Home / Arte / Projeto Interiores Cia. Arte Cultura por Rosângela Vig
Projeto Interiores Cia. Arte Cultura. Foto: Divulgação.

Projeto Interiores Cia. Arte Cultura por Rosângela Vig

Rosangela_Vig_Perfil_2

Rosângela Vig é Artista Plástica e Professora de História da Arte.

O belo da Arte pode ter um tema e receber um tamanho padrão. Fica por conta do artista explorar a fundo sua criatividade e por ela transitar, com seu pensamento, por meio de formas e de cores. Foi essa a intenção do curador de Arte Paco de Assis, ao propor mais uma exposição. O tema “Interiores”, sugerido pelo renomado crítico de Arte Oscar D’Ambrósio, poderia ser sugestivo e diversificado em interpretações. Mas a inspiração do artista seguiu com a ideia adiante, levando cores e formas ao Museu do Café, em Botucatu; ao Centro Cultural Mestre Assis, em Embu das Artes; e agora, ao Piola, nos Jardins, em São Paulo.

A série de exposições que tiveram início em dezembro, seguiram por janeiro e iniciam o último trecho, com vernissage, no dia 16 de fevereiro, no Piola Jardins, em São Paulo, onde as obras dos 42 artistas ficam expostas até o dia 25 de fevereiro. A última parte do itinerário contará com a presença de artistas e de conhecedores da Arte. Mas talvez uma das mais belas partes do projeto, seja a doação de grande parte das obras expostas, para a Vida, Casa de Apoio da Granja Viana.

Entre os desafios estão o formato padrão de 30 x 40 da tela painel e a palavra “Interiores” que poderia passear pelo campo da subjetividade, conforme diz Oscar D’Ambrósio 1:

O Projeto Interiores propõe dois mergulhos distintos e complementares. Pode ser lido como uma jornada pelo interior de um dos Estados do País ou como uma viagem pelas entranhas do Brasil. Também é possível entendê-lo como uma caminhada, mais ou menos confortável, de acordo com a experiência de cada um, por nós mesmos.

O fato é que as veredas Interiores são prazerosas e doloridas ao mesmo tempo. Incluem perscrutar o que fizemos, o que somos e o que podemos ser, seja numa esfera pessoal ou coletiva. Avançar naquilo que foi construído significa refletir sobre o que se atingiu e perscrutar para onde queremos e podemos chegar.

Trata-se, no todo, da convivência entre aquilo que desejamos e o que conseguimos de fato. Surge assim uma inquietação que pode ganhar uma expressão plástica diversificada. Essa capacidade de cada um pensar e criar é limitada pelas barreiras que cada um coloca e retira de acordo com seus interesses, condições e capacidades.

A distância entre o que imaginamos ser e o que efetivamente conseguimos traz o significado mais denso de Interiores.

O Brasil mais profundo ou a pessoa mais profunda que somos surge de uma construção plena de percalços, recuos e avanços. A cada dia, assim, não somos piores ou melhores, mas diferentes, mais nos Interiores de nós mesmos.

E talvez seja valioso escutar o interior da alma, o interior do coração, os interiores do país. Todos interiores, tão intensos, tão ricos da alegria contagiante de um país banhado pelo sol e repleto de cores. Vale a pena conferir.

¹ Oscar D’Ambrosio é doutor em Educação, Artes e História da Cultura e mestre em Artes Visuais pela Unesp. Integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (Seção Brasil).

Nome da exposição: Projeto Interiores – Pequenos Formatos

Nome dos artistas: Adilson Lopes, Ana de Andrade, Antônia Célia, C. Morari, Cristina Lisboa, Denise Müller, Eduardo Seixas, Elza Carvalho, Francine Trulio, Galina, Gonçalo Borges, Hazel de São Francisco, Iane Zanini, Inês Vitória, Jocy Pieratti Mussara, Kity Mendonça, Liza Ellwanger, Maria Paula Giacomini, Marinice Costa, Massako Koga, MF Martina Ficker, Nequitz, Rafael Murió, Raphaele Palero Raquel Iverniz, Regina Franco, Regina Maria da Paixão, Regina Velloso, Ricardo Alves, Rimaro, Rita Holcberg, Rosa Oriente, Rosangela Vig, Silvana Borges, Silvia Carrano, Simon Abuhab, Socorro Mota, Tiarô, Vera Bekin, Vildete Pessutto, Vilson Pallaro, Zina Kossoy.
Quantidade de obras: 43 obras
Curador da exposição: Paco de Assis
Períodos da exposições:
15/12/2015 a15/01/2016: Museu do Café- Fazenda Lageado – Botucatu/SP
20 a 31/01/2016: Centro Cultural Mestre Assis – Largo 21 de Abril, 29 – Embu das Artes/SP
02 a 21/02/2016: Piola Jardins – Alameda Lorena, 1765 – São Paulo/SP

Vernissage: 16/02/2016

.

.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*