Home / Arte / Casa Museu Eva Klabin relembra a Semana de Arte Moderna de 1922 em festival com músicas da época

Casa Museu Eva Klabin relembra a Semana de Arte Moderna de 1922 em festival com músicas da época

Nos dias 14, 15 e 21 de maio, sempre às 19h, o espaço cultural vai apresentar o “Festival Vinte22”, com programação musical focada no repertório de Villa-Lobos

Formato que faz sucesso entre o público que frequenta a Casa Museu Eva Klabin, na Lagoa, zona sul carioca, os concertos presenciais vão acontecer em três datas no mês de maio: 14, 15 e 21 de maio, sempre às 19h. Eles farão parte do “Festival Vinte22”, que tem como objetivo relembrar os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922.





A ideia do “Festival Vinte22” é reapresentar peças que foram tocadas nos três dias da Semana de 22 no Teatro Municipal de São Paulo. Os recitais marcaram a cultura brasileira e reafirmaram os ideais modernistas.

Na época, o Teatro Municipal recebeu um público numeroso e polarizado e a continuação dessa história poderá ser apreciada na programação com o repertório que foi apresentado na ocasião e que contribuiu para consagrar Villa-Lobos. Ele foi o único representante musical a comparecer à Semana de 22 e ter suas obras tocadas em três récitas. Em carta ao amigo Arthur Iberê Lemos, Villa-Lobos escreveu: “…como deves imaginar, o público levantou-se indignado. (…) Quando chegou a vez da música, as piadas das galerias foram tão interessantes que quase tive a certeza de a minha obra atingir um ideal, tais foram as vaias que me cobriram de louros”.

A ida de Villa-Lobos a São Paulo para participar da Semana de Arte Moderna contribuiu para que sua carreira se solidificasse. Durante as apresentações da Semana de 22, suas obras foram tocadas pela pianista Guiomar Novaes, Lucília Guimarães – sua primeira mulher e grande incentivadora de sua carreira –, a violinista Paulina D’Ambrosio, o violoncelista Alfredo Gomes e os pianistas e compositores Ernani Braga e Fructuoso Viana.

No sábado, 14 de maio, às 19h, o duo formado por Lucia Barrenechea, piano, e Hugo Pilger, violoncelo – que já gravou a obra integral de Villa-Lobos para seus instrumentos em CD e DVD – abre a série dos três concertos com as obras para piano solo de Emile-Robert Blanchet (1877-1943), Claude Debussy (1862-1918) e a Sonata nº 2, Opus 66 (1916) para violoncelo e piano, de Villa-Lobos.

No dia seguinte, domingo, 15 de maio, também às 19h, o segundo concerto trará um naipe feminino. A solista Erika Ribeiro tocará cinco pequenas peças de Villa-Lobos e de Claude Debussy, enquanto a atual spalla da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), Priscila Rato, a violinista Luísa de Castro, a violista Clara Santos e a violoncelista Janaína Sales, completam o programa com o Quarteto nº 3 op. 59 (1915), de Heitor Villa-Lobos.

O encerramento do “Festival Vinte22” será no dia 21 de maio, sábado, às 19h. O concerto vai apresentar dois Trios de Villa-Lobos: TRIO II e TRIO III, com a experiência e a musicalidade do Trio Aquarius, integrado por Flavio Augusto, piano, Ricardo Amado, violino, e Ricardo Santoro, violoncelo.

Para os que desejarem conhecer o Museu, será possível fazer uma visita guiada à coleção às 17.30h antes do Concerto. Basta fazer a reserva do ingresso no site www.evaklabin.org.br.

“FESTIVAL VINTE22” – Serviço Completo

Sábado, 14 de maio – 19h

Hugo Pilger, violoncelo e Lúcia Barrenechea, piano

Programa do evento:

Émile-Robert Blanchet (1877-1943)

Au Jardin du Vieux Sérail (Andrinople) para piano solo

Claude Debussy (1862-1918)

La Soirée dans Grenade para piano solo

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Bailado Infernal para piano solo

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Sonata nº 2, Opus 66 (1916) para violoncelo e piano

I- Allegro Moderato

II- Andante Cantabile

III- Scherzo

IV- Allegro Vivace Sostenuto

Domingo, 15 de maio – 19h

Erika Ribeiro, piano e Quarteto com Priscila Rato, violino; Luísa de Castro, violino;

Clara Santos, viola; Janaína Salles, violoncelo.

Programa do evento:

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

O ginete do Pierrozinho para piano solo

Simples Coletânea (1922) para piano solo

Valsa Mística para piano solo

Em um berço encantado para piano solo

Rodante para piano solo

Claude Debussy (1862-1918)

Minstrels para piano solo

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Quarteto n.3 op.59 (1915)

I -Allegro non tropo

II – Molto vivo

III – Molto adagio

IV – Allegro com fuoco

Sábado, 21 de maio – 19h

Trio Aquarius composto por Flávio Augusto, piano; Ricardo Amado, violino; Ricardo Santoro,

violoncelo.

Programa do evento:

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Trio II

Allegro moderato

Andantino calmo

Scherzo – Spirituoso

Molto alegro e final

Trio III

Allegro con moto

Moderato

Allegretto sprituoso

Allegro animado

Casa Museu Eva Klabin – Av. Epitácio Pessoa, 2480 – Lagoa

Ingressos para o Concerto:

Inteira – R$ 50,00/Meia Entrada – R$ 25,00 (por concerto)

Ingressos para o Concerto + Visita ao Museu:

Inteira – R$ 70,00/Meia Entrada – R$ 35,00

Para ver a programação completa e adquirir seus ingressos, clique aqui.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*