/ 艺术 / “Palhaférico”项目促进了小丑中黑人主角的辩论周期
照片: 泄露 (玛丽安娜·加布里埃尔(Mariana Gabriel)) | 埃德森·洛佩斯(Edson Lopes Junior) (米格尔·阿坎乔·普拉多(Miguel Arcanjo Prado)) | 贝里萨里奥·通希奇(Belisario Tonsich) (毛里西奥·津巴).
照片: 泄露 (玛丽安娜·加布里埃尔(Mariana Gabriel)) | 埃德森·洛佩斯(Edson Lopes Junior) (米格尔·阿坎乔·普拉多(Miguel Arcanjo Prado)) | 贝里萨里奥·通希奇(Belisario Tonsich) (毛里西奥·津巴).

“Palhaférico”项目促进了小丑中黑人主角的辩论周期

Convidados para os bate-papos são Mariana Gabriel, Miguel Arcanjo Prado e Mauricio Tizumba. Projeto ainda prevê estreia de espetáculo de teatro de rua, sessão de cinema e workshop

Quem são as palhaças e os palhaços negros que fizeram história no Brasil? Essa pergunta norteia o projeto “Palhaféricos”, contemplado pelo programa VAI 2019 – Valorização de Iniciativas Culturais. A primeira das atividades desse projeto, que inicialmente estava previsto para acontecer presencialmente, é um ciclo de bate-papos sobre o protagonismo negro na palhaçaria, 之间会发生什么 23 7 月和 6 八月, 星期四, 总是在20小时.

广告: 横幅路易斯 · 卡洛斯 · 德 · 安德拉利马

Para essa atividade, estão previstos inicialmente três debates virtuais com o tema “A história da negritude na palhaçaria e o protagonismo de jovens negrxs e periféricos na arte“. Os encontros são gratuitos e acontecem por meio das fanpages da trupe (@palhafericos) e de cada convidado no Instagram.

A primeira conversa tem como tema “Memória e história da negritude no Grande Circo Guarani” e é conduzida pela jornalista, cineasta e palhaça 玛丽安娜·加布里埃尔(Mariana Gabriel) 上 23 七月, 在 8:0 下午. Um dos filmes dela é o documentário “Minha avó era palhaço” (2016, 巴西, 52 分钟。), codirigido com Ana Minehira, no qual Mariana recupera a trajetória da avó Xamego, a primeira palhaça negra do Brasil, que brilhou no picadeiro do tradicional Circo Guarany nos anos de 1940.

O jornalista e crítico teatral 米格尔·阿坎乔·普拉多(Miguel Arcanjo Prado) participa do bate-papo “Relembrando Benjamin de Oliveira: onde estão nossas inspirações?” na quinta-feira seguinte, 日 30 七月, 在 8:0 下午. Membro da APCA (美术批评保利斯塔协会), da qual foi vice-presidente, Miguel foi colunista de Entretenimento do portal UOL e, 目前, mantém o Blog do Arcanjo. Esse portal teatral é conhecido por dar bastante espaço para a divulgação do trabalho de artistas negros.

Já o instrumentista, 歌手, compositor e ator 毛里西奥·津巴 comanda a terceira conversa desse ciclo, “O artista negro na rua”, 上 6 八月, 在 8:0 下午. Com sua trajetória artística estabelecida desde 1973, ele pesquisa a vida e a trajetória do artista, compositor e cantor mineiro Benjamin de Oliveira (1870-1954), o primeiro palhaço negro do Brasil. Tizumba, 包括, já idealizou uma exposição em homenagem a esse ídolo.

Palhaféricos

O projeto “Palhaféricos” foi contemplado pelo programa VAI – Valorização de Iniciativas Culturais e ainda prevê a realização de um espetáculo teatral, oficinas de palhaçaria e técnicas circenses, exibição do documentário “Minha avó era palhaço” e o lançamento de um canal no Youtube, mostrando o trabalho de jovens artistas periféricos e movimentos negros protagonistas de São Paulo.

Essas atividades ainda não têm data definida, pois muitas delas dependem do encontro presencial. Durante a quarentena do Covid-19, a trupe tem ensaiado por meio de videoconferências e promovido encontros virtuais com os convidados dos bate-papos e outros artistas para continuidade da pesquisa.

