Home / Arte / Regra 34: filme nacional ganha o prêmio mais cobiçado do Festival de Locarno

Regra 34: filme nacional ganha o prêmio mais cobiçado do Festival de Locarno

É a segunda vez que um filme brasileiro sai vitorioso na competição pelo Leopardo de Ouro

O filme brasileiro “Regra 34”, o terceiro longa-metragem de Júlia Murat, ganhou a mais alta honraria do Festival de Locarno, o Leopardo de Ouro. É a segunda vez que o prêmio mais cobiçado do evento é atribuído a uma obra brasileira. Ao todo, foram 17 filmes internacionais competindo pelo troféu, e o filme brasileiro saiu vitorioso, destacando-se entre os demais concorrentes.




O Festival de Locarno é um evento realizado todos os anos na Suíça, e é um dos mais antigos e tradicionais festivais de cinema do mundo. A 75ª edição foi realizada entre os dias 3 e 13 de agosto deste ano, com a exibição de mais de 200 filmes. Murat recebeu a notícia de que foi a grande ganhadora deste ano na cerimônia de encerramento, quando a entrega dos prêmios foi celebrada.

Ao agradecer pelo troféu, a cineasta lembrou que o único filme brasileiro que havia conquistado o Leopardo de Ouro foi “Terra em Transe” (1967), de Glauber Rocha, há mais de 50 anos. Para Murat, vencer a premiação foi inesperado e gratificante. A diretora declarou que não esperava que o júri defendesse a obra, por tratar de temas muito sensíveis, mas deseja que a premiação do filme ajude a entender a defesa da democracia e do diálogo.




Essa é a segunda vez que Julia Murat sai vitoriosa de um festival internacional. Em 2017, a diretora ganhou um prêmio no Festival de Berlim, com seu segundo filme, “Pendular”.

O longa recebe esse nome em referência a chamada “regra 34” da internet, em que todo e qualquer assunto pode inspirar a criação de pornografia, e esse conteúdo já existe na rede. A protagonista é Simone (Sol Miranda), uma estudante de direito que pagou seus estudos com o dinheiro que arrecadava como performer em um site pornográfico. Após formada, Simone é levada a defender mulheres vítimas de violência doméstica e, aos poucos, ela vê os problemas que enfrenta em seu trabalho afetando sua própria vida pessoal.

O filme marca a estreia de Sol Miranda nos cinemas, atriz mais conhecida por seu papel de Donna Maria Nuñez, em Unbreakable Kimmy Schmidt. O elenco também conta com a participação de Lucas Andrade (Coiote), Lorena Comparato (Lúcia) e Isabela Mariotto (Nat), como amigos e amantes de Simone.

Apesar de o filme ainda não possuir data de estreia nos cinemas brasileiros, o  reconhecimento internacional é extremamente importante. Com a recepção positiva dos críticos de cinema e do público que participa dos eventos, é ainda mais fácil atrair a atenção das distribuidoras de filmes para que o mesmo seja divulgado nas telonas, ou até mesmo nos serviços de streamings, que são mais acessíveis e podem ser assistidos em qualquer dispositivo, desde um notebook mais barato até smartphone ou TV smart.

Texto elaborado pela equipe da Conversion +.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*