José Nicolau Pestana – Site Obras de Arte https://www.obrasdarte.com Artes Plásticas e Galeria Virtual de Arte Thu, 18 Apr 2019 13:24:17 +0000 pt hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.8 https://www.obrasdarte.com/wp-content/uploads/2014/02/cropped-Logo-Obras-de-Arte-140-x-140-32x32.jpg José Nicolau Pestana – Site Obras de Arte https://www.obrasdarte.com 32 32 Lovely House lança Fotolivro de Sabrina Pestana https://www.obrasdarte.com/lovely-house-lanca-fotolivro-de-sabrina-pestana/ https://www.obrasdarte.com/lovely-house-lanca-fotolivro-de-sabrina-pestana/#respond Fri, 07 Dec 2018 17:09:48 +0000 https://www.obrasdarte.com/?p=49071-pt “Ela vai ficar” reúne retratos diários do avô da fotógrafa em seu espaço de intimidade, sendo o projeto encerrado 236 dias após seu início, com a morte súbita de seu modelo e colaborador

A Lovely House promove o lançamento de “Ela vai ficar”, da fotógrafa paulistana Sabrina Pestana, editado pela autora e por Walter Costa, sob coordenação editorial de José Fujocka e Luciana Molisani, e textos de José Nicolau Pestana. O fotolivro apresenta um recorte deste trabalho que durou 236 dias, resultando em mais de 600 negativos no formato 6 x 6, em preto e branco, e reúne retratos diários do avô da fotógrafa em seu espaço de intimidade.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Iniciado há 10 anos por Sabrina Pestana, “Ela vai ficar” representa um registro único de sua relação com o Sr. Zico, como era chamado José Nicolau Pestana. “As fotos eram feitas todos os dias, antes do sol se pôr, em meu pequeno quarto no apartamento onde morava com meus avós, até o dia 26 de março de 2009, quando vovô sofreu um infarto fulminante às 18h00. Foram mais de 600 negativos, risos, conversas, abraços e confissões. As fotos diárias eram banhadas pelos sentimentos de desprezo e gratidão de vovô com a câmera fotográfica. Eu usava a ‘caolha de três pés’ – jeito debochado pelo qual vovô se referia à câmera – para me manter bem perto dele e para mantê-lo cada vez mais vivo. Registrei-o de todas as maneiras possíveis: foto, caligrafia, desenho, máscara mortuária e, sobretudo, por meio de meu coração”, comenta a fotógrafa.

Além das imagens, “Ela vai ficar” também é composto por pequenos textos escritos à mão pelo avô da artista. “Eu dormia. Ela entrou no quarto, arrancou-me do leito, colocou-me na banqueta de todo dia, virou meu pescoço, ajustou o foco e me devolveu ao leito”, revela Sr. Zico em meio aos retratos de sua neta. Acerca do título, Sabrina Pestana diz: “’Ela vai ficar’. A câmera. Eu. A velhice. As rugas. As fotos. A memória. A saudade. A câmera ficou, eu fiquei, ficaram as fotos e o velho Zico permanece na falta que faz e nas imagens que o registraram”.

De certa forma, as imagens criadas perpetuam a história do Sr. Zico. “’Ela vai ficar’ é o seu preparo para a eternidade e o meu preparo para a sua ausência. Neste livro nos revelamos. Abrimos a porta daquele quarto e permitimos que outros olhos percorram os detalhes, o afeto, a memória cravada num corpo repleto de imperfeições e num amor imenso e eterno de avô e neta”, conclui Sabrina Pestana.

Evento: Lançamento do livro “Ela vai ficar
Autora: Sabrina Pestana
Coordenação: José Fujocka e Luciana Molisani
Data: 08 de dezembro de 2018, sábado, das 16 às 20h | Conversa com a autora, às 16h30
Local: Lovely House Casa de Livros www.lovelyhouse.com.br
Endereço: Galeria Ouro Fino | Rua Augusta, 2690 – lj. 329 – 2º andar – São Paulo – SP
Tel.: 11 3063-4030
Livro
Título: “Ela vai ficar
Autora: Sabrina Pestana
Edição de imagens: Sabrina Pestana e Walter Costa
Editora: Lovely House
Número de páginas: 54
Formato: 21 x 26,5 cm
Preço: R$ 80,00 | Valor especial no lançamento: R$ 65,00

.

