Zuhause / Kunst / Asè Cultural Festival gibt ausgewählte bekannt
Weibliche Dialoge und Identität - Júnia Bertolino Silva e Cia. Baobá Minas. Fotos: Bekanntgabe.
Weibliche Dialoge und Identität - Júnia Bertolino Silva e Cia. Baobá Minas. Fotos: Bekanntgabe.

Asè Cultural Festival gibt ausgewählte bekannt

Evento realizado por meio da Lei Aldir Blanc que celebra a cultura negra será de 31 der March 11 de abril de forma online

O Asè Festival Cultural divulgou os projetos selecionados para integrar sua programação, que acontecerá de forma online de 31 der March 11 April 2021 e será composta exclusivamente por artistas autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Foram escolhidos 28 Projekte, entre inscritos e convidados, para apresentações e atividades formativas, distribuídas entre cinco módulos. Além do Estado de São Paulo, há selecionados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.

Werbung: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Idealizado pelas artistas Beta Cunha e Jaqueline Cardoso, von São José do Rio Preto (SP), o festival contará com transmissões ao vivo e em vídeo previamente gravado, distribuídas entre os seguintes módulos: Ikosile (Expressar-se); Ka Oriki (Ler Textos); Kika Itan (Lendo Histórias); Kikun Orisha (Pintura de Orixa) e Pin’Mo (Eu Compartilho). A programação envolverá a cultura negra e a indígena e também a cultura LGBTQIA+, Theater, Tanz, Musik, Kreativwirtschaft, Kunst, populäre Kultur, patrimônio cultural material e imaterial e literatura.

A seleção foi realizada entre 23 und 28 Februar, pelos curadores convidados Mayara Isis, Jeff Santanielo e Andrea Capelli. A equipe curatorial destacou a qualidade, o potencial e a relevância de todas as obras apreciadas durante a realização da seleção dos trabalhos. Insgesamt, o Asè Festival recebeu 89 Anmeldungen. A análise e escolha dos projetos orientaram-se primordialmente pela proposta conceitual do festival e pelas regras do edital, publicado no dia 8 Februar.

Conforme previu o edital, 80% dos projetos selecionados são de São José do Rio Preto. Também irão compor a programação trabalhos das cidades de São Paulo, Belo Horizonte (BH), Brasilia (DF), Cachambi (RJ), Rio dos Sinos (RS), Bauru (SP) e Via Mão (RS).

Também integrará a programação do Asè Festival Cultural a série de 12 vídeos intituladaOrixás e Entidades, o Poder da Natureza”, com a participação de mestres/as de saberes do candomblé e da umbanda, entre babalorixás, yalorixás, padrinhos/madrinhas de umbanda e ogãs. Para a série, os/as participantes foram convidados/as previamente pela produção executiva do evento e os vídeos estão em fase de finalização.

A programação do Asè Festival será transmitida pelo YouTube (bit.ly/YouTubeAseFestival) und Instagram (@asefestivalcultural). Bald, a comissão de organização divulgará a grade completa do evento.

O projeto do Asè Festival Cultural é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc São José do Rio Preto, durch die kommunale Staatsminister im Kanzleramt, Sondersekretariat für Kultur, Ministerium für Tourismus, Bundesregierung.

SERVICE:
Asè Festival Cultural
Wann: 31 der March 11 April 2021
Wo: Youtube bit.ly/YouTubeAseFestival e Instagram @asefestivalcultural

 

CONFIRA OS PROJETOS SELECIONADOS:

MÓDULO IKOSILE (EXPRESSAR-SE)

Dança Movimento – Gruppe

"(DIZ)CARREGO 2.0”Amanda Prates Bezerra/Coletivo Ara Ijó (São Paulo/SP)

“Diálogos Femininos e Identidade” – Júnia Bertolino Silva e Cia. Baobá Minas (Belo Horizonte / MG)

Dança Movimento – Solo

“su.jei.to”Mayk dos Santos (São José do Rio Preto / SP)

“ARA ÀIYÉ: CORPO DA TERRA” – Kaled Andrade (Brasilia/DF)

“Caravela/Fragmentos”David Balt (São José do Rio Preto / SP)

Musik – Leben

“A História do Samba”Elis Ribeiro/Maestria do Samba (São José do Rio Preto / SP)

“Batuqueiros da Vila”Luiz Eduardo (São José do Rio Preto / SP)

“Música Afro Brasileira”Maurício Zacarias/Éramos Três (São José do Rio Preto / SP)

“Samba de Roda da ARCCA”Edenilson Fernandes Benites/ARCCAAssociação Refúgio Cultural Capoeira Angola (São José do Rio Preto / SP)

Theater

“Meus Cabelos de Baobá”Fernanda Dias/Coletivo Malungo (Cachambi/RJ)

“Preta Cor” – Christina Martins (São José do Rio Preto / SP)

Performance LGBTQIA+

“Guerreira – Clara Nunes”Rogério Cunha/Wathuzi Cox (São José do Rio Preto / SP)

“Resistir para Rexistir”Enedir Silva/DiAlbert: Abre alas que queremos Resistir (São José do Rio Preto / SP)

MÓDULO KA ORIKI (LER TEXTOS)

(nota da curadoria: devido ao número insuficiente de inscrições, as vagas remanescentes serão preenchidas oportunamente por artistas convidadas)

“Poesia Autoral”Sirlane de Souza Santana (São José do Rio Preto / SP)

“Liberdade de Ser” – Yamin Feitosa (São José do Rio Preto / SP)

MÓDULO KIKA ITAN (LENDO HISTÓRIA)

(nota da curadoria: a vaga remanescente será preenchida por uma artista convidada oportunamente)

“Mito da Criação do Mundo na Versão Yorubà”Indiara Tainan (Rio dos Sinos/RS)

“Contos Africanos”Jussara Vicente – Ju Conta histórias (Bauru/SP)

“O Macaco e a Lua” – Juliana Costa (São José do Rio Preto / SP)

MÓDULO KIKUN ORISHA (PINTURA DE ORIXÁ)

“Antes das Cicatrizes”Lili Caffé (São José do Rio Preto / SP)

“A Beleza da Nossa Cor”Wesley S. Estacio (São José do Rio Preto / SP)

“A Arte de Valdeme”Valdeme Ribeiro dos Santos (Via Mão/RS)

MÓDULO PIN’MO (EU COMPARTILHO)

“Cabelo, representatividade e Auto Estima da Menina e Mulher Negra”Edy Nascimento (São José do Rio Preto / SP)

“Oficina Corpos Negros” – proponente Ubuntuministrantes Olivia Justo e Juliana Mogrão (São José do Rio Preto / SP)

“Culinária Afro Brasileira” – Arroz de HauçáSuely Sousa (Uchôa/SP)

“Fun Orixá Ati Fun Wa-lati je” (Para Orixá e para a gente comer) – Yabaçè Dofona ty Oya, Egbomy Valtinho ty Jagun e Kauê Rocha (São José do Rio Preto / SP)

“Xirê ritmos de cada Orixá”proponente Axé Santa Clara – ministrantes Allan Ventura Cabral e Lucas Freitas (São José do Rio Preto / SP)

“Orin IluOs Tambores que cantam”Kauê Rocha, Vitor Miguel e Jard Cerqueira (São José do Rio Preto / SP)

Lassen Sie eine Antwort

Ihre E-Mail-Adresse wird nicht veröffentlicht. Erforderliche Felder sind markiert *

*