Σπίτι / Τέχνη / Visualismo Arte Tecnologia e Cidade promove em setembro festival com projeção de 26 obras audiovisuais ao ar livre no Rio de Janeiro

Visualismo Arte Tecnologia e Cidade promove em setembro festival com projeção de 26 obras audiovisuais ao ar livre no Rio de Janeiro

Visualismo Arte Tecnologia e Cidade promove em setembro festival
com projeção de 26 obras audiovisuais ao ar livre no Rio de Janeiro

Regina Silveira, Vik Muniz, United VJs e mais 15 artistas de todo o país participam de festival
na Praça Mauá, ημέρες 11 και 12 Σεπτεμβρίου. Parque Madureira (6) e Central do Brasil (8)
também recebem projeções de convidados

Projeção de Raimo Benedetti. Φωτογραφίες: Αποκάλυψη.

Projeção de Raimo Benedetti. Φωτογραφίες: Αποκάλυψη.

O Festival Visualismo Arte Tecnologia e Cidade apresenta em setembro projeções de 26 obras audiovisuais ao ar livre no Rio de Janeiro. Criado como um meio de discutir o futuro dos espaços da coletividade hoje, o projeto envolve ações que integram curadores, pensadores, Οι μαθητές, artistas de áreas distintas e o público em geral. Um dos principais desafios da iniciativa é pensar as cidades e suas múltiplas formas de apropriação e, para isso, fomentou o desenvolvimento de trabalhos artísticos que partiram de pesquisas no entorno de onde serão projetados. As obras finalizadas, criadas especialmente para o Visualismo, serão exibidas na Praça Mauá em 11 και 12 de setembro em um evento totalmente aberto ao público. O projeto também vai realizar projeções de artistas convidados no Parque Madureira (6 Σεπτεμβρίου) e Central do Brasil (8 Σεπτεμβρίου). Idealizado e produzido por Renata Sbardelini (Suindara Radar e Rede) e Letícia Monte (Espiral), com a curadoria do artista multimídia Lucas Bambozzi, o projeto tem realização do Pontofrio e do Ministério da Cultura por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet.

Coordenado por Bambozzi, o conselho curatorial – composto por Batman Zavareze, Patrícia Moran, e Henrique Roscoe –, fez um mapeamento de 180 καλλιτέχνες, representantes da cena de artes visuais nas várias regiões do país. Deste grupo, 30 apresentaram propostas individuais, em uma etapa cuidadosa de chamada aos artistas. Os 15 selecionados pela curadoria e os convidados Vik Muniz (RJ), Regina Silveira (SP) e United VJs (SP) estão produzindo trabalhos criados especialmente para projeções no teto do Museu de Arte do Rio – MAR, no edifício A Noite, em outros prédios nos arredores da Praça Mauá. Eder Santos (MG) e a dupla Gisela Motta (SP) e Leandro Lima (SP) foram convidados e também terão obras projetadas durante o Festival, no Parque Madureira e na Central do Brasil.

Os selecionados pelo conselho curatorial Roberta Carvalho (PA), Milton Marques (DF), Yuri Firmeza (PE), Lirio Ferreira (PE), Virgínia de Medeiros (BA), Alice Miceli (RJ), André Parente (MG), Marilá Dardot (MG), Caio Fazolin (SP), Duva (SP), Fernão Ciampa – Embolex (SP), Raimo Benedetti (SP), Leandro Mendes (SC), Kátia Maciel (RJ) e Marcus Bastos (SP) participaram em julho do VisualismoLab, onde tiveram a oportunidade de otimizar o desenvolvimento e a viabilidade de suas obras, abordando questões conceituais e técnicas em uma imersão coletiva com a curadoria e os especialistas convidados. O projeto ainda promoveu um seminário aberto ao público que discutiu os desafios da apropriação do espaço público e as perspectivas do suporte tecnológico para manifestações artísticas. “As linguagens das obras criadas para o Visualismo questionam a rigidez dos formatos pré-definidos. O desafio dado aos artistas é ter como protagonista os suportes não usuais que estão na cidade, em sua arquitetura. São intervenções com projeções de vídeo em grande escala em espaços que carregam significados históricos e sociais e são de propriedade de todos, que motivam uma interpretação artística”, explica Bambozzi.

