Home / Arte / Museu do Amanhã terá programação gratuita para as férias de julho
Museu do Amanhã. Foto: Bernard Lessa.

Museu do Amanhã terá programação gratuita para as férias de julho

Atividades, inspiradas no céu e no mar, acontecem entre os dias 13 e 30 de julho. Para participar, basta realizar inscrição no site do museu

O Museu do Amanhã preparou uma programação gratuita para as férias de julho. Crianças, jovens e adultos de todas as idades podem participar de atividades voltadas para toda a família, como aulas de yoga, caminhadas e passeios de bicicleta, que proporcionam ao público um mergulho pela história da região que abriga o museu. Para explorar o mar e o céu, acontecem desde passeios de barco pela Baía de Guanabara até noites de observação com ajuda de telescópios.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Como julho é o mês em que o museu celebra os 50 anos da humanidade na Lua, atividades como a observação do céu e o clube de leitura, cujo livro do mês é “Da Terra à Lua”, de Júlio Verne, são voltadas para essa temática. A programação especial acontece entre os dias 13 e 30 de julho. Para participar, basta realizar a inscrição para cada atividade pelo site do museu museudoamanha.org.br/pt-br/programacao-de-ferias-2019.

Os visitantes também podem conferir a exposição temporária “PRATODOMUNDO – Comida para 10 bilhões”, em cartaz até o dia 20 de outubro. A mostra convida o público a refletir sobre como alimentar 10 bilhões de pessoas com diversidade na produção, com respeito ao meio ambiente e qualidade nutricional. As atividades de férias também contemplam o tema da alimentação, como desdobramento da exposição. Entre elas, há uma oficina sobre impressão de alimentos em 3D e a oficina da Horta do Amanhã.

A programação especial de férias é gratuita e adquirir o ingresso do museu é necessário somente para visitar as mostras em cartaz. O valor do ingresso é R$20 inteira (R$10 a meia entrada) e o horário de funcionamento do Museu do Amanhã é das 10h às 18h, sendo permitida a entrada do último visitante, às 17h.

Horta do Amanhã

A Horta do Amanhã é projeto realizado pelo Museu do Amanhã, em parceria com o Carrefour, que investe em sustentabilidade e convivência, eixos fundamentais do Museu. A horta é conexão com a exposição temporária PRATODOMUNDO – Comida para 10 Bilhões e um instrumento pedagógico para atividades de educação ambiental, reflexão sobre modos de produção e consumo e, acesso à uma alimentação saudável e de qualidade.

As oficinas gratuitas acontecem no museu uma vez por mês, até fevereiro de 2020, e ao longo do projeto são abordados três macrotemas: planejamento (preparo do solo e solo como organismo vivo); realização (plantio, mapeamento e reconhecimento das espécies); e c celebração (colheita, usos medicinais, terapêuticos, aromáticos das espécies.) Cada macrotema engloba 4 oficinas.

Evento sujeito a lotação
Dia: 13 de julho
Horário: das 14 às 17h30
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br/pt-br

Yoga no Museu

Praticar yoga ao pôr do sol. Já pensou que delícia? Promover a convivência e o bem-estar do corpo e da mente são os principais objetivos da Yoga no Museu, programa que faz parte da programação fixa e quinzenal do Museu do Amanhã, acontecendo sempre no segundo e no quarto sábados do mês. As aulas são ministradas pela professora de yoga Gunatiita, iniciada há mais de dez anos em meditação pelos monges de Ananda Marga, fundadora da organização UNA Meditação e idealizadora do Rio Desperta.

Use roupa confortável e leve o seu tapete para a atividade. As aulas, que acontecem nos dias 13 e 27 de julho, têm duração de 1h30 min, das 16h30 às 18h, são gratuitas e abertas ao público. Amigos do Amanhã podem se inscrever antecipadamente através do e-mail amigos@museudoamanha.org.br. As inscrições do público em geral devem ser feitas no site www.museudoamanha.org.br. A Yoga no Museu do Amanhã é uma das atividades promovidas pelo Programa de Amigos do Amanhã – NOZ.

Evento sujeito a lotação
Dia: 13 e 27 de julho
Horário: das 16h30 às 18h
Local: Lounge
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br/pt-br

Mauá 360

A partir da estátua do Barão de Mauá, erguida no centro da Praça, um giro em 360º revela passado, presente e futuro da cidade do Rio de Janeiro sob a ótica da história, da arquitetura e da paisagem de seus arredores. Uma iniciativa da área de Relações Comunitárias do Museu do Amanhã, o Mauá 360º é um convite para compartilhar, debater e aprofundar o conhecimento sobre a região e suas transformações.

Para quem deseja conhecer melhor a região, no dia 13 de julho, sábado, a visita acontece a pé e, no dia 20, em parceria com o Transporte Ativo e a Kit Livre, o programa será sob rodas: um convite para conhecer a região de bicicleta. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.museudoamanha.org.br. Traga sua bicicleta! O Museu disponibilizará bicicletas adaptadas para cadeirantes.

