Home / Arte / Piso elevado: saiba como utilizar
Piso elevado: saiba como utilizar. Foto: Mão foto criado por diana.grytsku - br.freepik.com.
Piso elevado: saiba como utilizar. Foto: Mão foto criado por diana.grytsku - br.freepik.com.

Piso elevado: saiba como utilizar

É comum que durante o processo de decoração de um ambiente muita atenção seja dada às paredes, mobílias e outros elementos que terão um maior impacto visual, deixando de lado questões mais funcionais, como a função de um piso elevado.

Mas se engana quem acha que essas questões organizacionais, mais ligadas à estrutura dos locais, não fazem parte dos desígnios de um bom decorador, cujo objetivo é empregar um conceito de harmonia ao lugar, tanto visual como em uma experiência sensorial.

O estudo das cores aponta que a diferença entre tons é responsável pela sensação que o indivíduo terá ao acessar tais cômodos, como as cores mais claras indicando um ambiente calmo e limpo, por isso sendo o branco o tom predominante em clínicas e hospitais.

Da mesma forma que um piso vinilico amadeirado indica um ambiente mais aconchegante e refinado, por isso sendo tão comum não só em casas e apartamentos, mas também em escritórios de empresas mais informais, com um caráter mais despojado.

Da mesma forma que a decoração visual tem a sua atribuição na escolha de um tom desejável ao espaço escolhido, os elementos estruturais também são de grande importância para essa relação organizacional.





A distribuição das tubulações e encanamentos, a entrada de luz solar, a circulação de ar em um ambiente, são alguns tópicos relevantes tanto para a decoração como para a qualidade de vida que se procura em uma casa, ou até mesmo em um escritório.

Isso porque o tempo que um funcionário passa em seu ambiente de trabalho é tão importante como aquele em que ele desfruta em seu lar. Sem contar com os profissionais que trabalham em home office, onde as divisões de casa e trabalho desaparecem.

A decoração do ambiente também pode otimizar as atividades ali realizadas, como na aplicação de tinta epoxi em pisos nos shoppings, garantindo uma movimentação mais fluida e menos cansativa para os visitantes daquele estabelecimento comercial.

E falando de pisos, não é só o material utilizado que define a sua utilidade, existe também uma diferenciação de modelos que facilitam o transporte ou organização de um espaço, assim como as rampas facilitam o acesso a cadeirantes e objetos de transporte.

Outra modalidade que pode alterar a organização de um espaço, em relação a sua estrutura de base, é o chamado piso nivelado, que pode ser adotado para diversos tipos de disposição em um cômodo, como foco comercial ou para residências.

O que é um piso elevado?

Um piso elevado pode ser resumido como uma estrutura de alicerce que trabalha com mais camadas de disposição, além da estrutura plana utilizada em pisos comuns, em busca de aproveitar melhor o espaço disponível em um ambiente.

Nesse modelo um conjunto de placas são posicionadas em cima de plataformas, que permitem assim uma elevação do piso do ambiente, criando assim um vão entre o piso e contrapiso, que dá sustentação ao imóvel.

Além da utilização de materiais mais variados, como uma chapa de alumínio para piso, para complementar a estrutura de cimento do lugar, esse método de organização de uma edificação permite um número maior de alternativas de decoração.

Fora a variedade de modelos de piso, existe também a melhor disposição de elementos estruturais visíveis, retirando-os de um campo visual, sendo alguns deles:

  • Fiações;
  • Cabos;
  • Tubulações de gás;
  • Instalações hidráulicas;
  • Sistema de esgoto.

O espaço disponibilizado abaixo do piso principal se torna o lugar ideal para a distribuição desses elementos, que mesmo sendo essenciais para a estrutura de um ambiente, muitas vezes não são agradáveis ao olhar, por não combinarem com a decoração do lugar.

Sendo o caso de um salão de festa que trabalha com cimento queimado colorido para piso, dando um tom mais rústico ao local, celebrando muitas vezes o teor histórico daquele espaço, que permanece de pé por gerações.

Toda essa construção visual se desfaz quando as tubulações de ar e o cabeamento de internet se tornam visíveis para o público, fazendo um constante não muito positivo com a ornamentação clássica trabalhada no lugar, por meio de mobílias de apelo tradicional.

Além de ajudar no processo de acobertar esses elementos estruturais, o piso elevado apresenta também uma grande variedade de possibilidades de decoração, tendo em vista a diversidade de materiais com o qual ele pode ser disponibilizado.

