Home / Arte / Projeto Quarantine: incentivo à produção e venda de trabalhos durante e de acordo com as condições de quarentena
Projeto Quarantine, equipe. Foto: Divulgação.

Projeto Quarantine: incentivo à produção e venda de trabalhos durante e de acordo com as condições de quarentena

Artistas de todo o país foram convidadxs a proporem trabalhos de acordo com as condições de quarentena. Todas as obras serão vendidas pelo mesmo valor e dividido, igualmente, entre todos, além de uma cota extra ser revertida para o fundo emergencial da Casa Chama, de apoio às pessoas trans.

São Paulo, abril de 2020 – Diante deste contexto de incertezas e de interrupção do cotidiano devido à pandemia de Convid-19, com a suspensão no funcionamento dos museus, centros culturais, galerias, feiras de arte, residências artísticas, ateliês, além de demissões, cancelamentos de mostras e de vendas, o projeto Quarentine propõe uma espécie de cooperativa de artistas do Brasil, em que todos os trabalhos têm o mesmo preço e o que for vendido tem seu valor repartido igualmente entre todos.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Idealizado pelas artistas Lais Myrrha e Marilá Dardot, da curadora Cristiana Tejo, e Julia Morelli, fundadora da plataforma 55SP, o projeto surge da atenta reflexão sobre os grandes desafios que o mundo enfrenta devido à pandemia de novo coronavírus e mais especificamente do seu impacto no campo das artes visuais no Brasil. O grupo propõe um experimento coletivo de re-imaginação de modelo econômico para as artes.

No projeto, colaboram artistas de todas as regiões do país, momentos de trajetória, gêneros e raças que foram convidadxs a proporem trabalhos de acordo com as condições de quarentena (em casa, com os materiais e instrumentos disponíveis). As obras – desenhos, gravuras digitais, arte sonora, vídeos, fotos, textos, instruções etc – foram pensadas de modo que possam ser enviadas digitalmente e serem realizados (baixados, impressos e/ou executados) pelx compradorx também em condições de quarentena. Os trabalhos só serão visualizados pelas pessoas que os comprem. Há a intenção de fazer uma exposição online com as proposições desenvolvidas no projeto ao fim do período de distanciamento social e da luta contra a pandemia no Brasil.

O projeto estará online a partir desta segunda-feira, 13 de abril de 2020, e poderá ser acessado no endereço: www.55sp.art/quarantine

Uma cota extra foi criada para ser doada para o fundo emergencial de apoio às pessoas trans afetadas pelo Covid-19 e assistidas pela Casa Chama, uma organização civil de ações socioculturais com foco em artistas Transvestigêneres.

Participam do projeto:

Ana Dias Batista
Ana Lira
Arissana Pataxó
Armando Queiroz
Bruno Faria
Caetano Costa
Cinthia Marcelle e Diran Castro
Clara Ianni
Clarice Cunha
Daniel Lie
Débora Bolsoni
Denilson Baniwa
Fabiana Faleiros
Fabio Morais
Fabio Tremonte
Fernando Cardoso
Guto Lacaz
Jaime Lauriano
Janaina Wagner
João Loureiro
Laercio Redondo
Lais Myrrha
Lenora de Barros
Lia Chaia
Lucas Bambozzi
Manauara Clandestina
Marcellvs L.
Marcia Xavier
Marco Paulo Rolla
Mariana de Matos
Marilá Dardot
Marta Neves
Maurício Ianês
Nicolás Robbio
Patrícia Francisco
Paulo Bruscky
Rafael RG
Ricardo Basbaum
Romy Pocztaruk
Rosângela Rennó
Sara Não Tem Nome Sara
Ramo Traplev
Yana Tamayo
Yuri Firmeza

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*