Durante o Festival Visualismo Arte Tecnologia e Cidade o espaço público estará permeado pela arte e pelo pensamento criativo dos artistas convidados e selecionados, incluindo tanto as obras produzidas especialmente para o projeto, como trabalhos adaptados. Os locais de exibição, Parque Madureira (6), Central do Brasil (8) e Praça Mauá (11 και 12), servirão como palco de projeções que vão de vídeo mappings, vídeo-performances e instalações imersivas a performances audiovisuais. “As intervenções sugerem formas de ressignificação dos espaços públicos, perspectivas para a fruição da cultura visual e de conexão com a cidade”, afirma Renata Sbardelini, που, ao lado de Leticia Monte, é uma das idealizadoras da iniciativa que pretende se estender ao longo dos anos, propondo experiências positivas de retomada dos espaços coletivos tendo a arte como meio e a tecnologia como ponte. Leticia ainda destaca o aspecto formativo da proposta: “Houve um cuidado especial em propiciar aos artistas envolvidos as condições ideais para se pensar um novo projeto, com todas as particularidades que isso envolve, tanto técnicas como conceituais, com atenção e disponibilidade de acompanhamento que raramente são dadas ao artista em editais e outros projetos de fomento”.

O projeto se caracteriza também pela afinidade de abordagem entre as proponentes e o próprio patrocinador. “Acreditamos em propostas capazes de unir a arte e a tecnologia, que possibilitem a inovação com o propósito de desenvolver, incluir e conectar as pessoas, ressignificar suas relações com elas mesmas e com a cidade”, afirma Susy Yoshimura, diretora da Fundação Via Varejo, responsável pelos investimentos em projetos sociais da varejista. “O Visualismo está aderente ao conceito adotado pelo Pontofrio e apresenta a cultura de maneira inovadora, acessível e democrática”, completa Susy Yoshimura.

Projeção de Luiz Duva. Φωτογραφίες: Αποκάλυψη.

Projeção de Luiz Duva. Φωτογραφίες: Αποκάλυψη.

Υπηρεσία

6 DE SETEMBRO – PARQUE MADUREIRA

18h – 20h: BAILE CHARME DO VIADUTO DE MADUREIRA

20h: INTERVENÇÕES AUDIOVISUAIS:

  • EDER SANTOS – Revezamento 3×1
  • GISELA MOTTA E LEANDRO LIMA – Passei-o
  • UNITED VJS – Mishap

21h-22h: BAILE CHARME DO VIADUTO DE MADUREIRA

08 DE SETEMBRO – CENTRAL DO BRASIL

19h – 22h: INTERVENÇÕES AUDIOVISUAIS

  • EDER SANTOS – Todos os santos
  • GISELA MOTTA E LEANDRO LIMA – E.D.
  • UNITED VJS – 54

11 DE SETEMBRO PRAÇA MAUÁ

17h – 23h: AÇÕES URBANAS ASSOCIADOS DA GOMA E OUTROS COLETIVOS

17H30: RONALD DUARTE – Nimbo Oxalá

18H: OMULU

19H30: INTERVENÇÕES AUDIOVISUAIS (SESSÃO 1)

  • REGINA SILVEIRA com Cartoon – Vários edifícios (5’)
  • LUIZ DUVA com Pulsar – Teto do MAR (15’)
  • RAIMO BENEDETTI com Pré-8 – Edifício A Noite (6’)
  • KATIA MACIEL com Hera – Edifício A Noite e casario (6’)
  • ALICE MICELI com M. Rua da Saúde 2015 – Casario (3’)
  • CAIO FAZOLIN com Pixel.data/cm² – Edifício A Noite (5’)
  • REGINA SILVEIRA com Surveillance – Vários edifícios (5’)
  • VIRGÍNIA DE MEDEIROS com Cais do corpo – Edifício A Noite e Casario (10’)
  • MARCUS BASTOS com Contracorrentes – Edifício A Noite e Casario (12’)
  • ALICE MICELI com M. Rua da Saúde 2015 – Casario (3’)
  • LÍRIO FERREIRA com Melancia – Edifício A Noite (10’)
  • VIK MUNIZ com George Stinney Jr – Edifício A Noite (3’)
  • LEANDRO MENDES (Vj Vigas) με Alma – Edifício A Noite (10’)

21H – 21H30: PERFORMANCE CLARICE LIMA – Árvores

21H30: INTERVENÇÕES AUDIOVISUAIS (SESSÃO 2)

  • REGINA SILVEIRA com Cartoon – Vários edifícios (3’)
  • RAIMO BENEDETTI com Pré-8 – Edifício A Noite (6’)
  • KATIA MACIEL com Hera – Edifício A Noite e casario (6’)
  • ALICE MICELI com M. Rua da Saúde 2015 – Casario (3’)
  • CAIO FAZOLIN com data/cm² – Edifício A Noite (5’)
  • REGINA SILVEIRA com Surveillance – Vários edifícios (5’)
  • VIRGÍNIA DE MEDEIROS com Cais do corpo – Edifício A Noite e Casario (10’)
  • MARCUS BASTOS com Contracorrentes – Edifício A Noite e Casario (12’)
  • ALICE MICELI com M. Rua da Saúde 2015 – Casario (3’)
  • LÍRIO FERREIRA com Melancia – Edifício A Noite (10’)
  • VIK MUNIZ com George Stinney Jr – Edifício A Noite (3’)
  • LEANDRO MENDES (Vj Vigas) με Alma – Edifício A Noite (10’)
  • LUIZ DUVA com Pulsar – Teto do mar (15’)

