Home / Arte / LEANDRO MACHADO promove circulação do projeto ARQUEOLOGIA DO CAMINHO
Leandro Machado - Prêmio Aliança Francesa de Porto Alegre. Foto: Divulgação Aliança Francesa POA.

LEANDRO MACHADO promove circulação do projeto ARQUEOLOGIA DO CAMINHO

ARQUEOLOGIA DO CAMINHO

Leandro Machado

Artista visual Leandro Machado apresentará o livro e a exposição Leandro Machado – Arqueologia do Caminho em quatro cidades, com o financiamento da SEDACTEL nº 26/2017 Edital de Concurso “Pró-cultura RS FAC #juntospelacultura_2” – fechando ciclo em Porto Alegre na metade de 2019

Na proposta “Arqueologia do Caminho”, de Leandro Machado, a ideia do artista visual era buscar espaços periféricos, outros lugares da Capital que não fossem tão centrais, imagens que não aquelas que a mídia normalmente evoca. Na visão de Leandro, andarilhar tinha como objetivo desconstruir o que se acha que se conhece profundamente. “Parece que as pessoas da cidade são somente aquelas que circulam pelo Centro, Cidade Baixa, Moinhos de Vento… Porto Alegre é tão mais ampla, vasta, poderosa! São lugares periféricos, mas – ao mesmo tempo – outros centros. Fui a lugares que desconhecia, outros que só sabia pelo nome, aquilo que estava escrito no cabeçalho do ônibus, como Itu Sabará, Sarandi, Vila Elizabeth, Retiro da Ponta Grossa, Lami… É uma outra Porto Alegre, às vezes até mais bonita que esta que a gente conhece”, conta.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

O projeto que tem o financiamento da SEDACTEL nº 26/2017 Edital de Concurso “Pró-cultura RS FAC #juntospelacultura_2” e produção da STEPHANOU Cultural, levará o Livro e a Exposição Leandro Machado – Arqueologia do Caminho, na finalidade de promover a circulação deste produto cultural, às cidades do Rio de Janeiro/Brasil – Espaço Cultural Canto da Carambola, Montevidéu/Uruguai – Galeria Marte, La Rochelle/França – Centre Intermondes, e Porto Alegre/Brasil – Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MACRS), de dezembro/2018 a agosto/2019.

No dia 8 de dezembro, o artista visual gaúcho, desembarca no Rio de Janeiro, para abertura da exposição e lançamento do livro Leandro Machado – Arqueologia do Caminho, no Canto da Carambola, Rua do Oriente 123 – Santa Tereza – Rio de Janeiro/RJ, com distribuição gratuita do livro a partir das 18h, sessão de autógrafos e um bate-papo com o público presente sobre o processo de criação (prática que será realizada em todas as cidades contempladas).

O projeto visa dar voz a essas pessoas, a esses lugares, conhecer e trocar. No cotidiano, em geral, nossas rotinas têm um traçado pré-definido, sempre parecido, conforme aponta o artista. Foram realizadas caminhadas pela Zona Norte de Porto Alegre, iniciadas em dezembro de 2015 (duas vezes por semana). O fotógrafo Paulo Corrêa e Leandro Machado circularam pelos bairros IAPI, Leopoldina, Cohab Rubem Berta, Parque Santa Fé, Sarandi [Vila Elizabeth, Valão, Asa Branca, Meneghetti] e por um trecho da avenida Sertório.

Neste trajeto, surgiram outras Porto Alegres [desconhecidas], modos específicos de comércio nos bairros e vilas, diferentes modos de existir, territórios negros, comunidades de resistência. O artista atentou para a presença dos chalés, os condomínios em número crescente, evidenciando as questões de controle e segurança. Entre as estradas, caminhos, praças, apareceram nos registros manifestações das artes visuais, o protagonismo do meio ambiente (plantas, ervas, bichos, córregos, esgotos, valões), o lamento da ausência do poder público…

O projeto foi apresentado pela primeira vez em 2016, no Atelier Jabutipê, na época financiado pelo Fumproarte da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre.