Sabrina Pestana

Nascida em São Paulo, SP, em 1984, interessou-se por fotografia aos 15 anos e iniciou seus estudos na Escola Panamericana de Artes, entre 2001 e 2002. No ano seguinte, muda-se para Salvador, Bahia, e conhece o escultor Mario Cravo Júnior, que lhe encoraja a percorrer o caminho das artes. Em 2004, tendo interrompido o curso de Medicina Veterinária na Universidade Federal da Bahia, ingressa na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) em São Paulo, onde conclui o Bacharelado em Artes Visuais. Em agosto de 2008, inicia a documentação fotográfica em parceria com o seu avô paterno. Entre 2008 e 2017, atua como assistente do fotógrafo e master printer Valdir Cruz nos projetos: “RAÍZES – Árvores na Paisagem de São Paulo” (Imprensa Oficial), “BONITO – Confins do Novo Mundo” (Capivara Editora), ambos publicados em 2010; e “Retratos de Afetos” (Terra Virgem), em 2017. Em 2010, no Festival A Gosto da Fotografia, abrigado pelo Museu da Casa da Misericórdia da Bahia, em Salvador, realiza sua primeira exposição individual – “Sem Ponto Final” – em homenagem a Mario Cravo Neto, que havia falecido em agosto do ano anterior. É a artista mais jovem a figurar na exposição coletiva “Percursos e Afetos/ Fotografias 1928/2011 – Coleção Rubens Fernandes Junior”, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, em 2011/2012. Atualmente, dirige o Estúdio Gangorra, onde produz fotografia de família e eventos.

Lovely House

Com o objetivo de pesquisar e divulgar trabalhos independentes, Luciana Molisani e José Fujocka inauguram, em 2018, a casa de livros e editora Lovely House, na Galeria Ouro Fino, no bairro do Jardins, em São Paulo. Com um catálogo de arte, fotografia e design, a intenção é ter o livro como ponto de partida para discutir o processo criativo e articular ações culturais. “O livro hoje é uma das melhores formas do artista divulgar seu trabalho, e muitas vezes ele é produzido numa quantidade pequena e com pouca circulação no mercado. Nossa loja pretende ser uma vitrine para divulgar estes trabalhos”, contam os sócios. Aproximadamente 300 títulos estão à venda, em sua maioria nacionais, de editoras como a Fotô, Olhavê, Vibrant, Madalena, Pingado, Meli-Melo, APE, Rizzoli, Aperture, Deep, Ubu, Cobogó, Ikrek, APC e outras publicações independentes. “Acreditamos no mercado de nicho. O comércio e o serviço já passam por esta mudança há um tempo, especializando-se em mercados bem pontuais. Imaginamos que isso agora comece a se intensificar no mercado livreiro. Grandes livrarias estão fechando suas portas por não conseguir manter sua estrutura e nem cumprir seus compromissos”, afirmam. Outro ponto que os sócios destacam é a questão da rotatividade. “Queremos expor os livros como obras de arte. Como em sua maioria são feitos em pequena tiragem, a ideia é ter sempre a vitrine viva, fresca”, completam. Quanto à curadoria, a prioridade é a qualidade conceitual, editorial e gráfica, considerando a relevância para o debate contemporâneo. Entre os títulos, clássicos como Uncommon Places, de 1982, do fotógrafo americano Stephen Shore, até publicações independentes como do fotógrafo carioca Rodrigo Pinheiro, que autopublicou o fotolivro Tornaras, lançado na SP-Arte. A Lovely House abrigará ainda grupos de discussão e workshops para o público interessado em artes, fotografia e design. “Conversas na Ouro Fino” é o núcleo de palestras gratuitas idealizado pelos sócios e já está em sua 4ª edição. O horário de funcionamento da casa de livros é de segunda a sexta-feira, das 11h às 18h e de sábado, das 11h às 16h.

]]>
https://www.obrasdarte.com/lovely-house-lanca-fotolivro-de-sabrina-pestana/feed/ 0