Home / Arte / Aliança Francesa e #MUSEUdeMEMES apresentam a #SeMeme – Semana dos Memes com diversas atividades culturais relacionadas ao universo de memes

Aliança Francesa e #MUSEUdeMEMES apresentam a #SeMeme – Semana dos Memes com diversas atividades culturais relacionadas ao universo de memes

A programação é gratuita no YouTube da Aliança Francesa Brasil e oferece ao público, uma Série de vídeos de memes populares com temáticas sociais, além de oficinas de Linguagem dos memes, organizadas por pesquisadores do projeto #MUSEUdeMEMES, da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro (UFF).

A Semana dos Memes ocorre ao longo do mês de novembro e faz parte do Novembre Numérique, projeto em parceria com a Embaixada da França e o Institut Français destinado à descoberta e a divulgação das mídias digitais e novas tecnologias ao redor de todo o mundo.





A Aliança Francesa e o #MUSEUdeMEMES oferecem ao público a #SeMemeSemana dos Memes, uma ação dedicada a divulgar a linguagem dos memes, presente na cultura digital, muito utilizada nas mídias sociais e como eles se inserem em questões interculturais. A #SeMeme contará com diversas atividades ao longo do mês, sempre unindo o Brasil e a França em debates relacionados ao universo dos memes.

A programação é gratuita e oferece ao público, a Série de vídeos de memes populares com temáticas sociais, além de oficinas de Linguagem dos memes, organizadas por pesquisadores do projeto #MUSEUdeMEMES, da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro (UFF).

Do dia 8 a 13 de novembro serão exibidos a série de 6 (seis) vídeos, um por dia, no canal do YouTube da Aliança Francesa Brasil, com memes populares ligados a temáticas sociais importantes e atuais. Os vídeos são apresentados pelo produtor de memes e youtuber francês, Jeannot Nymouce e um pesquisador convidado do Projeto #MUSEUdeMEMES, da UFF. Temas como, regionalismo, territorialidades, gastronomia, reality shows, expressões, artes visuais, ativismo, filmes de ficção, séries televisivas, feminismo e esporte, presentes nos vídeos, estarão disponíveis ao público para mostrar que o meme, para além do humor é uma brincadeira que estimula a reflexão sobre fatos da cultura contemporânea. A Classificação etária dos vídeos é 10 anos.

Para finalizar a programação da #SeMeme, duas oficinas gratuitas de linguagem dos memes com duas horas de duração. A primeira acontece no dia 11 de novembro, às 18 horas, através da plataforma Zoom e será ministrada por Guilherme Poppolin e Luiza Mello, do #MUSEUdeMEMES. A segunda oficina ocorrerá de forma presencial, no dia 18 de novembro de 2021, às 18h, na Aliança Francesa de Botafogo e será organizada por Dandara Magalhães e Natália Dias, do #MUSEUdeMEMES. Para participar de uma das oficinas, os interessados deverão se inscrever em:
docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSctequzQjO_-5Lfk9shvKdVpAeJzV1bd6Hy3eS5O8lVM_ZVcQ/viewform

A oficina Linguagem dos memes é voltada para alunos do ensino médio à pós-graduandos, profissionais da educação e da comunicação interessados no universo dos memes. A oficina apresentará uma breve genealogia do memes até adentrar no universo dos memes de internet. A partir daí, a oficina ganha um caráter interativo apresentando as diferentes linguagens que os memes de internet são construídos, de forma a entender como esses produtos são implementados em estratégias de comunicação ou em práticas edu-comunicacionais.

O site do MUSEUdeMEMES (museudememes.com.br) foi inaugurado em 2015 e tem como objetivo promover um acervo diversificado a respeito dos memes brasileiros ou dos memes que circulam pelo Brasil. Nesta perspectiva, as pesquisas científicas do #MUSEU visam auxiliar na construção de referências bibliográficas e nos estudos teórico-metodológicos, como também fomentar o debate sobre os temas relacionados ao universo dos memes.

