Casa / Arte / Cultura en la calle: Mostrar BNegão led 5 1 mil personas a boca puto
Bnegão. Fotos: Doreen Marques.

Cultura en la calle: Mostrar BNegão led 5 1 mil personas a boca puto

Sábado pasado (19) a Boca Maldita foi palco da sexta edição do projeto “Cultura en la calle”, que leva espetáculos gratuitos para as ruas da cidade. Desta vez o show ficou por conta do BNegão & Seletores de Frequência, que lançou seu terceiro disco, TransmutAção, e apresentou faixas como “No Amanhecer”, “Fita Amarela” e “No Ar (Convocação)". A abertura foi da banda curitibana Real Coletivo Dub. De acordo com a organização, cerca de 5 mil pessoas participaram do evento.

El programa de “Cultura en la calle” é uma iniciativa da Fundação Cultural de Curitiba (FCC). O superintendente do órgão, Igor Lamb, explica que o projeto une sempre atrações de qualidade em parceria com empresas e outras instituições. “Assim atingimos um público mais amplo e proporcionamos, de forma gratuita, tardes de muita boa música para os curitibanos”, explicó. O show e o disco tiveram patrocínio da Natura Musical, através da Lei Rouanet.

Livre acesso

Para a tatuadora e professora municipal Susan Santana, o evento é uma forma de expandir a cultura de livre acesso a todos. “Eu vi mãe, filho, adolescente, pessoas mais velhas, gente de toda idade que pode escutar um som de qualidade. O BNegão apavorou e deu um show com o tempo de duração que Curitiba merece”, dijo.

Já o microempresário Rodrigo Lago disse estar impressionado com a quantidade de pessoas que foram ver a atração principal do Cultura na Rua. “Já fui a outros shows dele e não estava tão lotado, acho que o fato de ser na rua colaborou para este público. Tem muita gente com filho e família”, declara.

A estudante de história Anne Caroline da Rocha gostou da escolha do lugar e da estrutura. “O show foi incrível, BNegão é demais e a galera está numa vibe muito boa. Achei muito legal o evento ser na rua, pois trouxe muita gente que com certeza não viria se fosse em um lugar fechado e pago”, finaliza.

Como foi

A abertura ficou por conta da banda curitibana Real Coletivo Dub – formada pelos músicos Alvaro Larsen, Rodrigo Ribeiro, Cassiano Ricardo Zambonin, Felipe Boquinha, Du Gomide e Seu Zeba – que, com um som que mistura elementos do samba, bossa-nova, maracatu e outros ritmos brasileiros, fez o público dançar e aproveitar a tarde de sol e calor.

Mesmo a chuva que caiu no fim da tarde não foi capaz de afugentar o público, que continuou na Boca Maldita para o show de BNegão. O cantor carioca e sua banda, formada por Pedro Selector (trompeta), Fábio Kalunga (baja), Robson Riva (batería) e Fabiano Moreno (Guitarra), levaram o público à loucura com um espetáculo cheio de swing e letras fortes e reflexivas. O novo álbum traz uma mistura de estilos que passam pelo reggae, Samba, hip hop e o funk dos anos 70.

O show teve ao todo duas horas de duração. Após serem apresentadas todas as faixas do álbum recém-lançado, quando o público pediu bis, o músico anunciou mais uma hora de som. A segunda parte foi composta pelos grandes sucessos dos dois primeiros álbuns, Enxugando Gelo e Sintoniza Lá, com canções como “O Mundo (Panela de Pressão)", “Sintoniza Lá”, “A Verdadeira Dança do Patinho” e “Prioridades”.

(FOTOS EM http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/noticias/cultura-na-rua-show-de-bnegao-levou-5-mil-pessoas-a-boca-maldita/)

Comentarios

3 comentarios

Comentar

Su dirección de correo electrónico no será publicada.Los campos necesarios están marcados *

*