Evento sujeito a lotação
Dia: 13 e 20 de julho
Horário: das 15h30 às 17h
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br/pt-br

Noites de Observação do Céu em Homenagem aos 50 anos da Humanidade na Lua

Cinco telescópios serão posicionados à beira mar para uma noite de observação do céu. Na companhia de astrônomos, será possível ver planetas e estrelas, conhecer a Lua e a fascinante história da missão Apollo 11 em detalhes. A atividade é realizada em parceria com o Clube de Astronomia do Rio de Janeiro. Inscrições pelo site do Museu do Amanhã.

Evento sujeito a lotação
Dia: 13 e 20 de julho
Horário: das 18h às 21h
Atividade gratuita
Local: Píer do museu
Inscrições:
museudoamanha.org.br

Oficina Prototipando Novo Sistema de Alimentação usando Impressão 3D

O residente artístico Tiago Palhares mostra os processos pesquisados para o desenvolvimento de uma máquina de impressão 3D de massas altamente nutritivas. O encontro permite a interação do público no debate sobre processamentos alimentícios.

Evento sujeito a lotação
Dia: 16 de julho
Horário: das 15h às 18h
Atividade gratuita
Local: Laboratório de Atividades do Amanhã – LAA
Inscrições:
museudoamanha.org.br

A Humanidade na Lua – 50 anos da ida à Lua

No dia em que se comemora os 50 anos da chegada da Apollo 11 à Lua, o Museu do Amanhã, em parceria com a GloboNews e o Planetário do Rio, promove exibição de dois episódios da série produzida para o programa #SemFronteiras: 50 anos do homem na Lua. Um, inédito, fala da exploração espacial em Marte, consequência da chegada do homem ao espaço. Em seguida, há um debate com, Alexandre Cherman, do Planetário, e outro convidado a ser definido. Em seguida, será exibido o primeiro episódio da série, com informações sobre a exploração da Lua, em 1969.

Evento sujeito a lotação
Dia: 20 de julho
Horário: das 14h30 às 17h
Local: Auditório
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br

Clube de Leitura – Da Terra à Lua

O Clube de Leitura vai debater o livro “Da Terra à Lua – Viagem Direta em 97 horas e 20 minutos”, do autor Julio Verne. A ficção científica publicada em 1865 antecipou em mais de cem anos o feito que só se veio a acontecer no dia 20 de julho de 1969. Após o fim da Guerra de Secessão, os membros de um clube com pretensões militares e envolvidos com a indústria de canhões anseiam por uma nova empreitada armamentista. O presidente da organização propõe, então, a construção do maior projétil já visto e o seu envio à Lua. Inscrições pelo site do Museu do Amanhã.

Evento sujeito a lotação
Dia: 20 de julho
Horário: das 10h30 às 12h30
Local: Observatório do Amanhã
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br

Apresentação Coral Uma Só Voz: Músicas sobre a Lua

O Coral Uma Só Voz, composto por pessoas em situação de rua, fará uma apresentação com canções relacionadas ao tema.

Dia: 20 de julho
Horário: 15h
Atividade gratuita
Local: Átrio

Palestra – Lucas Fonseca/ 50 anos do Homem na Lua

Lucas Fonseca é mestre em Engenharia de Sistemas Espaciais pelo Instituto Superior de Aeronáutica e Espaço, em Toulouse, na França. Considerado como um dos 35 jovens abaixo de 35 anos que estão revolucionando a relação da humanidade com o espaço, é pioneiro na divulgação do empreendedorismo espacial no Brasil. Trabalhou na missão Rosetta, sendo o único brasileiro a participar do inédito pouso de uma sonda em um cometa. Atualmente é Diretor da Missão Garatéa, tentativa brasileira de enviar uma sonda para lua e propagar programas educacionais baseados no acesso ao espaço, tendo impactado mais de 8000 alunos até hoje. Empreendedor espacial, é fundador e CEO da Airvantis, empresa que facilita o acesso de experimentos à Estação Espacial Internacional, e cofundador e CSO da Celestial Data, empresa que comercializa dados científicos produzidos na microgravidade.

300 vagas – evento sujeito a lotação
Dia: 20 de julho
Horário: das 16h15 às 17h30
Local: Auditório
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br

Vida em Marte – Os Efeitos do Planeta Vermelho Sobre os Seres Vivos

Qual será o futuro da exploração espacial? Quem serão os primeiros colonos de Marte? Como será o dia a dia deles em terras marcianas? No dia 23 de julho, o evento “Vida em Marte – Os Efeitos do Planeta Vermelho Sobre os Seres Vivos”, realizado pelo Museu do Amanhã e pelo Instituto de Desenvolvimento e Gestão – IDG, vai celebrar os 50 anos da Humanidade na Lua com um olhar que vai além: refletir sobre a possibilidade de viagens e moradia futura em Marte.

