Home / Arte / Instituto Artium recebe carioca Rodrigo Torres para exposição inédita em São Paulo

Instituto Artium recebe carioca Rodrigo Torres para exposição inédita em São Paulo

Mostra conta com peças únicas que revelam técnicas e conceito do artista que já possui obras integradas à coleções do Museu de Arte do Rio e em Kadist Art Foundation, na França.

A partir de 10 de novembro, o Instituto Artium de Cultura recebe a exposição “Vale da Utopia”, por Rodrigo Torres, uma seleção de trabalhos produzidos pelo artista nos últimos anos. Os objetos são, em sua maioria, esculturas em cerâmica que se mesclam com fotografias e pinturas, que ao se unir, elaboram uma linguagem visual única.




Amparado por diversas técnicas, o artista cria objetos tridimensionais: vasos, jarras, frutas, legumes, dentre outros adereços do cotidiano, tornam-se objetos ornamentados que mesclam presença ou ausência de figuras e fundos, alternando densidades, volumes e cores. Todos esses materiais embaralhados voltam a se encontrar em um espaço de mimetismo.

Para a mostra que acontece em São Paulo, no Instituto Artium, o artista prepara uma instalação exclusiva. Uma fonte de água para pássaros, feita em cerâmica, a obra que se chama “Fonte dos Viajantes” é um desdobramento da série de esculturas que mimetizam vasos embalados.

“Nessa obra estarão representados pássaros migratórios, todos os desenhos em azul sobre branco, porém em estilos de pintura baseados em diferentes tradições locais, como por exemplo as cerâmicas holandesas, italianas, turcas e chinesas”, conta Rodrigo. A obra “Fonte dos Viajantes” fala sobre convergências em torno de bens comuns, tanto a água, quanto a própria tradição ceramista.




Desde a pintura azul sobre branco, que surgiu na China e se espalhou pelo mundo, passando pelo mimetismo do papelão, que representa transporte e trocas comerciais, até os desenhos de pássaros migratórios, tudo propõe transposição, atravessamento. “Em um tempo de crescente nacionalismo e xenofobia, essa obra busca unir os pontos em comum”, revela o artista. 

Para a mostra, foram selecionadas mais de 20 obras que convidam o espectador a ver criações de um artista em estado convulsivo e catártico de criação. “Vale da Utopia” fica em cartaz no Instituto Artium até janeiro de 2023.

Serviço
Exposição:
Vale da Utopia, por Rodrigo TorresData: de 10 de novembro de 2022 a 29 de janeiro de 2023
Endereço: Instituto Artium de Cultura – Rua Piauí, 874 – Higienópolis, São Paulo – SP
Funcionamento: de quarta a sexta, das 12h às 18h e aos finais de semana das 10h às 18h.

Sobre o Instituto Artium

O Instituto Artium, localizado no bairro de Higienópolis em São Paulo oferece dezenas de atividades educativas como palestras e cursos remotos e presenciais voltados para as Artes Cênicas, Patrimônio e Artes Visuais, tendo como público-alvo crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, e professores da rede pública.

Receba Notícias de Exposições e Eventos em geral em nosso grupo de Whatsapp!
*Só nós postamos no grupo, então não há spam! Pode vir tranquilo.

Tais grupos também têm acesso a espetáculos de alta qualidade como Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate, com a reflexão profunda dos valores que destas vivências as plateias podem inferir.

A programação de exposições traz narrativas da arte contemporânea, exibindo nomes internacionalmente renomados como Felice Varini; passando pela arte contemporânea através do coletivo brasileiro recortado por Alberto Simon e os olhares de cumplicidade dos fotógrafos Jairo Goldfluss e João Caldas, emoldurados por típica arquitetura de ostentação da rica aristocracia paulistana do início do século 20, restaurada pelo Instituto Artium em sua sede.

Para mais informações, acesse www.institutoartium.org ou siga nossas redes no Facebook e Instagram.

Sobre Rodrigo Torres

No ano de 2020, participou da exposição “A Casa Carioca”, no Museu de Arte do Rio, no Rio de Janeiro. Em 2019, participou da coletiva “BRASIL! Focus sull’arte brasiliana contemporanea” no Museu Ettore Fico, em Turim, na Itália e participou da coletiva “A Luta Continua” na The Sylvio Perlstein Collection – Hauser & Wirth, Nova York. No ano de 2017 abriu a individual “Víveres” na galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro e participou das coletivas “Songs for my Hands” na Bienal Internacional de Curitiba que aconteceu no Museu Oscar Niemeyer, “Window Project” no Spazio 22, Milão, “Art of the Treasure Hunt: the Grand Tour” Toscana, “Modos de ver o Brasil: Itaú Cultural 30 anos” na OCA do Ibirapuera, São Paulo e “A luz que vela o corpo é a mesma que revela a tela”, na Caixa Cultural, Rio de Janeiro. Em 2016 abriu o solo “Apreensões” na Casa França-Brasil, Rio de Janeiro e participou da coletiva “Mapas, Cartas, Guias e Portulanos” na Sala de Arte Santander, São Paulo, Brasil. Suas obras integram as coleções do MAR – Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro; Itaú Cultural de Fotografia, São Paulo; e Kadist Art Foundation, França.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*