Os tipos de pisos elevados

Antes de citar os materiais em si, é importante sinalizar os diferentes tipos de estruturas que são utilizados no processo de confecção de um piso elevado, adequado à finalidade daquele imóvel.

O modelo tradicional, utilizado em escritórios, residências e salas comerciais, trabalha com a disposição de placas, uma estrutura de base e uma cruzeta de apoio, sendo essa uma disposição em formato de cruz, garantindo uma melhor distribuição do suporte.

Já para ambientes que trabalharão com uma maior quantidade de peso, é indicado junto dessa organização tradicional o uso de longarinas, que são parafusadas ao perímetro do piso do ambiente, garantindo assim um maior reforço para essa estrutura.

Definida o modelo de piso é necessário escolher qual material será usados nesse piso, tendo o destaque de alguns materiais, como:

  • Aço;
  • Concreto;
  • Granito;
  • Porcelanato;
  • Carpetes em placas.

A escolha desses materiais se faz principalmente pelo estilo de decoração que se pretende adotar ao lugar, utilizando então de outros métodos em conjunto, como na aplicação de bona em pisos de cerâmica ou de madeira, para destacar essas estruturas adotadas.

Onde aplicar esse estilo de piso?

As aplicações de um piso elevado são diversas, podendo ser adotadas em estruturas completas, ou até mesmo com um foco somente em alguns cômodos específicos, de acordo com a disposição daquele espaço com o ambiente em que se encontra.

A garagem de um prédio, por exemplo, exige um piso de alta resistencia, para suportar o peso dos carros ali estacionados, enquanto o chão de outros cômodos, como na recepção, pode contar com materiais mais leves, adequados à decoração do lugar.

A mesma coisa vale para lajes, no qual um piso elevado impede o contato direto do sol com o teto do ambiente, aliviando dessa forma a temperatura do cômodo, tornando-o em um espaço mais confortável para os moradores desse apartamento.

Esse modelo de piso também é encontrado em imóveis que dividem espaço direto com a natureza, como as populações ribeirinhas na Amazônia e ou de países estrangeiros que se encontram em um nível próximo do mar.

Se para essas locais os pisos elevados se apresentam como soluções estruturais, em outras situações a sua adoção pode se dar por algum objetivo decorativo, unindo a sua praticidade ao estilo do local, em ambientes como:

Áreas corporativas

Os escritórios comerciais, assim como outros ambientes corporativos, como um prédio de governo, podem ser otimizados a partir de um piso nivelado, contando principalmente com a organização interna dos fios e tubulações presentes nesses ambientes.

Por ser um local repleto de computadores e todos os tipos de aparelhos a eles ligados, como monitores, máquinas de impressão entre outros instrumentos tecnológicos, o número de fios e cabeamentos nesses espaços é maior do que o número de funcionários presentes.

Para melhor organizar o espaço disponível nesses locais, contar com o espaço extra do piso elevado, de forma a alocar esses apetrechos, pode melhorar o ambiente de trabalho, da mesma forma que um revestimento com epoxi pode otimizar a movimentação no lugar.

Salas técnicas

O mesmo tipo de aproveitamento de espaço é esperado em ambientes que trabalham com atividades técnicas, como laboratórios, fábricas e oficinas de mecânica. A grande diferença se dá pelo tipo de material aqui utilizado.

No caso das borracharias, por lidarem com o manuseio de objetos de grande carga, como carros e caminhões, é indicado que a base desse piso nivelado tenha uma estrutura adequada, para suportar o peso dos objetos e não sofrer nenhum dano estrutural.

Áreas externas

Além do já citado uso desse estilo de piso em ambientes internos, como lojas comerciais e apartamentos residenciais, essa base elevada também pode ser utilizada em locais externos, de acordo com as possibilidades encontradas pelo desenvolvedor da obra.

Assim como a aplicação de fita antiderrapante para escada tem uma função de segurança, ao mesmo tempo que apresenta um estilo decorativo, o piso nivelado nas ruas pode ajudar a destacar o nível da sua casa em relação às pistas de movimentação.

Da mesma forma, essas estruturas podem facilitar com o escoamento de esgoto ou até mesmo atuar na captação de água das chuvas, podendo reaproveitá-la para diversas atividades em relação ao lar.

Seja para um propósito decorativo ou para uma melhor proveito do espaço do ambiente, o modelo de piso nivelado pode trazer grandes benefícios para o seu projeto residencial ou comercial, sendo assim uma opção de destaque para a sua reforma ou construção do local.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*