Home / Arte / MAR lança podcast e websérie inspirados na exposição “O Rio dos Navegantes” e em obras de sua Coleção
Museu de Arte do Rio. Foto: Divulgação.

MAR lança podcast e websérie inspirados na exposição “O Rio dos Navegantes” e em obras de sua Coleção

Os lançamentos fazem parte do Projeto Cultural de Fortalecimento do Museu, realizado com patrocínio do BNDES

No dia da Consciência Negra, 20 de novembro, o Museu de Arte de Rio, sob a gestão do Instituto Odeon, lança em seu site e nas plataformas de streaming os dois primeiros produtos de seu MediaLab: um podcast inspirado na exposição “O Rio dos Navegantes” e uma websérie que relaciona peças do acervo a lugares e personagens da Pequena África. Os lançamentos fazem parte do Projeto Cultural de Fortalecimento do MAR, realizado com o patrocínio do BNDES.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Para o podcast, dez autores negros foram convidados a escreverem histórias inéditas e inspiradas no conteúdo da exposição “O Rio dos Navegantes”, principal mostra do museu em 2019. Participam da série Conceição Evaristo, André Capilé, Bernardo Oliveira, Vilma Piedade, Tatiana Pequeno, Renato Noguera, Ana Paula Lisboa, Gabe Passareli, Valeska Torres e Elisa Lucinda, que além de escrever um episódio também é responsável por dar voz a essas narrativas, que enaltecem a trajetória de personagens negros e a vinda de imigrantes para o Brasil.

No episódio de abertura e que dá nome ao podcast, “Águas de Kalunga”, a escritora mineira Conceição Evaristo apresenta um texto que aborda poeticamente a preservação da memória, suas dores e prazeres. Em “Até onde vai o mar”, inspirado no núcleo “Usos das Águas”, a jornalista Ana Paula Lisboa narra a trajetória de Marina, uma menina que nasceu em Minas e mudou-se para o Rio para viver perto do mar. Os episódios do podcast “Águas de Kalunga” serão lançados sempre às quartas e sextas-feiras.

No dia 21, estreia no canal do museu no Youtube a websérie “MAR na Rua”, que se debruçou sobre a relação de obras da Coleção com a história contada por pessoas de seu entorno, por meio de diversos lugares, como o Cais do Valongo, o Morro da Conceição e o Morro da Providência. A seleção das obras, locais e personagens foi feita pela historiadora Raquel Barreto, da UERJ. Participam da série de cinco episódios o fotógrafo Maurício Hora, o artista Mulambö, a educadora Pâmela Carvalho, a diretora do Instituto dos Pretos Novos, Merced Guimarães, e a Mãe Celina de Xangô.

No primeiro episódio, a educadora, historiadora e ativista Pamela Carvalho fala sobre os pontos de interseção entre a sua vida e a história do Rio a partir da obra “Vista de Botafogo e Pão de Açúcar” (1910), de Augusto Malta, presente na exposição “O Rio dos Navegantes”. O artista visual Mulambö, inspirado na obra “Cena de ateliê” (1908), de Artur Timóteo da Costa (1882 – 1922), aborda sua relação com o território carioca, a ancestralidade das cores utilizadas em seus trabalhos, além da herança dos povos originários do Brasil. O artista atualmente está em cartaz no MAR com a mostra individual “Tudo Nosso”. Os episódios da websérie “MAR na Rua” serão lançados sempre às quintas-feiras.

>> Grade de programação podcast “Águas de Kalunga”

20 nov – “Águas de Kalunga”, por Conceição Evaristo #1
22 nov – “Demuda”, por André Capilé #2
27 nov – “O Elemento Acendrado”, por Bernardo Oliveira #3
29 nov – “Maria e o Mar”, por Vilma Piedade #4
04 dez – “Sanzala-Motins”, por Tatiana Pequeno #5
06 dez – “Uma Criança Na Multidão”, por Renato Noguera #6
11 dez – “Até Onde Vai o Mar”, por Ana Paula Lisboa #7
13 dez – “A Cada Passo”, por Gabe Passareli #8
18 dez – “Conceição”, por Valeska Torres #9
20 dez – “Pela Limpeza dos Mares”, por Elisa Lucinda #10

>> Ficha Técnica

MediaLab MAR

Proposição e direção do projeto: Eleonora Santa Rosa

Coordenação: Amanda Bonan

Podcast Águas de Kalunga

Criação Amanda Bonan, Juliana Pereira, Marcelo Campos e Rubia Mazzini
Direção Artística: Mariana Kaufman
Produção: Lisa Eiras
Narração dos textos: Elisa Lucinda
Trilha Sonora: Ricardo Cotrim
Edição finalização de som: Guilherme Farkas
Realização: Fagulha Filmes

>> Grade de programação websérie “MAR na Rua”

21 de nov – “O MAR olha para o Rio”, com Pamela Carvalho #1
28 de nov – “Representação de si – Representação do outro”, com Mauricio Hora #2
05 de dez – “Esqueletos no subsolo”, com Merced Guimarães #3
12 de dez – “O que é preciso para fazer arte”, com Mulambö #4
19 de dez – “Cosmovisões Negras”, com Mãe Celina de Xangô #5

>> Ficha técnica

Vídeos: Escada Amarela

Siga o MAR nas mídias sociais:

Instagram: @MuseuDeArteDoRio
Facebook: /museudeartedorio
Twitter: @MuseuArteRio
Youtube: /Museudeartedorio
Spotify: Museu de Arte do Rio
Deezer: Museu de Arte do Rio
www.museudeartedorio.org.br

Museu de Arte do Rio – MAR

Uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o MAR tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais. Espaço proativo de apoio à educação e à cultura, o museu já nasceu com uma escola – a Escola do Olhar –, cuja proposta museológica é inovadora: propiciar o desenvolvimento de um programa educativo de referência para ações no Brasil e no exterior, conjugando arte e educação a partir do programa curatorial que norteia a instituição.

O MAR é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social da Cultura. O museu tem o Grupo Globo como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master, a Bradesco Seguros como patrocinadora, o BNDES como apoiador financeiro e a Rede D’Or São Luiz como apoiadora de exposições e o Itaú como apoiador por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A Escola do Olhar conta com patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Dataprev, TNA, Grupo In Press e BNY Mellon, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS e do Machado Meyer Advogados via Lei Federal de Incentivo à Cultura. O MAR conta também com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização do Ministério da Cidadaniae do Governo Federal do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*