Home / Arte / Arquiteta e urbanista Joice Berth é destaque na programação do Ciclo de Seminários Mulheres nas Artes, promovido pelo MAR
Museu de Arte do Rio. Foto: Thales Leite.
Museu de Arte do Rio. Foto: Thales Leite.

Arquiteta e urbanista Joice Berth é destaque na programação do Ciclo de Seminários Mulheres nas Artes, promovido pelo MAR

Em diálogo com a exposição “Casa Carioca”, o segundo módulo do evento irá abordar a relação entre cidade, corpo e gênero

Nos dias 02 e 16 de outubro, o Museu de Arte do Rio – MAR, sob a gestão do Instituto Odeon, realiza o segundo módulo do Ciclo de Seminários Mulheres nas Artes. Em 2020, o evento tem como tema central Arquitetura e Urbanismo, em diálogo com a exposição “Casa Carioca”, aberta recentemente para visitas agendadas, em dias e horários pré-definidos, pelo site do museu.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Após discutir questões sobre cidade, etnicidade e ancestralidade em seu primeiro módulo, com a participação de nomes como a antropóloga e curadora Sandra Benites e a arquiteta e pesquisadora Bárbara Oliveira, o segundo módulo do evento se propõem a debater as relações entre cidade, corpo e gênero. Entre as convidadas da programação de outubro está Joice Berth, arquiteta, urbanista e curadora da exposição “Casa Carioca” ao lado de Marcelo Campos. Além de Berth, participam dos painéis as arquitetas Diana Bogado, Emmily Leandro, Gisele de Paula, Iazana Guizzo e a estudante de arquitetura Suellen Neves.

Por conta do isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, este ano o Ciclo de Seminários Mulheres nas Artes está sendo realizado online desde o início de setembro, com transmissão ao vivo pelo canal do MAR no YouTube. Os painéis do primeiro módulo estão disponíveis ao público, na íntegra, na plataforma digital. Inteiramente ministrado por mulheres, o ciclo foi dividido em três módulos: Cidade, etnicidade e ancestralidade; Cidade, corpo e gênero; e Cidade, Classe e Violência. Cada módulo é composto por duas palestras mensais, que contam com tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Com a proposta de dar visibilidade à produção cultural feminina, bem como estimular de forma geral a pesquisa e o desenvolvimento de projetos criados por mulheres, o evento tem ainda como objetivo dar continuidade ao processo gerador da exposição “Mulheres na Coleção MAR” (2018), aprofundando discussões e práticas em prol da igualdade de gênero, por meio do prisma da interseccionalidade no âmbito das atividades e do acervo da instituição.

PROGRAMAÇÃO:

Módulo II: Cidade, corpo e gênero (02 e 16/10)

  • Sexta-feira, 02 de outubro, das 17h às 19h

Palestrantes: Joice Berth e Emmily Leandro

Mediadora: Suellen Neves

Joice Berth – É arquiteta e urbanista, especialista em direito à cidade e psicanalista em formação. Como autora, lançou em 2019 o livro “Empoderamento” (2019), parte da coleção Feminismos Plurais (Ed. Polen/Selo Sueli Carneiro), sob a coordenação de Djamila Ribeiro. Pesquisadora, assessora parlamentar do mandato do vereador Eduardo Suplicy, colunista da revista Elle Brasil e cocuradora da exposição “Casa Carioca”, do Museu de Arte do Rio – MAR. Discute questões de raça e gênero nas redes sociais e em palestras realizadas em universidades e empresas. Foi uma das palestrantes da Brasil Fórum UK (2018), na Oxford University, e na Euroleads (2019), na França.

Emmily Leandro – Graduada em arquitetura e urbanismo pela Univap, com especialização em planejamento e gestão urbana pela FAU/USP. Atualmente é mestranda em planejamento e gestão urbana pelo IPPUR/UFRJ. Atua como arquiteta e urbanista, além de desenvolver trabalhos na área de comunicação, pesquisa e gestão de projetos. É parceira da Concreto Rosa, faz parte da coletiva Terra Preta e do coletivo Massa – Comunicação de Causas, e participa da gestão colaborativa do Da Praça Coworking.

Suellen Neves – Suellen Neves é carioca e graduanda em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com formação politécnica em design gráfico. Atuou como pesquisadora na Fundação Casa de Rui Barbosa, através do grupo de pesquisas em conservação preventiva, e como estagiária no Instituto Estadual do Patrimônio Cultural – INEPAC, no acompanhamento de fiscalizações e vistorias de obras e bens tombados.

  • Sexta-feira, 16 de outubro, das 17h às 19h

Palestrantes: Iazana Guizzo e Diana Bogado
Mediadora: Gisele de Paula

Iazana Guizzo – Iazana Guizzo é arquiteta e urbanista. Idealizadora da Terceira Margem Arquitetura e Singularidades e seu método. Professora de projeto de arquitetura da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutora em urbanismo. Mestre em psicologia. Formada em dança contemporânea. É autora do livro “Reativar territórios: o corpo e o afeto na questão do projeto participativo”.

Diana Bogado – Diana Bogado é ativista, feminista, arquiteta e urbanista, doutora em arquitetura pela Universidade de Sevilha; realizou pós-doutorado no Centro de Estudos Sociais da Universidade Coimbra e no Departamento de Museologia da Universidade Lusófona. É co-fundadora do Museu das Remoções da Vila Autódromo. Em sua trajetória, participou de movimentos sociais pelo direito à moradia, além de ter coordenado/colaborado em projetos urbanísticos participativos no Brasil e no exterior.

Gisele de Paula – Carioca, ativista do movimento negro, graduada em arquitetura e urbanismo pela Universidade Santa Úrsula. Com formação técnica em estrutura naval pelo Henrique Lage (ETEHL), atuou em arquitetura naval na supervisão do Estaleiro Aliança e como estagiária de arquitetura e urbanismo na Tempore Engenharia e no Museu de Arte do Rio (MAR).

O Museu de Arte do Rio – MAR

Uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o Museu de Arte do Rio é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social da Cultura e tem o Grupo Globo como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master e o IRB Brasil RE e a Bradesco Seguros como patrocinadores por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A Escola do Olhar conta com o patrocínio do Itaú e o apoio da Icatu Seguros e do Machado Meyer Advogados via Lei Federal de Incentivo à Cultura. Por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, é também patrocinada pela HIG Capital, RIOgaleão e JSL. A Vale é patrocinadora da exposição “Casa Carioca” por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

O MAR conta ainda com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização do Ministério da Cidadania e do Governo Federal do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*