Home / Arte / Festival de Veneza / IMOVISION com três filmes premiados

Festival de Veneza / IMOVISION com três filmes premiados

Festival de Veneza / filmes premiados que vão ser lançados no Brasil pela Imovision: ARAB BLUES; GLORIA MUNDI e “BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”.

ARAB BLUES – MELHOR FILME ELEITO PELO PÚBLICO – GIORNATE AUTORI / 2019

Sinopse:

A psicanalista Selma lida com um grande número de pacientes novos, depois de voltar da França para a Tunísia e abrir uma clínica. Nesta comédia sofisticada, Manele Labidi abre uma janela para a fascinante Tunísia moderna, com uma história cheia de contrastes, contradições e confrontos culturais, repleta de vitalidade e humor.

Título original: UN DIVAN A TUNIS
Direção: Manele Labidi Labbé
Roteiro: Manele Labidi Labbé
Produção: Jean-Christophe Reymond
Fotografia: Laurent Brunet
Edição: Yorgos Lamprinos
Música: Flemming Nordkrog
Figurino:
Gênero: Comédia
País: França
Ano: 2019
COR
Duração: 88 minutos

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Elenco: Golshifteh Farahani, Hichem Yacoubi, Majd Mastoura

Título original: UN DIVAN A TUNIS
Direção: Manele Labidi Labbé
Roteiro: Manele Labidi Labbé
Produção: Jean-Christophe Reymond
Fotografia: Laurent Brunet
Edição: Yorgos Lamprinos
Música: Flemming Nordkrog
Figurino:
Gênero: Comédia
País: França
Ano: 2019
COR
Duração: 88 minutos
Classificação: a verificar

GLORIA MUNDI – ARIANE ASCARIDE – MELHOR ATRIZ

Sinopse:

Em Marselha, uma família se reúne para o nascimento do bebê Gloria, e apesar da alegria, eles enfrentam tempos difíceis.
Com uma nova ideia de negócio, o ambicioso tio de Gloria tem o que pode ser uma saída para os problemas.

Título original: Gloria Mundi
Direção: Robert Guédiguian
Roteiro: Robert Guédiguian
Serge Valletti
Produção: Agat Film & Cie, Marc Bordure, Robert Guédiguian
Fotografia: Pierre Milon
Edição:
Música:
Figurino:
Gênero: Drama
País: França
Ano: 2019
Duração: 107 minutos

“BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”, de Bárbara Paz, conquistou o prêmio de Melhor Documentário na Mostra Venice Classics no 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza. ). O filme é produzido por Bárbara Paz, Myra Babenco e os irmãos Caio Gullane e Fabiano Gullane. O documentário é uma produção HB Filmes, em coprodução com Gullane e Ava Filmes, Lusco Fusco, Globo Filmes, GloboNews e Canal Brasil.

SINOPSE:

“Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela” – disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida. Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista de sua própria morte.
Nesta imersão amorosa na vida do cineasta, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e fragilidade física que marcou sua vida.
Do primeiro câncer, aos 38 até a morte, aos 70 anos, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo. Tell me when I die é o primeiro filme de Bárbara Paz mas, também, de certa forma, a última obra de Hector – um filme sobre filmar para não morrer jamais.

FICHA TÉCNICA:
Direção: Bárbara Paz
Elenco: Hector Babenco, Willem Dafoe, Bárbara Paz
Roteiro: Maria Camargo, Bárbara Paz
Direção de fotografia: Stefan Ciupek, Carolina Costa, Bárbara Paz
Montagem: Cao Guimarães e Bárbara Paz
Consultoria de montagem: Yael Bitton
Supervisão de Edição de Som: Miriam Biderman, ABC ; Rodrigo Ferrante
Trilha Sonora Original: O Grivo
Produtor associado: Willem Dafoe e Petra Costa
Produção: HB Filmes
Coprodução: Gullane e Ava Filmes, Lusco Fusco, Globo Filmes, GloboNews, Canal Brasil
Produtores: Bárbara Paz, Myra Babenco, Caio Gullane e Fabiano Gullane
Distribuição Brasil: Imovision
produzindo e dirigindo programas e filmes. O Documentário “Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou” é seu primeiro longa-metragem.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*