O “guia” desta expedição é o pesquisador cientista Ivan Glaucio Paulino-Lima, do Blue Marble Space Institute of Science da NASA. Ele apresentará sua pesquisa sobre os impactos da gravidade de Marte em seres extremófilos (que sobrevivem em situações extremas) e vai contar como o estudo desses micro-organismos pode ajudar na compreensão dos desafios dos futuros habitantes do planeta vermelho. A atividade vai acontecer das 16h às 18h, no Observatório do Amanhã.

Dia: 23 de julho
Horário: das 16h às 18h
Atividade gratuita
Local: Observatório do Amanhã
Inscrições:
museudoamanha.org.br

Evidências das Culturas Negras – Educação: Substantivo Abstrato

No dia 25 de julho, Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, o Museu do Amanhã realiza a 4ª edição do Evidências das Culturas Negras, que traz a educação como tema principal. Como os processos de aprendizagem nas culturas indígenas e negras brasileiras vêm colaborando para a formação ao longo das gerações? Inscrições pelo site do Museu do Amanhã

Evento sujeito a lotação
Dia: 25 de julho
Horário: das 18h às 21h
Atividade gratuita
Local: Observatório do Amanhã
Inscrições:
museudoamanha.org.br/pt-br

Um Passeio Pela Baía de Guanabara

Onde estamos? Para onde vamos? Dando sequência à série de debates do projeto “Baía de Todos Nós”, o Museu do Amanhã convida o jornalista Emanuel Alencar para uma palestra embarcada pela Baía de Guanabara. Durante o passeio, Emanuel contará sobre os processos de ocupação do entorno da Baía, da diáspora africana (pela Baía de Guanabara, em três séculos, 1 milhão de negros africanos escravizados) e também da mobilidade urbana.

Evento sujeito a lotação
Dia: 30 de julho
Horário: das 09h às 10h. Horário de chegada: 8h30
Atividade gratuita
Inscrições:
museudoamanha.org.br/pt-br

Exposição Permanente

Através de cinco áreas, Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhãs e Nós, a exposição principal do museu destaca questões e conhecimentos essenciais para construirmos nosso futuro, partindo de grandes perguntas que a humanidade sempre se fez – De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir?

Horário: das 10h às 18h
Ingressos: R$20 inteira e R$10 a meia

Exposição PRATODOMUNDO – Comida para 10 Bilhões

Como alimentar 10 bilhões de pessoas, o número estimado da população mundial na década de 2050, com diversidade na produção, respeito ao meio ambiente e qualidade nutricional? Como enfrentar os desafios das mudanças climáticas, a redução da biodiversidade, extremos como a fome e a obesidade e a distribuição desigual dos alimentos? A exposição “PRATODOMUNDO – Comida para 10 bilhões pretende apresentar essas questões, mas também levar o público a conhecer e refletir sobre possíveis soluções, como o cultivo em regiões pouco exploradas (tundra, oceanos e desertos), além do consumo de alimentos como algas, insetos e plantas.

Dia: até dia 20 de outubro
Horário: das 10h às 18h
Ingressos: R$20 inteira e R$10 a meia

O Museu do Amanhã é uma instituição cultural da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, sob gestão do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG).

Sobre o Museu do Amanhã

O Museu do Amanhã é um museu de ciências aplicadas que explora as oportunidades e os desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência. Inaugurado em dezembro de 2015 pela Prefeitura do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã é um equipamento cultural da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro, sob gestão do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG). Exemplo bem-sucedido de parceria entre o poder público e a iniciativa privada, o Museu do Amanhã já recebeu mais de 3,2 milhões de visitantes desde a inauguração. Com patrocínio máster do Banco Santander e uma ampla rede de patrocinadores que inclui empresas como Shell, IBM, IRB-Brasil RE, Engie, Grupo Globo, Instituto CCR e Intel, o museu foi originalmente concebido pela Fundação Roberto Marinho.

O IDG – Instituto de Desenvolvimento e Gestão é uma organização sem fins lucrativos especializada em gerir centros culturais públicos e programas ambientais e também atua em consultorias para empresas privadas e na execução ou desenvolvimento de projetos culturais e ambientais. Responde atualmente pela gestão do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, Paço do Frevo, em Recife, como gestor operacional do Fundo da Mata Atlântica e como realizador das ações de conservação e consolidação do sítio arqueológico do Cais do Valongo, na região portuária do Rio de Janeiro. Saiba mais em www.idg.org.br

Sobre o Museu do Amanhã e os ODS da ONU

Em 2015, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou a Agenda 2030 com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030. Tendo como pilares a sustentabilidade e a convivência, o Museu do Amanhã está comprometido com a realização desta agenda, que prevê erradicar a pobreza e a fome; proteger o planeta da degradação por meio do consumo e da produção sustentáveis; assegurar vida próspera e realização pessoal das pessoas através do progresso econômico, social e tecnológico, em harmonia com a natureza; e promover a paz. Para saber mais sobre cada ODS, acesse o site da ONU: nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*