Home / Arte / Wilson Piran volta a expor no MNBA, 41 anos depois
Wilson Piran, Cabeça resina de poliuretano e metaloide, 17x20x20 cm. 2016. Foto: Divulgação.

Wilson Piran volta a expor no MNBA, 41 anos depois

Tendo realizado uma individual em 1977, no Museu Nacional de Belas Artes, agora, o artista Wilson Piran retorna, para abrir, no dia 30 de maio, a exposição “Nem tudo que brilha é ouro”. Serão apresentados 26 objetos e esculturas, de diferentes materiais, todos recobertos de falso ouro.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Artista com viés pop e que usa materiais menos convencionais, antes eram os nomes dos artistas e suas obras que o inspiravam a produzir trabalhos que questionavam a arte e seu universo, agora são os objetos e os materiais que são explorados pelo artista para indagar: “o que é arte, onde está a arte?” e encontrar poesia e expressão nessa curiosa garimpagem.

Ou seja, do ponto de vista do artista “se antes era a purpurina que resplandecia conceitos, agora é o brilho do falso ouro que pretende estimular prazerosamente o espectador”, afirma Wilson Piran.

Nascido em Nova Friburgo (RJ), a partir de 1969 Piran se transfere para o Rio de Janeiro e ingressa na antiga Escola Nacional de Belas Artes, onde freqüentou o curso de pintura, tendo sido aluno de Abelardo Zaluar, Mário Barata e Quirino Campofiorito.

Entre 1970 a 1984, trabalha como decorador de vitrines de joalherias. Paralelamente, começa a participar de Salões de Arte e Exposições coletivas, apresentando trabalhos de desenho e colagens, obtendo seus primeiros prêmios e chamando a atenção da crítica especializada, pavimentando assim seu caminho artístico.

Em 1977, realiza sua primeira exposição individual no Museu Nacional de Belas Artes com uma série de trabalhos, que o crítico Roberto Pontual denominou «CONCEITUAIS HUMORÍSTICOS». Desde então, sua produção vai se caracterizar pela busca de uma forma de comunicação efetiva, aliando o conceito e a visualidade, para encontrar POESIA nas dúvidas e incertezas do artista e da própria arte.

Exposição: Nem tudo que brilha é ouro, de Wilson Piran
Abertura: 30 de maio de 2018, às 12:30hs.
Período: 30 de maio até 9 de setembro
Visitação: Terça a sexta: das 10h às 18h. Sábados, domingos e feriado: das 13h às 18h.
Ingressos: R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família (para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00. Grátis aos domingos.
Museu Nacional de Belas Artes/MNBA: Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia
Tel: (21) 3299-0600
Visite o site: www.mnba.gov.br
Visite a nossa fanpage: www.facebook.com/MNBARio.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*