Após os lançamentos nas cidades do Rio de Janeiro, Montevidéu e La Rochelle, o projeto retorna à cidade de origem, Porto Alegre, no Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MACRS) para apresentar novamente o projeto e as vivências que o artista experimentou nestas novas cidades.

LANÇAMENTO DO LIVRO E EXPOSIÇÃO:
“Leandro Machado – Arqueologia do Caminho”
Bate-papo com o artista e sessão de autógrafos
Data: 8 de dezembro (sábado), a partir das 18h
Local: Canto da Carambola
Endereço: Rua do Oriente, 123 – Santa Tereza – Rio de Janeiro/RJ
Entrada franca, com distribuição gratuita do livro

.

Sobre a publicação e exposição:

Título: Leandro Machado – Arqueologia do Caminho
Artista: Leandro Machado

Financiamento: SEDACTEL – Pró-cultura RS FAC
Produção: Stephanou Cultural
Fotógrafo: Paulo Corrêa
Curador: Antônio Augusto Bueno

Apoio:
Amazzoni Gin
Cato da Carambola
Cachaça da Chica
Centre Intermondes
Contacta Contabilidade
Gráfica Odisséia
Jabutipê
MACRS
Major Tom – Photo Gallery

Mais: https://vimeo.com/132160885

Sobre o artista visual:

Leandro Machado dos Santos nasceu em Porto Alegre/RS, em 1970. Bacharel em Artes Visuais – habilitação Pintura, pela UFRGS (Porto Alegre/RS, 2003); concluiu a Licenciatura em Educação Artística em 2007 também pela UFRGS. Ainda possui Especialização em Saúde Mental – Hospital Psiquiátrico São Pedro, Residência Integrada em Saúde, Escola de Saúde Pública (Porto Alegre/RS, 2007).

Exposições Individuais [recentes]:

– Desenhos Esquemáticos. Sala da Fonte, Pinacoteca Aldo Locatelli, Porto Alegre/RS, 2018.
– Presentes de Olhar. Centre Intermondes, La Rochelle/FR, 2018.
– Otá ou Quando a pedra não sabe que é estátua. Curadoria de Leonardo Remor. Galeria Península, Porto Alegre/RS, 2017.
– Álbum de Fotografia. Galeria Iberê Camargo, Usina do Gasômetro, Porto Alegre/RS, 2016.
– Realização do Projeto Arqueologia do Caminho, com apoio do Fumproarte – Prefeitura Municipal de Porto Alegre/RS, 2015.

Exposições Coletivas [recentes]:

– RS XXI – Rio Grande do Sul Experimental. Curadoria: Paulo Herkenhoff. Santander Cultural, Porto Alegre/RS, 2018.
– Travessias contemporâneas ao Sul do Atlântico. Curadoria: José Francisco Alves. Aberto Caminho de Artes, Porto Alegre/RS, 2018.
– 1º Prêmio de Arte Contemporânea da Aliança Francesa POA. Galeria Porão do Paço Municipal da Prefeitura de Porto Alegre, Porto Alegre/RS.
– Queermuseu – Cartografias da diferença na arte brasileira. Curadoria: Gaudêncio Fidelis. Santander Cultural, Porto Alegre/RS.
– 25 vezes Duchamp. Curadoria: José Francisco Alves. Prêmio Funarte de Arte Negra, Ministério da Cultura, 2012.

Outros destaques:

– 1º lugar no 1º Prêmio de Arte Contemporânea da Aliança Francesa. Aliança Francesa POA/RS, 2017.
– Abre Alas 12. Curadoria: Adriana Varejão, Paula Borghi e André Sheik. Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro/RJ, 2016.
– De 2013 a 2015: participação como artista convidado do Projeto Casa Grande. MAC-RS, Casa de Cultura Mario Quintana, Porto Alegre/RS, 2017.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*