Home / Arquivos Taggeados: Beatriz Milhazes

Arquivos Taggeados: Beatriz Milhazes

Museu de Arte do Rio inaugura a exposição “Mulheres na Coleção MAR”

MULHERES NA COLEÇÃO MAR Abertura: 16 de novembro, às 16h Entrada gratuita durante o Festival Mulheres do Mundo, de 16 a 18/11 Curadoria: Equipe MAR Temporada: até abril de 2019 O Museu de Arte do Rio, sob a gestão do ...

Ler Mais »

Últimas semanas para ver Tunga – o rigor da distração – no Museu de Arte do Rio – MAR

Exposição encerra temporada no dia 4 de novembro O Museu de Arte do Rio – MAR, sob gestão do Instituto Odeon, encerra no dia 4 de novembro a temporada da exposição “Tunga – o rigor da distração”. Tendo como eixo central a ...

Ler Mais »
Solar do Rosário. Foto: Divulgação.

Solar do Rosário anuncia mudança de professores no curso História da Arte do Paraná

O curso de História da Arte do Paraná – iniciado em 1º de agosto deste ano no Solar do Rosário – terá uma mudança de professores no módulo Panorama Geral da História da Arte do Brasil. As aulas dos dias ...

Ler Mais »

Convite Exposição “Coleções do MAM”

CONVIDAMOS PARA A ABERTURA DA PRÓXIMA EXPOSIÇÃO DO MAM RESENDE. COM ELA INAUGURAREMOS O NOVO HORÁRIO DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO. VISITAÇÃO: Terça-feira a sexta-feira de 10 às 19h e Sábados de 14 às 18h (Exceto Feriados) HORÁRIO ADMINISTRATIVO: Segunda a ...

Ler Mais »

Mazo Leilões prorroga captação de obras de artes até 14 de outubro

A Mazo Leilões está procurando obras de artes para o seu primeiro leilão, que acontece no dia 10 de novembro, a partir das 20h, no Graciosa Country Club, em Curitiba. O evento tem entrada franca e parte da renda será revertida para o setor de oncologia do Hospital Pequeno Príncipe. O processo de captação de obras é bastante simples e acontece até 14 de outubro. Até o momento já foram captadas obras dos artistas Miguel Bakun, Cicero Dias, Alfredo Andersen, Arthur Nísio, Beatriz Milhazes, Regina ...

Ler Mais »

PROCURAM-SE OBRAS DE ARTE PARA LEILÃO EM CURITIBA

Evento com viés social será realizado no mês de novembro e vai apresentar obras dos acadêmicos paranaenses e destaques da arte contemporânea nacional Curitiba passa a contar com uma nova casa de leilões de arte moderna e contemporânea. A Mazo Leilões surge para resgatar a cultura de leilões que há muito tempo não acontece na cidade, incentivando colecionadores a mudarem seus arsenais e fazerem grandes negociações das suas obras. Com apoio institucional das consagradas galerias Simões de Assis e SIM Galeria, a Mazo realiza seu primeiro leilão no dia 10 de novembro no Graciosa Country Club com entrada franca e parte da renda revertida para o setor de oncologia do Hospital Pequeno Príncipe. Para este evento, a Mazo está avaliando e selecionando obras de acadêmicos paranaenses e destaques da arte contemporânea nacional. A previsão é que o leilão conte com 80 obras, com lances que iniciam em R$ 5 mil e podem chegar a marca de R$ 2 milhões, com obras confirmadas de artistas como Alfredo Andersen, Artur Nísio, Juarez Machado e Beatriz Milhazes. Prática comercial milenar, os leilões têm sua origem desde os primeiros registros conhecidos da humanidade. Em 1656, o grande pintor Rembrandt inaugurou a categoria no universo da arte quando teve falência decretada e todos seus bens foram leiloados. O que era uma solução para espólio de famílias tornou-se, então, uma forma de colecionadores e interessados em geral a adquirir obras raríssimas, aumentar suas coleções ou simplesmente começar uma nova. Para o produtor executivo da Mazo, Guilherme Simões de Assis, mais do que uma forma rápida de arrecadar fundos, os leilões são oportunidades – muitas vezes únicas – de conseguir comprar o que muitas vezes não está à venda em galerias de arte. “Uma outra característica é que muitas obras são arrematadas com valores mais acessíveis, abaixo dos valores de mercado”, completa. Verdadeiros meetings no melhor estilo do entretenimento (quem nunca quis participar de um e poder levantar a plaquinha e arrematar um lance?), os leilões são eventos de conectividade que unem pessoas de diferentes perfis sociais, econômicos e faixas etárias em torno da arte. “Reúnem também histórias, estilos e artistas. É emoção, é disputa, é paixão e, por quê não, é a sensação de vencer”, explica Guilherme. Como participar do leilão Como não poderia deixar de ser, o primeiro leilão da Mazo terá entrada franca e promete movimentar a cena cultural local, entrando para o calendário de eventos da cidade. Será feito uma rota expográfica das obras ...

Ler Mais »