Home / Arte / Exposição “Conversando com as Culturas do Mundo” – Museu El Greco – Grécia, por Rosângela Vig
Exposição “Conversando com as Culturas do Mundo” – Museu El Greco – Grécia, destaque. Divulgação.
Exposição “Conversando com as Culturas do Mundo” – Museu El Greco – Grécia, destaque. Divulgação.

Exposição “Conversando com as Culturas do Mundo” – Museu El Greco – Grécia, por Rosângela Vig

Rosângela Vig é Artista Plástica e Professora de História da Arte.

Rosângela Vig é Artista Plástica e Professora de História da Arte.

(…) Agora, à hora em que os outros estão dormindo, ele está curvado sobre sua mesa, lançando sobre uma folha de papel o mesmo olhar que há pouco dirigia às coisas, lutando com seu lápis, sua pena, seu pincel, lançando água do copo até o teto, limpando a pena na camisa, apressando, violento, ativo, como se as imagens lhe escapassem, belicoso, mas sozinho e debatendo-se consigo mesmo. E as coisas renascem no papel, naturais e, mais do que naturais, belas; singulares e dotadas de uma vida entusiasta como a alma do autor. (BAUDELAIRE, 2007 p. 23-24)

O artista é um ávido leitor do mundo que o cerca. As imagens são oferecidas a ele como uma dádiva. Ele vai ao papel em branco, à tela alva e reproduz esse universo da forma como vê, com as impressões que percebe, com as cores que seu olhar alcança. A obra é assim, um regalo para o coração, uma iguaria para a alma, uma carícia ao olhar do observador.

É esse o propósito da Exposição Internacional de Pintura “Conversando com as Culturas do Mundo”, no Museu El Greco, em Fodele, Grécia, organizada pela Associação Cultural Fodele “Domenikos Theotokopoulos”. A exposição foi co-organizada pela Região de Creta e pela Prefeitura de Malevizi. Será um deleite ao olhar do observador, passear pelas cores, pelas formas e pelo belo, das obras dos artistas de vários lugares do mundo, criteriosamente selecionados pela Curadora da exposição, Magdalena Wozniak-Melissourgaki (Grécia).

O panorama visual é composto de 26 pinturas, com assuntos, temas, estilos e técnicas variadas, que incluem carvão, óleo, acrílico, pastel macio, aquarela, espátula e design gráfico. A exposição foi co-organizada pela Região de Creta e pelo município de Malevizi, está em andamento e permanecerá aberta ao público até 30 de agosto, no espaço para exposições do Museu El Greco em Fodele, das 9h da manhã às 7h: 00 da noite. No dia 8 de agosto, às 8h da noite, haverá a abertura oficial, com música. Durante o período do evento, no dia 22 de agosto, sábado, haverá uma Oficina de Pintura Infantil (contato para participação: 2810 521 500). Durante o período da exposição, serão observadas as medidas de proteção à saúde.

Artistas participantes: Andrzej Filipowicz (Bielorrússia / Polônia), Irene Georgopoulou (Grécia), Ivan Grozdanovski (Sérvia), Leticia Isabel Banegas Gomez (Honduras), Éda Gyenis (Hungria), Pierrick Her (França), Paul Howe (Inglaterra) Michiyo Hyodo (Japão), Marcin Jaszczak (Polônia), Kostas Karnikis (Grécia), Abdelhalim Kebieche (Argélia), Yuliia Kochetova (Polônia), Ingrid Lefevre (Bélgica), Kathy Linden (EUA), Amarjeet Maan (Índia), Lita Mavrogeni (Grécia), Ines Mendez (Argentina), Sareh Mohebeian Zadeh (Rússia), Olga Pelipas (Ucrânia), Ruslan Prus (Ucrânia), Lawal Suleiman (Nigéria), Martine Vallée (Canadá), Rosângela Vig (Brasil), Maria Villiot (Grécia), Jin Yu (China), Magdalena Wozniak Melissourgaki (Grécia).

A exposição é organizada no âmbito do Festival Cultural Fodele, dedicado ao artista do Maneirismo, Domenikos Theotokopoulos, El Greco, no Museu El Greco.

Trafegar pelas cores e pelas formas da Arte é mais que dar um presente ao espírito, é desvencilhar-se das desventuras do mundo e se deixar levar pelas mãos e pela mente criativa do artífice, voando nas direções que sua obra conduz, livremente.

Abertura Oficial: 8 de Agosto às 8h da noite
Oficina de Pintura Infantil: 22 de Agosto
Período da Exposição: 1 a 30 de Agosto

.

Referências:

  1. BAUDELAIRE, Charles. Sobre a Modernidade. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2007.

.

Comentários

(...) Agora, à hora em que os outros estão dormindo, ele está curvado sobre sua mesa, lançando sobre uma folha de papel o mesmo olhar que há pouco dirigia às coisas, lutando com seu lápis, sua pena, seu pincel, lançando água do copo até o teto, limpando a pena na camisa, apressando, violento, ativo, como se as imagens lhe escapassem, belicoso, mas sozinho e debatendo-se consigo mesmo. E as coisas renascem no papel, naturais e, mais do que naturais, belas; singulares e dotadas de uma…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie a matéria! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.84 ( 4 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*