Expressões do Inconsciente na Coleção Dimitri Ganzelevitch

Abertura: sábado, 29 de julho – das 16h às 19h | Aberto ao público

Bate-papo: das 16h às 17h30 (auditório da Casa Museu Eva Klabin)

Anúncio

Nise da Silveira, inscrita no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, empurrou para mais longe os limites da loucura. Nas pegadas de Carl Jung, ela deu às pessoas com transtornos psiquiátricos, através da arte, a possibilidade de sair dos labirintos da introversão para começar a se comunicar com o mundo exterior. Hoje, as Imagens do Inconsciente fazem parte de nosso patrimônio cultural” Dimitri Ganzelevitch

A Casa Museu Eva Klabin inaugura sábado, 29 de julho, a exposição Expressões do Inconsciente na Coleção Dimitri Ganzelevitch e apresenta 27 trabalhos inéditos de cinco artistas que por diferentes maneiras manifestam o inconsciente por meio da arte.

A Casa Museu, que foi residência de uma colecionadora, recebe uma exposição curada por outro colecionador, Dimitri Ganzelevitch, marchand e fotógrafo francês, colecionador de arte do inconsciente há mais de 50 anos. Para esta exposição, Ganzelevitch selecionou obras de cinco artistas de seu acervo para ocuparem a sala de exposições temporárias da casa-museu da Lagoa, Rio de Janeiro. Assim como Eva Klabin, Ganzelevitch habita uma casa-museu, a Casa Museu Solar Santo Antônio, em Salvador (BA), que conta com uma coleção de mais de quatro mil peças.

O convite a Dimitri Ganzelevitch para curar essa exposição surge do desejo de aprofundar um assunto que já exploramos em 2018, quando trouxemos obras de Arthur Bispo do Rosário para a Casa Museu Eva Klabin, mostrando o interesse pela produção de um artista com transtornos psiquiátricos. Trazemos agora um grupo de cinco outros artistas marginalizados, também neurodivergentes, e um caminho diferente para abordar o tema: o olhar de um colecionador”, diz Jose Pio Borges, Presidente da Casa Museu Eva Klabin.

Expressões do Inconsciente na Coleção Dimitri Ganzelevitch tem como objetivo tensionar a história da arte estabelecida e amplamente aceita, por meio de trabalhos visualmente irreverentes e desconfortáveis para a arte clássica. Essa tensão se manifesta na escolha de incluir artistas excluídos, seja por condições psiquiátricas ou questões sociais, como raça e gênero.

A mostra traz obras em diversos suportes de artistas, cujos distúrbios resultam em obras fortes e com identidade marcante: Joselito José Santos, Alicio Ribeiro Santos, Raimundo Jorge Falcão, Emma Valle e Eternit.

O escultor Joselito José Santos, de Cairu (BA), surpreende pela carga ancestral africana, diria que atávica, já que se trata de um homem praticamente iletrado com difícil acesso à informação. Os quatro trabalhos de Alicio Ribeiro Santos foram encontrados numa exposição na penitenciária Lemos de Britto em Salvador. Fica bem definida a ânsia pela liberdade. Quanto ao misterioso Eternit, o conheci quando transportava no Terreiro de Jesus, também de Salvador, os três pedaços de compensado num plástico transparente. Após pedir alguns milhões pelas obras, acabou cedendo-as por uma importância mais razoável. Do Raimundo Jorge Falcão, cujas fantasias já foram expostas em Nova Iorque no contexto dos outsiders, apresentamos alguns acessórios usados durante o carnaval. Enfim, temos com as obras Emma Valle, considerada por muitos na Bahia uma das artistas mais fortes do cenário artístico local — sabe-se que ela começou a criar sob a influência do artista argentino Eckenberger — outro trabalho entendido como “fora das normas”. Esta exposição visa ouvir os excluídos da forma mais radical, e nos encorajar a examinar os limites pelos quais uma cultura rejeita algo que será para ela o exterior”, diz Dimitri Ganzelevitch.

Expressões do Inconsciente na Coleção Dimitri Ganzelevitch evoca a arte e a injustiça presente na vivência dos excluídos e, com elas, traz uma instabilidade impetuosa para a casa-museu. Complementa a coleção racional e criticamente estabelecida de Eva Klabin com a produção de obras produzidas por aqueles que se expressaram através do inconsciente e que ainda não foram devidamente validadas pelo sistema de arte, embora sejam igualmente potentes.

