Home / Arte / IMPERMEÁVEL

IMPERMEÁVEL

Pinturas de Maia Bueloni ocupam o Espaço Cultural Correios Niterói.

Exposição abre dia 30 de novembro e fica em cartaz até 25 de janeiro.

Maia Bueloni inaugura a exposição “Impermeável” no Espaço Cultural Correios Niterói. Com curadoria de Lia do Rio, a individual reúne dez telas da artista, cuja pesquisa tem como foco um universo feminino de outros tempos. Com pintura em acrílica e óleo sobre tela, utilizando uma paleta de cores reduzida, o trabalho de Maia evoca memórias de uma antiga casa de família burguesa, numa atmosfera de afetação, aparência, superficialidade e falsas ilusões, entre o afeto e a dor. A mostra abre dia 30 de novembro (sábado), às 15h, e fica em cartaz até 25 de janeiro, com entrada franca.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

O trabalho de Maia remete a imagens de outros tempos, lembranças de um passado distante. Suas pinturas quase monocromáticas, em tons claros e suaves, trazem objetos e ambientes em escala próxima à real: um vestido de noiva envolve um corpo que não existe; um anjo se desprende de um bibelô de porcelana rococó; uma cadeira e uma mesa pairam luxuosos e vazios num canto da sala… Em suas telas, Maia nos atira para dentro do ambiente intocável e impermeável de ricas salas de visita ou de jantar, numa incômoda atmosfera entre o conforto e a tensão, entre a ostentação e a austeridade, entre o excesso e o vazio, entre a opulência e a solidão.

Por traz da atmosfera bela, delicada e feminina de cada objeto, certa estranheza, como se algo estivesse fora da ordem. Por traz da sedução, do luxo e do capricho, um mundo de aparências, superficialidade, silêncios e ausências. Por meio dos adornos, Maia fala dos estereótipos de felicidade, onde o feminino está muito presente. “As pinturas aparentemente românticas de Maia têm vida própria e são, acima de tudo, perturbadoras. No contraste entre a simetria e o desequilíbrio, Maia atribui drama a cenas de resultados imprevisíveis”, comenta a curadora. A mostra pode ser visitada de segunda a sábado, das 11h às 18h (exceto feriados).

MAIA BUELONI

Nascida em Piracicaba (SP), formada em Artes Plásticas pela PUC-Campinas (1982), com cursos de Desenho, Pintura e Escultura, na Unicamp (de 1980 a1984), e Especialização em Arte-Educação pela ECA–USP (1994). Trabalhou muitos anos na área de arte-educação, atuando como professora, como formadora de professores e como coordenadora e assessora de arte em escolas das redes pública e privada, em São Paulo. A partir de 2011, quando se muda para o Rio, retoma sua produção artística. Passa a frequentar a EAV-Parque Lage e a participar de grupos de estudo e acompanhamento de trabalho em ateliê, com os artistas Josias Benedito, Chico Cunha, Daniel Lannes, de 2014 a 2016, e com Lia do Rio, desde 2017. Em 2018 participou do curso “Imersões Poéticas”, no Paço Imperial, com Marcelo Campos, Efrain Almeida, Ivair Rinaldin e Cadu. Na Escola de Artes Visuais do Parque Lage participou dos cursos: Questões prático-teóricas da pintura na contemporaneidade – Luiz Ernesto e Bruno Miguel, de 2012 a 2015; Desenho como pensamentoFrederico Carvalho, 2013; Arte Contemporânea – Marcelo Campos, 2012; Questões Fundamentais da Pintura – Luiz Ernesto, 2011 e 2012; O processo criativo – Charles Watson, 2011. Participou das seguintes exposições coletivas: “Mais Pintura”, EAV (Rio, 2014); “Mais Pintura Verão 2015”, Sesc Quitandinha (Petrópolis, 2015); “Casa Alta Percursos”, Hostel Contemporâneo (Rio, 2016); “4 Cantos”, Galeria Antonio Berni, Consulado Geral da República da Argentina (Rio, 2016); “A Utopia do Não”, Paço Imperial (Rio, 2019).

LIA DO RIO

Nasceu em São Paulo, vive e trabalha no Rio de Janeiro. É Bacharel pela Escola Nacional de Belas Artes da UFRJ; tem Pós-Graduação em Arte e Filosofia, e Pós-Graduação em Filosofia Antiga, PUC-RIO. No início de sua trajetória artística, foi aluna de Abelardo Zaluar, Quirino Campofiorito e Mário Barata. A partir de seu ingresso na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, em 1982, teve como orientadores Fernando Cocchiaralle, Ricardo Basbaum, Paula Trope, Tunga, Celeida Tostes, Reinaldo Roels Jr, entre outros. Inicia-se em pintura, mas logo seus trabalhos adquirem tridimensionalidade. Ao longo de quatro décadas participou de centenas de exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior (EUA: Nova York e São Francisco; Japão: Tóquio e Kobe; Guatemala; Alemanha; França e Kioto). Foi selecionada para diversos salões, com destaque para o Novos-Novos, o XX, Macunaíma 90, os XXº e XXIIº Salão Nacional de Belo Horizonte, e o Le Dejeuner sur L’Art (premiada por 4 vezes). Recebeu diversos prêmios, como Intervenções Urbanas; Brahma Reciclarte; Prêmio FIAT 89 (RJ) e Meditronic de Artes Plásticas (SP). Seus trabalhos fazem parte de diversos acervos, no Brasil e exterior, como o Parque Nacional da Tijuca (RJ), o Jardim Botânico (RJ), a Fundação Cândido Mendes (RJ) e o próprio Museu da República (DF). Ao longo do tempo, como professora de arte, lecionou em importantes instituições, como o Parque Lage e o Instituto Calouste Gulbenkian. Coordena exposições, workshops e palestras, e faz acompanhamento de diversos artistas. Seu livro Lia do Rio: Sobre a Natureza do Tempo foi editado, em 2015, pela editora Fase 10.

SERVIÇO
Exposição de arte
Título: “Impermeável”
Artista: Maia Bueloni
Curador: Lia do Rio
Abertura: 30 de novembro de 2019, de 15h às 18h
Visitação: De 2 de dezembro a 25 de janeiro de 2020, de segunda a sábado, das 11h às 18h (exceto feriados)
Local: Espaço Cultural Correios Niterói – sala H – 1º pavimento
End.: Av. Visconde do Rio Branco, 481 – Centro, Niterói – RJ
Tel: 21 2503-8550 / 8560
Entrada franca
Classificação etária: Livre

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*