Home / Arte / Solar do Barão apresenta exposição de Rones Dumke e coletiva de fotógrafos
Obra "O Praticante do Extraordinário" de Rones Dumke. Foto: Divulgação.

Solar do Barão apresenta exposição de Rones Dumke e coletiva de fotógrafos

O Solar do Barão inaugura nesta quinta-feira (17) novas exposições: “A arte iluminadora de Rones Dumke”, “Jerusalém – Fotografias de Solange Benasulin”, “Corpos – Coletiva de Fotógrafos do Paraná” e “Retratos com Café”, de Dirceu Veiga. O artista plástico Rones Dumke apresenta um total de 28 obras nas técnicas de colagem e gravura, divididas em quatro séries – Metafísicos, Clepsidra, Ocidentes e Orientes, e Poética do Espaço.

Os trabalhos de Rones Dumke mostram uma parte de sua trajetória e contemplam a ideia de que a luz representa o entendimento, o esclarecimento das coisas, a percepção do que está ao nosso redor. No caso de Dumke, seu fazer artístico está a serviço do entendimento intelectual da arte.

Foto de Solange Benasulin.

Foto de Solange Benasulin.

O rigor de sua arte, paciente e desinteressada, em mais de quatro décadas seguiu um desenvolvimento coerente e linear, passando por diversas fases e acumulando os mais variados estilos, que vão da pop arte ao surrealismo clássico, numa forma muito peculiar de exprimir um universo mental inteligente”, descreve o curador. Ele explica que Dumke é autor de uma arte refinada, para um público culto pelo teor agudo de sua mensagem, mas que também alcança a simplicidade do olhar comum, pela beleza das formas e pela riqueza de detalhes.

Pintor e desenhista, Rones Dumke nasceu em Curitiba em 1949 onde vive atualmente. Frequentou o atelier de Carlos Scliar e recebeu o Prêmio Secretaria da Cultura como Melhor Artista Paranaense no 37° Salão de 1980. Realizou exposições individuais e participou de mostras coletivas em Curitiba, e também foi convidado para exposições no Rio de Janeiro, em São Paulo e nos Estados Unidos. Sua obra está em coleções particulares no Brasil, França, Estados Unidos, Inglaterra e em acervos de vários museus.

Foto de Manoel Guimarães.

Foto de Manoel Guimarães.

Fotografias – “Jerusalém” é o tema da mostra de fotos da angolana, hoje moradora de União da Vitória, Solange Benasulin. A fotógrafa morou em Tel-Aviv, capital de Israel, durante 26 anos. Foi várias vezes a Jerusalém, inicialmente a passeio, mas logo percebeu que tinha que registrar diferentes momentos do cotidiano da cidade para tentar captar a sua essência.

Formada em Fotografia Profissional no “Studio Gavra”, em Tel-Aviv, Solange participou de três exposições fotográficas em Israel e mais recentemente expôs na Hungria. Foi premiada em um concurso nacional de fotografia promovido pelo governo israelense. Solange tem forte ligação com Curitiba. Nascida em Lobito (Angola), chegou ao Brasil em 1975, como refugiada de guerra. Até 1981 viveu com a família na capital do Paraná, onde estudou no Colégio Israelita Salomão Guelmann. Há um ano, já especializada em fotos de crianças e famílias, mora em União da Vitória.

Foto de Lauro Maeda.

Foto de Lauro Maeda.

A coletiva “Corpus” conta com a participação de fotógrafos integrantes de dois grupos de fotografia da cidade – o Núcleo de Fotografia da APAP/PR e o grupo “E por falar em fotografia..”. São ao todo 31 fotógrafos participantes: Antonio Wolff, Brasilio Wille, Christian Schönhofen, Clicio Barroso, Daniel Ernst, Daniel Henrique, Daniel Rebello, Eduardo Fuli, Estevan Reder, Fábio Laub, Fernando Ziviani, Flavia Wolf, Francisco Santos, Gianna Calderari, Jaime Silveira, Juliana Gisi, Lauro Maeda, Lucas Amorim, Lucia Biscaia, Luiz Guilherme Todeschi, Maetê Coelho, Manoel Guimarães, Marcelo Almeida, Mariana Lavrado, Mauricio Vieira, Pablo Contreras, Regina Oleski, Rene Ernst, Ricardo Akam, Rodrigo Janasievicz e Simone Ferreira. A curadoria é de Luiz Gustavo Vardânega Vidal Pinto, que recentemente participou do julgamento do Prêmio de Artes Visuais Marcantonio Vilaça e do Edital Livre da Fundação Cultural de Curitiba.

Outra exposição reúne desenhos de Dirceu Veiga, na Sala Lápis do Museu da Gravura. O tema é “Retratos com Café”.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Serviço:

Exposições no Museu da Fotografia Cidade de Curitiba
Abertura: 17 de dezembro de 2015 (quinta-feira), às 19h
A Arte Iluminadora de Rones Dumke” (Colagens, tinta a óleo e gravuras)
Até 31/01/2016
Corpos” – Coletiva de Fotógrafos do Paraná
Até 07/02/2016
Jerusalém” – Fotografias de Solange Benasulin
Até 28/02/2016
Exposição no Museu da Gravura Cidade de Curitiba – Sala Lápis
Abertura: 17 de dezembro de 2015 (quinta-feira), às 19h
Retratos com Café”, de Dirceu Veiga
Até 14/02/2016
Local: Solar do Barão (R. Carlos Cavalcanti, 533)
Horário: De terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h.
Sábados, domingos e feriados das 12h às 18h.

Entrada franca

.

Obra "O Praticante do Extraordinário" de Rones Dumke. Foto: Divulgação.

Obra “O Praticante do Extraordinário” de Rones Dumke. Foto: Divulgação.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*