No auditório, como complemento da exposição, acontece a exibição do documentário Posfácio – Imagens do Inconsciente, dirigido porLeon Hirszman e Eduardo Escorel. O projeto, que gerou a trilogia “Imagens do Inconsciente”, traz a íntegra da entrevista de Leon Hirszman com a psiquiatra Nise da Silveira (1905 – 1999), fundadora do Museu de Imagens do Inconsciente. O documentário tem exibição de quarta a domingo (a partir do dia 30 de julho).

Para marcar ainda mais a abertura, o colecionador Dimitri Ganzelevitch, curador da mostra, o pesquisador e museólogo Eurípedes Júnior e o crítico de arte e médico psiquiatra Guilherme Gutman, conversam sobre o colecionismo com um aprofundamento nas questões psiquiátricas e reflexões filosóficas relacionadas às obras expostas. A mediação é da jornalista Leila Sterenberg. O bate-papo é realizado das 16h às 17h30, no auditório da Casa Museu Eva Klabin, com interprete de libras. Sujeito a lotação.

Sobre o curador:

O francês Dimitri Ganzelevitch nasceu em Rabat, Marrocos, em 1936. É curador e galerista em Salvador desde 1975. Coleciona arte popular, moderna e imagens do inconsciente há mais de 50 anos. Fotógrafo desde 1998 teve seus trabalhos expostos no Brasil, Itália e México.

Foi cronista de vários veículos de imprensa como Gazeta Mercantil, Jornal A Tarde, entre outras variadas revistas.

Estudou arte em Lisboa, Paris e Londres.

Receba Notícias de Exposições e Eventos em geral em nosso grupo no Whatsapp!
*Só nós postamos no grupo, então não há spam! Pode vir tranquilo.

É ativista do meio ambiente e da preservação do patrimônio material.

A Casa Museu Eva Klabin

Inscreva-se para receber as Novidades sobre Eventos
e o Universo das Artes primeiro!

A Casa Museu Eva Klabin abriga a coleção reunida por Eva Klabin, um dos mais importantes acervos de arte clássica dos museus brasileiros, contando com mais de duas mil peças que cobrem um arco de tempo de quase 50 séculos, do Egito Antigo ao Impressionismo.

A coleção está em exposição permanente e aberta ao público na casa-museu instalada na residência em que a colecionadora viveu por mais de 30 anos e abrange pinturas, esculturas, mobiliário e objetos de arte decorativa.

A Casa que abriga o Museu foi uma das primeiras residências da então recém-urbanizada Lagoa Rodrigo de Freitas, e desde a sua abertura ao público, em 1995, tem oferecido uma programação cultural variada, que inclui, além das visitas ao acervo, atividades como concertos e shows, oficinas, cursos, conferências e exposições temporárias.

Mais informações: evaklabin.org.br | IG @evaklabinoficial

Serviço:

Expressões do Inconsciente na Coleção Dimitri Ganzelevitch
Abertura: sábado, 29 de julho – das 16h às 19h | Aberto ao público

Bate-papo: das 16h às 17h30 (auditório): Dimitri Ganzelevitch, curador da mostra, Eurípedes Júnior (pesquisador e museólogo), Guilherme Gutman (crítico de arte e médico psiquiatra). Mediação: Leila Sterenberg.

Tema: o colecionismo com um aprofundamento nas questões psiquiátricas e reflexões filosóficas relacionadas às obras expostas. Com interprete de libras. Sujeito a lotação com distribuição de senhas 10 minutos antes do evento.

Exposição: de 30 de julho a 10 de setembro
Quarta a domingo: 14h às 18h, última entrada às 17:30h
Segunda e terça: fechado
Livre e gratuito.

Documentário: Posfácio – Imagens do Inconsciente
Ano: 1986/2014
Gênero: Documentário | 80 min | Livre
Direção: Leon Hirszman e Eduardo Escorel

Sinopse: Depoimento da Dra. Nise da Silveira (1905 – 1999), psiquiatra e fundadora do Museu de Imagens do Inconsciente a Leon Hirszman em 1986. Complemento da trilogia Imagens do inconsciente, de Leon Hirszman (1937-1987), o material bruto não editado pelo cineasta tornou-se filme em montagem de Eduardo Escorel.

Local: auditório – sujeito a lotação
Casa Museu Eva Klabin
Av. Epitácio Pessoa, 2480 | Lagoa | Rio de Janeiro |RJ|
evaklabin.org.br | IG @evaklabinoficial

Contato geral:
(21) 99145-9096 (de terça a domingo |14h às 18h | apenas para ligações)
cultura@evaklabin.org.br

Relacionados:

Deixe um comentário

×