O Projeto #MUSEUdeMEMES se torna crucial diante de um contexto cuja comunicação está cada vez mais digital e fugaz. Sendo os memes de internet uma forma compacta de transmitir um conjunto informacional, o #MUSEU se torna não apenas um espaço de acervo, mas também de promoção dessa linguagem, a partir do escritório-modelo, viabilizando oficinas e seminários acadêmicos, e também agência-escola, produzindo projetos de inovação tecnológico. Para saber mais, acesse nosso site e se perca no mundo dos memes!“, afirma Natalia Dias, pesquisadora em comunicação vinculada ao Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Culturas Políticas e Economia da Colaboração, coLAB-UFF, e integrante do #MUSEUdeMEMES.

A Semana dos Memes faz parte do Novembre Numérique, projeto do Institut Français destinado à descoberta e divulgação das mídias digitais e novas tecnologias ao redor de todo o mundo.

Confira a programação e a Série de vídeos da #SeMeme “Semana do meme”

08/11 – Dia 1

Memes e regionalismo, com Jeannot Nymouce

Neste vídeo introdutório, Jeannot Nymouce fala sobre a relação entre memes e a cultura regional francesa. Da importância do número dos departamentos nos pseudônimos digitais dos internautas, aos grupos de Neurchis no Facebook, que dão destaque aos clichês regionais, passando por “la Zermi du 92” e seus remixes. Assim, busca-se a história e a atualidade de alguns memes francófonos.

Jeannot Nymouce analisa os memes de internet em vídeos no YouTube, desde agosto de 2014. No programa “Mèmons-Nous!”, ele analisa a história e a jornada de memes famosos e seu impacto na cultura da web.

Memes e territorialidades, com Beatrice de Melo

Pensar como os memes podem unir ou separar um grupo; como eles podem ser utilizados para reconhecer um grupo, ou mesmo como eles podem ser utilizados em contextos diferentes do original é a proposta do vídeo memes e territorialidades, pensando especialmente para a #SeMEME.

Beatrice de Melo é bolsista de Iniciação Científica no #MUSEUdeMEMES, estudante de Estudos de Mídia na Universidade Federal Fluminense (UFF) e integrante do Laboratório de pesquisa em Comunicação, Culturas políticas e Economia de Colaboração (coLAB – UFF).

09/11 – Dia 2

Memes e reality shows, com Luiza de Mello Stefano

A maior parte da participação dos telespectadores de reality shows é atravessada pela intensa produção e circulação de memes nas plataformas digitais. Neste vídeo, comentamos sobre alguns memes criados por fãs do programa Big Brother Brasil e suas características principais O objetivo é refletir sobre os processos de consumo de produtos televisivos na contemporaneidade. Confira!

Luiza de Mello Stefano é doutoranda em Comunicação na Universidade Federal Fluminense (PPGCOM-UFF). É integrante do Laboratório de pesquisa em Comunicação, Culturas políticas e Economia da Colaboração (coLAB-UFF) e do grupo de pesquisa Televisões (UFF). Suas áreas de interesse incluem estudos sobre televisão, reality shows, cultura digital e memes.

Memes e gastronomia, com Jeannot Nymouce

Neste segundo vídeo, Jeannot Nymouce fala sobre memes relacionados à gastronomia francesa e algumas grandes personalidades. Quando a gastronomia alimenta os memes, grandes chefes se tornam estrelas de vídeos no YouTube e a famosa Baguette brilha na internet! Com um bônus: a receita do Quiche Lorraine! E você, diz “Pain au Chocolat ou Chocolatine”?

10/11 – Dia 3

Memes e expressões, com Jeannot Nymouce

No terceiro vídeo, Jeannot Nymouce fala sobre expressões francesas populares na Internet. “Un cours de langue? Mer il et fou! Je suis pas venue ici pour souffrir ok? OSEF, Je préfère jouer à mon Morpeug OKLM!” Se você não entendeu nada destas frases, não se preocupem, a questão será rapidamente respondida no vídeo.

Memes, direita e LGBTQI+, com e Guilherme Popolin

Quando pensamos em memes e expressão, podemos compreender esses artefatos como peças mobilizadas para manifestar repúdio ou apoio à comunidade LGBTQIA+. Já pensou que os memes de internet podem contribuir para a construção de uma identidade ou, então, unir pessoas politicamente?

