Home / Arte / Exposição Paragens de Um Lugar Nenhum – David Almeida

Exposição Paragens de Um Lugar Nenhum – David Almeida

Abertura: 27 de Abril, das 10h30 às 15h30 na Galeria Casa da Imagem.

A galeria Casa da Imagem inaugura, no dia 27 de abril, às 10h30 da manhã, a exposição “Paragens de Um Lugar Nenhum”, do artista brasiliense radicado em São Paulo, David Almeida. A mostra contará com cerca de 20 pinturas de diferentes dimensões, desde trabalhos realizados em grandes formatos, 180 x 180 cm, até pequenas obras medindo 20 x 25 cm.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Se paisagens são porções espaciais apanhadas por intermédio de um golpe de vista, as construídas por David Almeida invariavelmente se debruçam em direção às feições mais simples, para fatos rotineiros que nos rodeiam, destinados a figurar sem protagonismo, sejam esses radicados em ambientes marcadamente urbanos ou não. Por intermédio de sua ótica, o simples não renuncia a sua condição original, entretanto, é provido de um intrigante encanto, próprio às naturezas extraordinárias. A graça que das suas imagens se desprende está associada à maneira que o artista articula a relação entre a falta e a presença, outra característica essencial de sua pintura; nos trabalhos, sobrevém a presença de um humano que nunca se põe visível, que comparece como se estivesse à espreita, esperando o convite das nossas lembranças, da nossa imaginação, para se colocar em cena.

Serviço
Exposição: Paragens de Um Lugar Nenhum | David Almeida
Abertura: 27 de Abril, sábado, das 10h30 às 15h30
Local: Galeria Casa da Imagem Rua Dr. Faivre, 591, Centro Curitiba
Visitação: Segunda a Sexta das 13h às 18h30. Sábados das 10h às 13h30.
Informações:
Telefone:​ ​(41) 3598 – 9631
e-mail:contato@casadaimagem.com.br
Instagram:​ casadaimagem.galeria
Facebook: www.facebook.com/Casa-da-Imagem-1125237140987766/

.

Sobre o artista

David Almeida

Brasiliense radicado em São Paulo, David Almeida é formado em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília. Premiado em 2013 no 12º Salão de Arte de Jataí, em 2014 pelo 20º Salão Anapolino de Arte e novamente em Jataí no 14º Salão de Arte de Jataí em 2015, participou de mostras coletivas como “Brazil: arbeit und freundschaft”, no Espaço Pivô, em São Paulo, e 20 – Pintura e Pictorialidade em Brasília de 2000/2014, no Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, “Ondeandaaonda I e II”, no Museu Nacional da República, “Scapeland – Território de Transito Livre”, no Memorial da América Latina. Em 2015, realizou amostra individual Sobre habitar o invisível, na Referência Galeria de Arte em Brasília, após participar da Residência FAAP, em São Paulo. Realizou projetos de curadoria como a exposição coletiva “Turvas Narrativas”, na Orlando Lemos Galeria – Belo Horizonte. Participou de prêmios como 1º Salão Mestre D’Armas – Planaltina, Transborda Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea e mais recentemente foi premiado como primeiro lugar no I Prêmio Vera Brant de Arte Contemporânea. Em 2016, realizou a residência no Centro Cultural Elefante onde realizou a exposição “Asseidade da Fenda”, mais recente individual com curadoria de Ana Roman. Em 2018 foi indicado ao Prêmio Pipa pela primeira vez e realizou a primeira individual em São Paulo na Zipper Galeria e também expõe pela primeira vez no Rio de Janeiro com a individual Encalço Mul.Ti.Plo Espaço Arte.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*