Home / Arte / Colagem Analógica – Retornando com toda força, por Edmundo Cavalcanti

Colagem Analógica – Retornando com toda força, por Edmundo Cavalcanti

Edmundo Cavalcanti é Artista Plástico, Colunista de Arte e Poeta.

Edmundo Cavalcanti é Artista Plástico, Colunista de Arte e Poeta.

A utilização da colagem na arte moderna é enorme, já que ela permeou movimentos artísticos e que agora está retornando com bastante força.

A colagem digital também como uma ferramenta do século XXI é bem ativa no campo da publicidade, ilustração, animação e outros meios. Muitos jovens artistas fazem com maestria a arte digital.

Mas a colagem analógica voltou com tudo nas redes sociais e alguns colagistas brasileiros a utilizam em seus trabalhos, com as características dos movimentos artísticos e estão ativamente presentes nas redes sociais…

Conheça um pouco mais sobre colagem analógica.

Universidade do papel:
www.universidadedopapel.com

Facebook:
Sociedade Brasileira de Colagem Analógica

Alguns artistas brasileiros já renomados e outros estão crescendo que utilizam a técnica da colagem.

Marcel Lisboa

Marcel Lisboa é designer gráfico, vive e trabalha em São Paulo.

Trabalhou em agências de publicidade antes de dedicar seu tempo integralmente às colagens. Já expôs na Europa, Ásia e América Latina. Além disso, podemos ver seu trabalho frequentemente em publicações importantes como na editora Globo, Abril e Moderna.

Facebook: www.facebook.com/marcellisboa

Instagram: @marcellisboa258

João Colagem

João Colagem, artista plástico, referência na técnica da colagem na América Latina e Europa, nasceu no Brasil e morou durante 20 anos nos Países Baixos, onde aprimorou seu olhar na pesquisa de imagens que se traduzem em obras mediante o recorte de papéis. O conjunto da obra de João abre um novo campo de visão para artistas que utilizam a colagem em suas criações. Retornou ao Brasil em 2017 para assumir a direção artística da Universidade do Papel de São Paulo.

Facebook: www.facebook.com/joao.colagem

Instagram: @colagem

Geraldo Daurell Comini (G Comini)

Após sua carreira como exclusivo designer criador de estampas, de programação visual e direção de arte em moda, se retira do mercado e passa 16 anos, criando um acervo de colagens que não pretendia exibir. Desenvolveu sua própria técnica, não há intervenção digital. Minucioso recorte manual de imagens de revistas e papeis de presente utilizando bisturis e tesouras de cirurgia ocular. Fotografias em alta resolução e ampliação em Fine Art. Suas criações já foram expostas em varias galerias e espaços residenciais e corporativos.

Facebook: www.facebook.com/gdayrellcomini

Instagram: @gcominicolagens

Linkedin: G Comini

Paulo Lionetti

Paulo Lionetti é natural de SP/SP onde vive e trabalha. Autodidata, porém, buscando se aprimorar, faz alguns cursos, dentre eles na APBA (Associação Paulista de Belas Artes), onde a pintura acadêmica e os estudos com modelo vivo era matéria obrigatória. Durante muitos anos explorou e pesquisou uma grande variedade de técnicas, materiais e suportes em vários projetos artísticos. Atualmente a Sustentabilidade esta constante em sua Arte através das colagens usando papeis reciclados.

Blog: paulolionetti.blogspot.com

Facebook: www.facebook.com/paulo.lionetti

Instagram: @paulolionetti

Amelia MeMe Vizzotto
Amélia MM Vizzotto

Seu trabalho se baseia na colcha de retalhos da vida, nos quebra-cabeças e recomeços diários. Na colagem não é diferente, uma imagem tem seu contexto claro, mas ao se encaixar na obra, muda o sentido, harmonizando e completando sua visão de mundo. A leveza e beleza da arte estão diretamente ligadas a sua produção.

MeMé é artista visual e sua trajetória profissional começou em 2002.

Facebook: Meme Vizzotto

Instagram: @memevizzotto

Eliana Rulli

São Paulo não é um lugar comum. É uma cidade multifacetada, com várias tribos, gente do mundo todo e religiões de todas as crenças. A forma para representar a cidade e todos os seus lados também não poderia ter uma única solução.

Pensando nisso, busquei papéis com diferentes gramaturas, texturas e cores para criar um efeito de volume nas composições. O uso de formas geométricas e as sobreposições foram criando a paisagem urbana sem deixar de lado o perfil cosmopolita da megalópole.

Facebook: www.facebook.com/eliana.rulli

Instagram: @eliana.rulli

Monica Nunes

Apropriações e releituras de signos e ícones da Historia da Arte, integram a sua linguagem iconográfica. Incorpora aos seus trabalhos achados do cotidiano e impressões digitais. Leonardo da Vinci, Van Gogh, Gauguin, Matisse, Monet, Picasso, Botticelli, Chagal, Renoir, Magritte…parceiros iconográficos, amigos imaginários.

Blog: quandopassarosporaqui.blogspot.com

Facebook: www.facebook.com/monica.nunes.737

Instagram: @monicanunes_artes

.

….

.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*