Guilherme Popolin é jornalista e doutorando em Comunicação pelo PPGCOM/UFF. É pesquisador associado ao Laboratório de Comunicação, Culturas Políticas e Economia da Colaboração (coLAB/UFF) e ao #MUSEUdeMEMES. Estuda os memes políticos de internet, a direita brasileira e a população LGBTQIA+, sob a perspectiva da comunicação política.

11/11 – Dia 4

Memes e ativismo, com Dandara Magalhães

Memes nem sempre são engraçados, sabia? Nesse vídeo falamos um pouco da relação entre memes e política e de como esse gênero tem sido inserido em movimentos sociais ou adotados por governantes. Diversos Estados Nação ainda tentam entender como os memes se adequem às questões de liberdade de expressão de cada país. Venha conhecer um pouco mais sobre memes e ativismo!

Dandara Magalhães é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense e mestre pela mesma instituição. Sua pesquisa está relacionada à política, censura, humor, e mídias digitais. Foi bolsista de extensão entre 2014 e 2016 e atua no projeto #MUSEUdeMEMES desde 2014.

Meme e artes visuais, com Jeannot Nymouce

No quarto vídeo, Jeannot Nymouce fala sobre arte gráfica francesa, de memes advindos de obras de artistas e pintores dos séculos passados e dos quadrinhos franco-belgas contemporâneos. Das tapeçarias de Bayeux às capas da Martine, passando pelos quadros de Jacques Louis David et Joseph Ducreux, sem esquecer os muitos memes sobre Tintin!

12/11 – Dia 5

Memes, filmes de ficção, com Jeannot Nymouce

No quinto vídeo, Jeannot Nymouce fala sobre memes inspirados em personagens de ficções francófonas populares, tanto no cinema como no YouTube. Dos memes sobre Kaamelott aos memes sobre OSS 117, passando pela dublagem ruim de “Hitman the Cobra”, sem esquecer o ursinho de pelúcia culto de “Bonne nuit les petits” e de David Goodenough de “Jouer du Grenier”.

Memes e séries televisivas, com Daniel Rios

Pensar os memes como piada interna é diminuir a importância deste artefato midiático para a construção de identidade. Ao analisar os memes e a comunidade de fãs de séries televisivas, nesse vídeo falamos um pouco como as pessoas constroem sentido pelos memes, auxiliando na experiência de consumo midiático.

Daniel Rios é doutorando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense e Mestre em Comunicação pela mesma instituição. É pesquisador associado aos grupos de pesquisa TeleVisões (UFF) e ao Laboratório de Comunicação, Culturas Políticas e Economia da Colaboração (coLAB/UFF). Suas áreas de interesse consistem em estudos de televisão e plataformas de streaming, narrativas seriadas e cultura de fãs e circulação de memes.

13/11 – Dia 6

Memes e feminismo e esporte, com Letícia Sabbatini

É possível relacionar memes de internet, esportes e a luta pelos direitos das mulheres? Neste vídeo, responderemos a este questionamento, demonstrando como os memes servem não apenas para compartilhar brincadeiras com os amigos, mas também para reivindicar mudanças e/ou se opor a elas. A partir de uma série de exemplos, este vídeo explicita, então, como os memes também podem ser ferramentas de luta.

Letícia Sabbatini é mestranda em Comunicação na Universidade Federal Fluminense (PPGCOM-UFF). Integra o Laboratório de pesquisa em Comunicação, Culturas políticas e Economia da Colaboração (coLAB-UFF), além da equipe do #MUSEUdeMEMES, onde colabora como editora de conteúdo do website. Suas áreas de interesse incluem as agendas relacionadas ao ativismo digital feminista, chatbots e gênero.

Memes e esporte, com Jeannot Nymouce

No último vídeo, Jeannot Nymouce fala sobre a relação entre memes franceses e o esporte, principalmente o futebol. Do passe de bola de Zidane para Pessi, passando pelo Parkour, sem esquecer o Tour de France!

Sobre #MUSEUdeMEMES

O #MUSEUdeMEMES é um projeto de extensão vinculado ao curso de Estudos de Mídia, da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro. O #MUSEU faz parte de uma das atividades do Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Culturas Políticas e Economia da Colaboração – o coLAB-UFF.

