Home / Arte / Grupo ARES apresenta Resiliência – Bruta Flor
Grupo ARES estreia espetáculo Resiliência - Bruta Flor. Foto: Anna Kumamoto.
Grupo ARES estreia espetáculo Resiliência - Bruta Flor. Foto: Anna Kumamoto.

Grupo ARES apresenta Resiliência – Bruta Flor

A estreia nacional acontece no dia 11 de novembro no Youtube e Facebook do Grupo. Também serão disponibilizados outros quatro espetáculos do repertório do grupo em uma Mostra de Repertório On Demand.

De 11 a 14 de novembro, o Grupo ARES disponibilizará em seus canais de Youtube e Facebook a estreia nacional do projeto Resiliência – Bruta Flor e também de outros quatro espetáculos de seu repertório. Todos os conteúdos estarão disponíveis gratuitamente!





No dia 11, às 17h, serão liberados no Youtube os espetáculos de repertório Ilusões – O amor na mesa vertical do Tarô (2013), Asas de um sonho (2015), Vertebral (2017) e Jardim Suspenso (2019). Em seguida, às 20h, o público poderá conferir no Facebook e Youtube a estreia nacional do projeto Resiliência – Bruta Flor. O nome Bruta Flor revela um paradoxo, pois ao mesmo tempo em que evoca singeleza, fragilidade, beleza e perfume, também é algo bruto. E como não ser, diante da realidade que vivemos…. Neste espetáculo vemos a resiliência da mulher, tão assediada, humilhada e agredida por ser “Magra demais. Gorda demais. Muito alta. Branquela. Negrinha.”. Muitas já se depararam com comentários por serem “Muito feia – não merece nem ser estuprada. Tem mulher que é pra comer, aquela gostosa. Tem mulher que é pra casar, quietinha e obediente. E tem mulher que é pra se relacionar só no escondidinho. Não tem como culpar os caras pela vontade de enfiar a vara. Você viu a roupinha que ela tava usando? Se bobear, até queria. Tava pedindo. “.

No universo perfeito, comandado pelo patriarcado, a certeza é que “Se pudesse escolher, teria um filho homem. Mulher dá muito trabalho. Mulher é fruto de uma fraquejada. Submissa. Quando fala demais, acaba sozinha. Mulher com mulher dá jacaré. Tudo mal comida. Fica quietinha e não conta pra mamãe. Cala boca. Engole o choro, chora baixo.”

Esta estreia representa não apenas a mulher, mas todo cidadão que se indigna com cada fala preconceituosa, machista e abusadora. Não precisa ser mulher para sentir o embrulho no estômago, a indignação. Resiliência – Bruta Flor é um espetáculo de dança aérea que aposta no impacto visual, se baseando na força feminina de resistir e refazer-se. Tomando essa característica histórica destes seres como ponto de partida, o espetáculo coloca a mulher em situações e emoções reconhecíveis, despertando reflexões, dúvidas e identificação nos espectadores. E quiçá a ânsia de um futuro melhor!

A temporada segue com apresentações diárias, até 14 de novembro, sempre às 20h. A duração do espetáculo é de 47 minutos.

Sobre o repertório – Todos os espetáculos ficarão disponíveis On Demand no canal do Grupo ARES do Youtube, de 11 a 14 de novembro, para o público assistir onde quiser e quando puder.

Ilusões – O amor na mesa vertical do Tarô – Estreou em 2013 – Duração: 30 minutos

O espetáculo usa a parede de um prédio como mesa de Tarô. Nesta mesa uma avó zelosa joga duas vezes as cartas e espera que o universo lhe mostre como proteger seu neto. O amor surge como recorrente resposta, mas quem está em perigo não é o seu neto, e sim o próprio amor.

Asas de um sonho – Estreou em 2015 – Duração: 40 minutos

Asas de um Sonho é um espetáculo visual que combina movimentos da dança contemporânea e urbana com inovadoras técnicas aéreas. O sonho de voar é talvez um dos mais antigos que o homem já teve, faz parte da nossa natureza, pois buscamos dominar o ar desde o início dos tempos. Crescemos fascinados com os pássaros e sua liberdade, e inventamos os mais variados artifícios para suprir este desejo.

Vertebral – Estreou em 2017 – Duração: 50 minutos

O Espetáculo tem uma área de investigação na qual a presença do risco permanente atravessa o corpo dançante e acrobático em situações de desequilíbrio, suspensão, torções, queda e recuperação. Firmes como pedra e fluidas como água, cada vértebra possui uma coluna e um sistema nervoso próprio. O Vertebral alterna desse modo, composições coletivas e sós, mudando e dinamizando a trama visual.

Jardim Suspenso – Estreou em 2019 – Duração: 32 minutos

Aqui, o despertar ao amor transporta o público para um lugar onde tudo é possível. Ao experimentar tal sentimento, florescem os mais altos desejos e sonhos. O espetáculo Jardim Suspenso é sobre viver o florescimento das mais lindas poesias que nos fazem voar pelos céus, mas também o desequilíbrio que aterram em momentos de tragédia e luto. Assim como na natureza, todo fim é um novo começo, afinal é tão bom morrer de amor, mas continuar vivendo…

Sobre o Grupo ARES

Dirigido por Monica Alla, o Grupo ARES foi criado em 2010 para ser núcleo artístico de pesquisa e criação, que tem como principal objetivo buscar a verticalidade em cena por meio dos mais diferentes aparelhos aéreos, unindo-os à dança, ao teatro físico e ao circo contemporâneo. Utilizando esta mescla de linguagens, as criações do grupo sempre buscam algo de sonho, de imagem mais do que palavra, buscam mudar a perspectiva da cena que se vê e contrapor o virtuosismo e a força do movimento à sensibilidade e leveza do vôo, do salto.

O Grupo ARES faz da busca por novas possibilidades estéticas e de estados corporais seu grande desafio, colocando os corpos e as ideias no ar. A escolha de locais inusitados para a realização de suas apresentações também é uma forte característica do grupo, que já apresentou seus trabalhos em fachadas de prédios, piscinas, galerias de arte, espaços públicos diversos e teatros convencionais.

Este projeto foi contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC Expresso LAB) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e do Governo Federal, através da Lei Aldir Blanc.

Onde:

Youtube: bityli.com/wXzBB6

Facebook: bityli.com/t0jyRJ

Quando:

11 a 14 de novembro

O quê:

11/NOV

17h – Início da Mostra com a liberação dos espetáculos On Demand no canal do Grupo ARES do Youtube – Ilusões // Asas de um sonho // Vertebral // Jardim Suspenso

19h – Bate Papo com a diretora Mônica Alla no canal de Facebook – Mediação Gisele Tressi

20h – Estreia espetáculo Resiliência – Bruta Flor em simultâneo no Facebook e Youtube

12, 13 e 14 de novembro

Mostra com os espetáculos On Demand no Canal do Grupo ARES do Youtube – Ilusões // Asas de um sonho // Vertebral // Jardim Suspenso

20h – Apresentação do espetáculo Resiliência – Bruta Flor em simultâneo no Facebook e Youtube

14/11

21h00 – Encerramento da Mostra

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*