Home / Arte / Susano Correia tem exposição em cartaz e produção de livros
Exposição À Melancolia de Susano Correia. Foto: João Melo Corte.
Exposição À Melancolia de Susano Correia. Foto: João Melo Corte.

Susano Correia tem exposição em cartaz e produção de livros

“Luta psicológica contra qualquer barreira imaginária”, Susano Correia

O artista plástico Susano Correia está em grande atividade. Está com a exposição individual À Melancolia, em cartaz na galeria Objectos do Olhar no Baixo Augusta e produziu dois livros Diário de Um Pintor e Para Sempre Nunca Mais.





Na exposição À Melancolia estão expostas 80 trabalhos originais, entre pinturas a óleo, esculturas, gravuras e desenhos que transcendem a individualidade e traduzem sentimentos profundos. Suas obras chegaram à psicanálise e debatidas em teses de mestrado e doutorado e em aulas de artes visuais. “Eu buscava um espaço que fosse na rua e inclusivo”, conta Correia. A curadoria é de Susano Correia e Roberto Klaumann. A mostra foi estendida até 10 de abril e é gratuita.

Com títulos profundos como Homem cegamente apaixonado pelo seu próprio ponto de vista; Homem tentando escapar para o buraco em seu próprio peito, homem cheio de suas próprias opiniões, impróprias; Homem com profunda sede de si e Homem pensando fora da caixa, de dentro da caixa, suas obras falam do subconsciente, dos sentimentos fundos, questionamentos e dores da alma. “Um dos pontos mais importantes é tratar de empreender uma luta psicológica contra qualquer barreira imaginária. Para ser mais claro: é preciso ser um louco que acredita ser um grande desenhista, e depois tratar de ser para provar que não está louco”, reflexão de Correia, retirada do Diário de Um Pintor.

O livro Diário de Um Pintor, em preto e branco, traz textos e obras do autor em 210 páginas. O projeto foi realizado através de financiamento coletivo. “Nos meus diários desenhei muito, mas também tomei notas sobre tudo. Isto é, as reflexões a respeito dos processos de criação, não apenas os aspectos práticos, mas principalmente os aspectos mais subjetivos, e tentei fazer isso da forma mais espontânea que consegui. Utilizei frases, esboços, palavras, anotações sobre sentimentos, objetos, pessoas, momentos. Vida”. “Qual a metade do infinito? Supondo a infinitude do tempo, sou levado a pensar que o presente instante divide o infinito passado do infinito futuro. Tenho o privilégio de constatar o ponto médio do infinito e também de testemunhá-lo consciente dessa raridade,” Susano Correia.

Diário de Um Pintor
Autor: Susano Correia

210 páginas
ISBN 978650007907-4

O livro Para Sempre Nunca Mais, em preto e branco, faz uma compilação dos trabalhos do artista.
Para Sempre Nunca Mais
Autor: Susano Correia

290 páginas
ISBN 97865002987-5

Os dois livros são vendidos na galeria Objectos do Olhar e no site do artista en.susanocorreia.com.br.

Susano Correia é formado em licenciatura em Artes Visuais pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Seus trabalhos popularizaram-se nas redes sociais onde tem 432k de seguidores no instagram, dando projeção nacional e possibilidade de dedicação exclusiva à arte.

Correia desenvolve uma linguagem pictórica contemporânea, com preocupações didáticas, e usa meios democráticos para expor seus trabalhos ao grande público. Com isso, atrai em suas exposições também um público que não tem o hábito de frequentar museus. O artista participou de várias exposições coletivas e individuais em Curitiba, Caxias do Sul e em cidades de Santa Catarina como Florianópolis, Lages, Joinville, Blumenau e Chapecó. Ganhou prêmio de Melhor Desenho no 16° Salão Nacional de Arte Contemporânea com a obra Homem Amando até a Última Gota.

Seus trabalhos são utilizados por tatuadores de vários lugares.

Em meados de 2019, mudou seu ateliê para a maior cidade da América Latina, São Paulo, que é também um importante polo cultural, com a finalidade de expandir os horizontes, buscar novas experiências e contatos no meio artístico.

Site: en.susanocorreia.com.br
Instagram: @susanocorreia

Localizada na Rua Augusta, uma das ruas ícones de São Paulo, a galeria Objectos do Olhar busca ser diversa, polêmica e ao mesmo tempo sofisticada. O espaço conta com dois salões principais que juntos somam mais de 100 m² com um estilo industrial que acolhe os visitantes e ajuda a traduzir a personalidade da região. O objetivo, ao longo do tempo, é de unir uma programação de arte e performances com oficinas, cursos e residências artísticas. Aberta em maio de 2021, conta com trabalho de diversos artistas referência do mercado brasileiro. A reforma do espaço foi assinada pelo arquiteto Nelson Kemmer e foi fundada por Junia Melluns que é fotógrafa, artista plástica, promotora de eventos e curadora de arte.

Serviço:

Exposição À Melancolia

Local: Galeria Objectos do Olhar

Rua Augusta, 837

Instagram: @objectosdoolhararte

Até 10 de abril

Terça-feira a domingo – das 11h às 20h

Grátis!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*