O site #MUSEUdeMEMES foi inaugurado em 2015 e tem como objetivo promover um acervo diversificado a respeito dos memes brasileiros ou dos memes que circulam pelo Brasil; na perspectiva das pesquisas científicas, o #MUSEU visa auxiliar na construção de referências bibliográficas e nos estudos teórico-metodológicos, como também fomentar o debate sobre os temas relacionados ao universo dos memes.

Em 2019, o #MUSEUdeMEMES realizou a exposição A política dos memes e os memes da política, no Museu da República, Palácio do Catete, no Rio de Janeiro. A exposição ficou em cartaz entre maio e setembro, sendo prorrogada duas vezes, devido ao sucesso de público.

Sobre a Aliança Francesa

Completando 136 anos de atividades no Brasil, a Aliança Francesa é uma referência no idioma e, sem dúvida, a instituição mais conhecida do mundo, quando o assunto é a difusão da língua francesa e das culturas francófonas. Possui, atualmente, mais de 830 unidades em 132 países, onde estudam cerca de 500.000 alunos. Na França, ela conta com escolas e centros culturais para estudantes estrangeiros. O Brasil tem a maior rede mundial de Alianças francesas com 37 associações e 68 unidades.

É a única instituição no Brasil autorizada pela Embaixada da França, a aplicar os exames que dão acesso aos diplomas internacionais DELF e DALF, reconhecidos pelo Ministério da Educação Nacional francês. A Aliança Francesa também é centro de exames oficial para aplicação de testes internacionais com validade de dois anos TCF (Teste de Conhecimento do Francês) e TEF Canadense (Teste de Avaliação de

Francês) e do teste nacional com validade de um ano Capes (reconhecido pelas agencias CAPES e CNPq do MEC).

Neste ano, em comemoração ao seu 135º aniversário, a Aliança Francesa terá grande quantidade de novidades. Dentre elas, a mudança no método de ensino, que trará maior dinamismo para as salas de aula, com ferramentas digitais e conteúdos muito atuais sobre toda cultura francófona, transformando as aulas em verdadeiros centros de debates de ideias e aprendizado colaborativo.

SERVIÇO:

#SeMeme – Semana dos Memes – Série de vídeos

De: 8 ao 13 de novembro – Série de vídeos curtos com memes populares sobre temáticas sociais

Local: YouTube da Aliança Francesa Brasil.

Classificação etária: 10 anos

Programação:

08/11 – Dia 1

Memes e regionalismo, com Jeannot Nymouce

Memes e territorialidades, com Beatrice de Melo

09/11 – Dia 2

Memes e gastronomia, com Jeannot Nymouce

Memes e reality shows, com Luiza Mello

10/11 – Dia 3

Memes e expressões, com Jeannot Nymouce

Memes, direita e LGBTQI+, com e Guilherme Popolin

11/11 – Dia 4

Meme e artes visuais, com Jeannot Nymouce

Memes e ativismo, com Dandara Magalhães

12/11 – Dia 5

Memes, filmes de ficção, com Jeannot Nymouce

Memes e séries televisisvas, com Daniel Rios

13/11 – Dia 6

Memes e esporte, com Jeannot Nymouce

Memes e feminismo e esporte, com Letícia Sabbatini

#SeMeme – Oficinas de linguagem de memes com Guilherme Poppolin e Luiza Mello do #MUSEUdeMEMES

Dia: 11 de novembro

Horário: às 18 horas

Duração: de duas horas

Local: pela plataforma Zoom

Link de inscrição:
docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSctequzQjO_-5Lfk9shvKdVpAeJzV1bd6Hy3eS5O8lVM_ZVcQ/viewform

#SeMeme – Oficinas de linguagem de memes com Dandara Magalhães e Natália Dias, do #MUSEUdeMEMES.

Dia: 18 de novembro

Horário: 18 horas

Evento presencial – Local: Aliança Francesa de Botafogo

Muniz Barreto, 730 – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ, 22251-090

Capacidade: 20 pessoas

Link de inscrição:
docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSctequzQjO_-5Lfk9shvKdVpAeJzV1bd6Hy3eS5O8lVM_ZVcQ/viewform

www.rioaliancafrancesa.com.br

www.facebook.com/aliancafrancesarj

www.youtube.com/user/aliancafrancesarj

www.instagram.com/rioaliancafrancesa/

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*