Criado em um processo colaborativo, 节目 “Palhaféricos”, 导演 塞尔吉奥·马克斯雨果·卡瓦略(Hugo Carvalho), é um cortejo cênico que provoca uma imersão na linguagem das brincadeiras e manifestações populares do Teatro de Rua e do Circo-Teatro, resgatando a trajetória de 本杰明·德·奥利维拉(Benjamin de Oliveira)玛丽亚·伊丽莎·阿尔维斯·多斯·雷斯, os primeiros palhaços negros brasileiros, e de outras figuras importantes para a comédia.

“Durante o processo, nos perguntamos sobre quem eram os nomes da comédia negra que nos inspiravam e logo surgiram o Jorge Lafond [mais conhecido pelo personagem Vera Verão] e o Mussum. 所以, podemos dizer que eles também permeiam nosso trabalho”, conta Sérgio Marques, diretor e preparador do elenco.

Para o coletivo, a busca por referências não europeias e não brancas também levanta questões sobre identidade. “A ideia é que os personagens embarquem em uma jornada em busca de algo que falta em sua identidade. 在这个意义上, outras referências importantes são ‘O Mágico de Oz’ e ‘Saltimbancos’. 从而, também conseguimos discutir questões sobre negritude e colorismo”, comenta Marques.

O elenco é composto por 贾米勒·纳尼斯, 马修斯法国 (que também integrou o elenco do bem-sucedido musical “Bertoleza”, da Gargarejo Cia. Teatral), 亨伯托·维森特, 莱蒂西亚·坦克里多(Leticia Tancredo)威廉·桑塔纳(Willian Santana). O cenógrafo e figurinista é o 罗德里戈·阿尔坎塔拉(RodrigoAlcântara).

服务
Ciclo de bate-papos “A história da negritude na palhaçaria e o protagonismo de jovens negrxs e periféricos na arte”
当: 的 23 从 7 月至 6 八月, 星期四, 总是在20小时
在哪里: Instagram的 @palhafericos e na fanpage dos convidados
多少: 免费

23/7, às 20h – “Memória e história da negritude no Grande Circo Guarani”, com Mariana Gabriel (@mari_gabriel81)

Mariana Gabriel é cineasta, jornalista e palhaça. Diretora do curta-metragem “Iara do Paraitinga”, dos documentários “Circo Paraki” (co-direção com Priscila Jácomo e Eduardo Rascov), “Mar Português” (gravado em Lisboa, exibido na ESPN Brasil) e “Minha avó era palhaço” (co-direção com Ana Minehira), contemplado no Prêmio Funarte Carequinha de 2014. Trabalhou como jornalista e produtora de 2007 一 2015, na ESPN Brasil e no Manos e Minas da TV Cultura. Hoje retoma com seus pais jornalistas, a história de sua família materna, que é tradicional de circo, família Alves, do Grande Circo Guarany, através do projeto “Os Caminhos do negro João Alves por esse país de Meu Deusentre lonas, serragens, picadeiros e palhaçadas”, pesquisa contemplada pelo Itaú Rumos 2018 e entregue em março de 2019. O projeto prevê para 2020 a finalização de documentário e publicação de livros sobre o tema.

30/7, às 20h – “Relembrando Benjamin de Oliveira: onde estão nossas inspirações?“, com Miguel Arcanjo Prado (@miguel.arcanjo)

Miguel ArcanjoDiretor do site Blog do Arcanjo. Bacharel em Comunicação SocialJornalismopela Universidade Federal de Minas Gerais, especialista em Mídia, Informação e Cultura na ECA-USP e mestre em Artes pela UNESP. Vive em São Paulo desde 2007. É crítico membro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), na qual foi vice-presidente. Atuou como colunista de Entretenimento do portal UOL e hoje escreve o Blog do Arcanjo.

6/8, às 20h – “O artista negro na rua”, com Maurício Tizumba (@mauricio_tizumba)

Maurício Tizumba é um instrumentista, 歌手, 作曲家, ator e empreendedor cultural brasileiro com carreira artística estabelecida desde 1973. Pesquisa a trajetória e a vida do artista mineiro Benjamin de Oliveira, considerado o primeiro palhaço do Brasil, tendo até organizado uma exposição sobre essa figura.

评论

发表评论

您的电子邮件地址不会被公开. 必填字段标 *

*