12 DE SETEMBRO PRAÇA MAUÁ

17H – 23H: AÇÕES URBANAS ASSOCIADOS DA GOMA E OUTROS COLETIVOS

17H30 – 18H30: FESTA PHUNK!

19H30: INTERVENÇÕES AUDIOVISUAIS (SESSÃO 1)

  • REGINA SILVEIRA com Cartoon – Vários edifícios (5’)
  • CAIO FAZOLIN com data/cm² – Edifício A Noite (5’)
  • MARILÁ DARDOT com Quanto é? O que nos separa – Edifício A Noite (15’)
  • REGINA SILVEIRA com Surveillance – Vários edifícios (5’)
  • ANDRÉ E JULIO PARENTE com Cascata – Edifício A Noite e Casario (7’)
  • VIK MUNIZ com George Stinney Jr. – Edifício A Noite (6’)
  • ROBERTA CARVALHO com Mauá Remixes – a Edifício A Noite (6’)
  • YURI FIRMEZA com Entretempos – a Casario (7’)
  • MILTON MARQUES com Areia – Edifício A Noite (5’)
  • LEANDRO MENDES (Vj Vigas) με Estereóptico – Edifício A Noite (10’)

20H45 – 21H30: CHELPA FERRO

21H30: INTERVENÇÕES AUDIOVISUAIS (SESSÃO 2)

  • REGINA SILVEIRA com Cartoon – Vários edifícios (5’)
  • CAIO FAZOLIN com Pixel.data/cm² – Edifício A Noite (5’)
  • MARILÁ DARDOT com Quanto é? O que nos separa – Edifício A Noite (15’)
  • REGINA SILVEIRA com Surveillance – Vários edifícios (5’)
  • ANDRÉ E JULIO PARENTE com Cascata – Edifício A Noite e Casario (7’)
  • VIK MUNIZ com George Stinney Jr. – Edifício A Noite (6’)
  • ROBERTA CARVALHO com Mauá Remixes – a Edifício A Noite (6’)
  • YURI FIRMEZA com Entretempos – a Casario (7’)
  • MILTON MARQUES com Areia – Edifício A Noite (5’)
  • LEANDRO MENDES (Vj Vigas) με Estereóptico – Edifício A Noite (10’)
  • FERNÃO CIAMPA com Mar Ansiolítico – Teto do MAR (20’)

Idealização e Produção

Suindara Radar e Rede

Renata Sbardelini formou-se em Comunicação (PUC-PR), possui especialização em Sustentabilidade (FGV), Responsabilidade Corporativa (FGV) e Marketing (UFPR), MBA Team Managment (FGV) e Imersão na Teoria U (MIT – Massachusetts Institute of Technology e FGV). Σε 2011 fundou a Suindara Radar e Rede, após ter passado mais de 15 anos em grandes empresas, como Ambev e Natura. Sua trajetória no mundo corporativo foi pautada por liderar o desenvolvimento de programas e discussões ligadas a temas contemporâneos, como cultura e sustentabilidade, incluindo a construção e fortalecimento da rede de interlocutores ligados a esses temas. Como consequência natural desse caminho, a Suindara Radar e Rede nasceu com o propósito de contribuir para o desenvolvimento de projetos inovadores que tratem de temas relevantes, assim como mediar a relação entre a iniciativa privada, produtores, καλλιτέχνες, governo e ONGs.

Espiral

Letícia Monte é artista, curadora, produtora cultural e sócia-diretora da Espiral. Entre suas recentes realizações estão o planejamento e a coordenação de produção do filme de arte e da exposição Transbarroco, de Adriana Varejão (agosto/2014), e do filme de arte The Ghost in Between, de Janaína Tschape (SP, NY, 2013); planejamento e direção de produção da exposição Amilcar de Castro – Repetição e Síntese (CCBB/BH, 2013); gestão da Universidade das Quebradas/PACC UFRJ (UFRJ, ΣΤΗ ΘΆΛΑΣΣΑ, 2010 ao presente); conceito e direção executiva da exposição Travessias da Arte Contemporânea (RJ, 2011) e do portal LABE (RJ, 2012); produtora associada dos documentários A Música Segundo Tom Jobim (2011) και Mistério do Samba (2008); Coordenação de produção da exposição e dos filmes de arte Destricted.Br com diversos artistas brasileiros (2010/2011); Concepção e direção geral do São João Carioca em parceria com Gege Produções, (RJ, 2010 ao presente). É presidente da Ser Cidadão e sócia-fundadora do Instituto CASA.

