Home / Arte / Museu de Arte do Rio – MAR recebe o Muquifu – Museu de Quilombos e Favelas Urbanos durante na FLUP
Museu de Arte do Rio. Foto: Divulgação.

Museu de Arte do Rio – MAR recebe o Muquifu – Museu de Quilombos e Favelas Urbanos durante na FLUP

Entrada gratuita
De 16 a 20 de outubro
Classificação livre

O MAR – Museu de Arte de Rio, sob a gestão do Instituto Odeon, recebe o Muquifu – Museu de Quilombos e Favelas Urbanos na FLUP 2019. O Muquifu reúne em seu acervo fotografias, objetos, documentos, imagens de festas, celebrações e histórias que representam a tradição e a vida cultural dos moradores das diversas favelas e quilombos urbanos do estado de Minas Gerais. Tem como vocação garantir o reconhecimento e a salvaguarda das favelas, os verdadeiros quilombos urbanos do Brasil. Lugares não apenas de sofrimento e de privações, mas também de memória coletiva e cultura dignas de serem cuidadas.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Um de seus dispositivos de mediação com o público é o Muquifoca – um museu ambulante, montado em um carrinho de pipoca, onde histórias, memórias, livros e objetos do acervo do Muquifu são levados para outros lugares e públicos. O Muquifoca é também uma pequena biblioteca que pode receber doações de livros e vai distribuir pipoca para as pessoas que participarem de suas ativações. Assim, o acervo do Muquifu vai além da sua sede, no bairro de Santo Antônio, em Belo Horizonte, e pode despertar novos olhares sobre o patrimônio cultural afro-brasileiro e os povos que moram nos Quilombos Urbanos e nas favelas. Com direção e curadoria do Padre Mauro Luiz da Silva, o Muquifu, além de ser um local de resistência, identifica-se como um museu de território.

Ao longo da FLUP, o Muquifoca passará por diversos ambientes do MAR, como o Foyer, o Mirante e Pilotis, com ativações, contação de histórias, distribuição gratuita de livros e publicações, oficinas e rodas de conversa para os públicos de todas as idades. As atividades serão comandadas pela equipe do Muquifu e educadores MAR.

PROGRAMAÇÃO

  • Dia 16/10 – Quarta-Feira

14h às 16h30 – Foyer do 5⁰ andar

Lançamento do Livro “Habemus Muquifu” – Roda de conversa + Chá da Dona Jovem.

Roda de conversa com Padre Mauro Luiz da Silva, Alexsandro Trigger, Maria Rodrigues e Samanta Coan, do Muquifu. Mediação: Maria Rita Valentim, educadora do MAR. Participação dos jovens dos Percursos Formativos do MAR.

Chá da Dona Jovem, com Maria Rodrigues

  • Dia 17/10 – Quinta-Feira

10h às 13h – Foyer do 5⁰ andar

Ativação do Muquifoca com Padre Mauro Luiz da Silva, Alexsandro Trigger, Maria Rodrigues e Samanta Coan, do Muquifu + Oficina “História em rolinhos” com Maria Rita Valentim, educadora do MAR.

15h às 17h – Foyer do 5⁰ andar

Roda de conversa – De doméstica a doutora: as representações femininas no Muquifu e no MAR de Tia Lúcia, com Maria Rodrigues, Samanta Coan e Maria Rita Valentim.

  • Dia 18/10 – Sexta-Feira

10h às 13h – Pilotis, ao lado do Deck Marítimo

Ativação do Muquifoca com Padre Mauro Luiz da Silva, Alexsandro Trigger, Maria Rodrigues e Samanta Coan, do Muquifu + Oficina “Pares ímpares” com Maria Rita Valentim, educadora do MAR.

15h às 17h – Foyer do 5⁰ andar

Roda de conversa – Fotografia como vivência do território, com Alexsandro Trigger

  • Dia 19/10 – Sábado

10h às 12h – foyer do 5⁰ andar – Programação exclusiva para Vizinhos do MAR.

O Chá da Jovem do Muquifu encontra o Café com Vizinhos do MAR

15h às 18h – foyer do 5⁰ andar

Ativação do Muquifoca com Padre Mauro Luiz da Silva, Alexsandro Trigger e Maria Rodrigues, do Muquifu

  • 20/10 – Domingo

10h à 12h – Mirante

Ativação do Muquifoca com Padre Mauro Luiz da Silva, Alexsandro Trigger e Maria Rodrigues, do Muquifu + Oficina faz de conta e me conta, com Maria Rita Valentim.

15h às 16h – Foyer do 5⁰ andar

Roda de Conversa – O Muquifu e os olhares sobre a história oficial de BH, com Padre Mauro, diretor e curador do Muquifu

O Museu de Arte do Rio – MAR

Uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o MAR tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais. Espaço proativo de apoio à educação e à cultura, o museu já nasceu com uma escola – a Escola do Olhar –, cuja proposta museológica é inovadora: propiciar o desenvolvimento de um programa educativo de referência para ações no Brasil e no exterior, conjugando arte e educação a partir do programa curatorial que norteia a instituição.

O MAR é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social da Cultura. O museu tem o Grupo Globo como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master, a Bradesco Seguros como patrocinadora, o BNDES como apoiador financeiro e a Rede D’Or São Luiz como apoiadora de exposições por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A Escola do Olhar conta com patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Dataprev, TNA, Grupo In Press e BNY Mellon por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS e do Machado Meyer Advogados via Lei Federal de Incentivo à Cultura. O MAR conta também com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização do Ministério da Cidadania e do Governo Federal do Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*