Home / Arte / Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE
Erika Mayumi, instalação. Foto: Cortesia da artista e Galeria Nara Roesler. Galeria Nara Roesler na EXPO CHGO ONLINE.
Erika Mayumi, instalação. Foto: Cortesia da artista e Galeria Nara Roesler. Galeria Nara Roesler na EXPO CHGO ONLINE.

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com exposição inspirada no poema ‘Sweet Spontaneous Earth’, de E.E Cummings, a galeria está entre os 80 expositores da feira internacional que começa no dia 08 de abril

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de Arte Contemporânea) e Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), a Galeria Nara Roesler é uma das representantes do Brasil entre as 80 galerias que vão participar da EXPO CHGO ONLINE, feira internacional de arte contemporânea e moderna, que acontece em formato virtual de 08 a 12 de abril.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

“Em um momento em que o ambiente online torna-se uma via essencial para contato com o público internacional, o apoio do Projeto Latitude às galerias é algo fundamental. Não somente com relação à participação nas feiras e plataformas online, mas também no que diz respeito à divulgação junto à imprensa internacional. Fazer parte de um projeto de internacionalização em tempos como os que estamos vivendo é algo que favorece e fortalece as galerias como um todo”, afirma Alexandre Roesler, diretor da Galeria Nara Roesler.

Com a exposição ‘Sweet Spontaneous Earth’ (Doce e Espontânea Terra), a galeria irá apresentar no evento diversos trabalhos que retratam a natureza como algo que está sempre em evolução, que é indecifrável e de força indomável. A exposição é inspirada no poema homônimo de E.E Cummings e tem como objetivo trazer uma reflexão ao espectador dos benefícios de desacelerar através da grandeza da natureza: parar e observar, ouvir, respirar. As obras escolhidas têm justamente este efeito, capturando e contemplando a admiração, em momentos que ficamos boquiabertos com a natureza avassaladora de nosso planeta.

Diversos artistas participam da exposição: Alberto Baraya, Amelia Toledo, Brígida Baltar, Cássio Vasconcellos, Cristina Canale, Isaac Julien, Karin Lambrecht, Marcelo Silveira, Marcos Chaves, Paulo Bruscky e Evgen Bavcar, Tomie Ohtake e Vik Muniz.

Mais informações sobre a EXPO CHGO ONLINE acesse www.expochicago.com

Sobre o Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad

O Latitude é um programa desenvolvido por meio de uma parceria firmada entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, para promover a internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea. Criado em 2007, conta hoje com 58 galerias de arte do mercado primário, localizadas em sete estados brasileiros e Distrito Federal, que representam mais de 1000 artistas contemporâneos. Seu objetivo é criar oportunidades de negócios de arte no exterior, fundamentalmente através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

O volume das exportações definitivas e temporárias das galerias do projeto Latitude vem crescendo significativamente. Em 2007, foram exportados US$ 6 milhões e, de acordo com a última Pesquisa Setorial Latitude publicada, em 2017 atingiu-se mais de US$ 65 milhões. As galerias Latitude foram responsáveis por 42% do volume total das exportações do setor no ano.

Desde abril de 2011, quando a ABACT assume o convênio com a Apex-Brasil, foram realizadas 48 ações em mais de 26 diferentes feiras internacionais, com aproximadamente 300 apoios concedidos a galerias Latitude. Neste mesmo período, foram trazidos ao Brasil aproximadamente 250 convidados internacionais, entre curadores, colecionadores e profissionais do mercado, em 23 edições de Art Immersion Trips. Além dessas ações, o Latitude realizou cinco edições de sua Pesquisa Setorial, com dados anuais sobre o mercado primário de arte contemporânea brasileira.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*