Curadoria Geral

Lucas Bambozzi é artista e pesquisador em mídias digitais. Trabalha em meios como vídeo, ταινία, instalação, obras site-specific, performances audiovisuais e projetos interativos. Seus trabalhos já foram mostrados em mais de 40 χώρες. Foi curador do Sónar SP (2004), Life Goes Mobile (2004-2005), Festival ON_OFF (Itaú Cultural, 2012-2015) e do projeto Multitude (Sesc Pompeia, 2014). É um dos criadores do Festival arte.mov Arte em Mídias Móveis (2006-2015) e do Labmovel. Foi artista residente no CAiiA-STAR Centre/i-DAT e concluiu seu MPhil em Filosofia da Computação, na Universidade de Plymouth, Αγγλία. É doutorando na FAU-USP e professor no curso de Artes Visuais na FAAP em São Paulo. Dedica-se à exploração crítica de novos formatos de mídia independente com ênfase em projetos envolvendo campos informacionais em espaço públicos. www.lucasbambozzi.net

Conselho Curatorial

Batman Zavareze é bacharel em comunicação visual. Começou na MTV Brasil sua relação com audiovisual com passagens pelas produtoras cariocas Videofilmes e Conspiração Filmes no início dos anos 90, trabalhando na área de fotografia cinematográfica. Από 2010 faz a curadoria do projeto Happenings com passagens pelo Centro de Artes Hélio Oiticica e na Casa França-Brasil. Assinou a direção de arte e tecnologia dos shows de Marisa MonteVerdade Uma Ilusão Tour 2012/13 e da banda Paralamas do Sucesso – 30 χρόνια. Teve seu trabalho publicado e exposto em revistas, livros e mostras no Rio de Janeiro (CCBB/ Museu Nacional Belas Artes/ Paço Imperial/ Oi Futuro), στην Ιταλία, Γερμανία, Ιαπωνία, Κόστα Ρίκα, Πορτογαλία, Γαλλία, Ελβετία, China e Rússia.

Henrique Roscoe é artista audiovisual, músico e curador. É graduado em Comunicação social pela UFMG e Engenharia Eletrônica pela PUC/MG e tem especialização em Design pela FUMEC. Com seu projeto HOL se apresentou nos principais festivais de imagens ao vivo no Brasil como Sónar, FILE, ON_OFF, Εργαστηρίο, Multiplicidade e também na Inglaterra (NIME, Encounters), Γερμανία (Rencontres Internationales), Πολωνία (WRO), ΗΠΑ (Gameplay), Grécia (AVAF), Ιταλία (LPM e roBOt), Colombia (Festival de La Imagen) άλλοι. É o curador e um dos idealizadores do FADFestival de Arte Digitalque acontece em Belo Horizonte desde 2007.

Patricia Moran é professora e pesquisadora do Curso Superior do Audiovisual (Escola de Comunicações e Artes/ECA) e do curso de Design (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo/FAU) Universidade de São Paulo (USP). Orienta na pós-graduação em Meios e Processos Audiovisuais, ECA-USP. Diretora do CINUSP Paulo Emílio. Integra o Laboratório de Análise e Crítica Audiovisual (LAICA) da ECA/USP.

Pontofrio
A partir do conceito “Viva a Inovação” o Pontofrio quer ser reconhecido como um ponto de encontro do consumidor com a tecnologia mais adequada à sua necessidade. Com tradição de mais de 60 χρόνια, a rede varejista de eletroeletrônicos e móveis incentiva projetos sociais alinhados ao princípio de que a inovação não é privilégio de poucos, mas algo que aproxima as pessoas, que atualiza e as conecta aos novos tempos. O apoio é realizado por meio da Fundação Via Varejo, responsável pelos investimentos da Via Varejo (empresa que administra as marcas Pontofrio e Casas Bahia) em ações que incentivam e promovam a cultura brasileira, o desenvolvimento social e humano e a qualidade de vida.
www.viavarejo.com.br/fundacaoviavarejo

Σχόλια

2 παρατηρήσεις

Αφήνω μια απάντηση

Διεύθυνση ηλεκτρονικού ταχυδρομείου σας δεν θα δημοσιευθεί. Υποχρεωτικά πεδία επισημαίνονται *

*