição coletiva do clube Paineiras do Morumbi – SP;

1992 – Participa de exposição coletiva, realizada e patrocinada pela Secretaria de Esportes e Turismo do Estado de São Paulo – SP;
Participa como convidado especial da II mostra de Artes Contemporânea Brasil – USA, Tampa Bay – Flórida – USA;

1996 – Participa de exposição coletiva na inauguração da galeria de artes Sevilha- ساو باولو;
Participa de exposição coletiva no Centro Cultural – São Paulo;

1998 – Participa de exposição coletiva do clube Paineiras do Morumbi – SP;

1999 – Exposição individual no clube dos Magistrados – São Paulo;

2006 – Voto de júbilo e congratulações da Câmara Municipal de São Paulo para os homenageados pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e História e Instituto Biográfico do Brasil no livro: “ساو باولو – Sua história, seus monumentosDestaques e personalidadesEdição especial”.

Ruptura.

مشاهدة جميع الأعمال الفنية للفنان على عرضها في GALERIA الظاهري.

.

OSMAR DALLABONA
ساو باولو – ساو باولو
معرض الصور على الموقع يعمل للفن
البريد الإلكتروني: jodallabona578@gmail.com

تعليقات

اضف رد

لن يتم نشر البريد الإلكتروني . الحقول المطلوبة مشار لها بـ *

*