Home / Arte / Tipos de vidro: saiba quais são e as diferenças entre cada um

Tipos de vidro: saiba quais são e as diferenças entre cada um

Conhecer quais são os tipos de vidro é a melhor forma de saber qual e quando utilizar cada um. Mas você entende as diferenças entre eles?




Para quem acabou de comprar um imóvel, seja casa ou apartamento, ou está construindo o seu, entender essas diferenças pode ser bem útil.

Sendo assim, para te ajudar a saber quais as particularidades de cada um, separamos aqui um conteúdo completo. Continue a leitura e saiba mais!

Tipos de vidro: quais os principais?

E para começar, vamos entender primeiro quais são os principais tipos de vidro que podem ser usados, tanto em casas e apartamentos, quanto em empresas e indústrias.




Apesar de muitos não saberem, existem diferenças entre vidros utilizados em janelas e decorações. Na arquitetura, a variedade de vidro é bem ampla, o que traz também um uso em contextos distintos.

Ou seja, dependendo do local, um vidro pode ser mais recomendado do que outro. Isto é, alguns modelos atendem a necessidades estáticas, enquanto outros são usados para proteção ou valorização de imóveis e estruturas.

Sendo assim, entender as particularidades e quando usar cada um é bem importante. E para te ajudar, separamos quais são elas. Confira mais a seguir.



Vidro plano

Um dos tipos mais comuns de vidro é o plano, ou float. Popular na arquitetura, esse é um modelo mais barato e versátil.

Na prática, ele serve como base na fabricação de outros vidros, especialmente os que têm alguma característica especial.

Vidros de segurança

Outro dos tipos de vidro são os de segurança. Em resumo, são os vidros feitos para garantir a proteção do usuário, especialmente em caso de acidentes, evitando o estilhaçamento. Mas existem diferentes tipos de vidro de segurança, veja quais a seguir.

Laminado

Um dos mais comuns é o vidro laminado que, basicamente, é formado por duas camadas de vidro, com uma fina película entre eles.

Feita em resina ou PVB, essa película faz com que o vidro seja mais seguro, evitando que os cacos sejam espalhados em caso de quebra. Além disso, esse tipo também oferece um melhor controle acústico.

Temperado

Mais uma opção de vidro de segurança é o temperado. Basicamente, esse é um vidro bem resistente, capaz de aguentar até 5 vezes mais impacto do que os vidros convencionais.

Assim, para ser feito, o vidro temperado passa por um tratamento térmico, mantendo as características do vidro comum, mas ganhando resistência. Vale destacar que ele também não se estilhaça com facilidade.

Aramado

Por fim, entre os tipos de vidro de segurança, está também o aramado. Apesar de não manter todas as características do vidro comum, essa é uma opção bem segura de vidro.

Na prática, ele é produzido com uma malha de metal em seu interior. Dessa maneira, o modelo evita espalhar cacos em caso de estilhaço, além de manter o espaço fechado até a troca.

Vidros decorativos

Mais um dos tipos de vidro que você pode encontrar para instalar em seu ambiente são os decorativos. Em geral, são vidros produzidos para compor a decoração de uma casa ou apartamento.

Dessa maneira, ele traz uma amplitude visual maior, o que garante também uma harmonia entre os elementos da decoração.

Outro detalhe é que esse modelo é capaz de trazer um conforto maior em termos de iluminação. A lista de variações desse tipo é bem extensa, mas se destacam aqui o vidro lapidado, colorido e os texturizados. 

Vidros especiais

Por fim, temos ainda os vidros especiais. Em resumo, são os modelos feitos para atender alguma necessidade específica, como o conforto térmico, acústico ou o vidro antirreflexo.

Assim, a produção do vidro dependerá do que o usuário deseja. É possível que ela atenda uma ou mais necessidades. Contudo, o valor de fabricação e instalação também é maior.

Isso porque, além de um processo de fabricação complexo, a instalação dos modelos exige um serviço especializado.

Tipos de vidro: como escolher o vidro ideal

Agora que você já sabe quais são os tipos de vidro, o próximo passo é entender como escolher o ideal para o seu ambiente.

Como deu para notar, existe uma variedade bem grande de vidros, cada um deles feito para atender uma necessidade específica. Isso pode dificultar a escolha caso o usuário não saiba o que considerar.

Receba Dicas de Decoração em nosso grupo no Whatsapp!
*Só nós postamos no grupo, então não há spam! Pode vir tranquilo.

Sendo assim, para te ajudar na tarefa de escolher o vidro certo, separamos aqui algumas dicas do que considerar antes da compra. Confira a seguir!

Segurança como prioridade

Em primeiro lugar, um dos principais cuidados no momento de escolher um entre os tipos de vidro é optar por aquele que ofereça uma segurança maior. Especialmente para quem mora com crianças ou pets, um vidro seguro é sempre o mais recomendado.

Inscreva-se para receber as Novidades de Decoração primeiro!

Além disso, no contexto empresarial e industrial, a escolha também deve priorizar a segurança, ainda mais em setores mais arriscados.

Uma forma de garantir uma boa compra é saber se o vidro possui certificação de fabricação seguindo as normas técnicas adequadas.

Da mesma forma, o local onde o vidro será instalado também é um fator a se considerar. Sacadas, coberturas e banheiros exigem vidros resistentes e que não estilhaçam.

Tamanho e dimensões do vidro

Mais um cuidado bem importante no momento da escolha e compra do seu vidro é medir corretamente o local da instalação. As dimensões do vidro, aliás, também devem ser consideradas.

Isto é, por trazerem características específicas, o vidro pode precisar de mais ou menos espaço.

Assim, busque as informações corretas na hora de indicar as dimensões e espessura da peça. O material de sustentação também é um fator importante aqui.

Proteção solar, acústica e térmica

Por fim, outra dica na hora de escolher é saber qual o seu objetivo na instalação de uma peça de vidro.

No geral, o tipo correto pode garantir uma proteção solar, térmica ou acústica na medida certa. Mas para isso, você precisa escolher qual realmente trará essa proteção.

Além disso, tome cuidado na hora de comprar para não optar por uma peça que atrapalhe a entrada de luminosidade no seu ambiente.

Conclusão

Agora você já conhece os diversos tipos de vidro, mas não basta apenas saber quais são. O ideal é escolher o melhor para você e seu projeto.

Sendo assim, considere sempre quais as suas necessidades e opte pelo melhor custo-benefício com base nelas. Assim, você evita comprar um vidro inadequado ou que tenha que trocar depois.

Texto elaborado pela equipe da Netlinks.

Relacionados:

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*