Home / Arte / “Alma Tarsila” tem rodas de conversas com artistas

“Alma Tarsila” tem rodas de conversas com artistas

Coletivo reúne público no projeto “Quintas na Sala”, em Niterói (RJ)

Tem novidades na exposição “Alma Tarsila” que o ENTREARTES – Coletivo de Arte apresenta, na Sala de Cultura Leila Diniz, em Niterói (RJ). Além de ver os trabalhos de Bia Torres, Fátima Dantas, Lucia Lyra, Maria Lucia Maluf, Mario Reis e Renata Barreto, nos próximos dias, os visitantes poderão conhecer os artistas. Será no projeto “Quintas na Sala”, às quintas-feiras, das 14h às 16h, sempre com entrada gratuita. A mostra homenageia a pintora Tarsila do Amaral e os cem anos da Semana de Arte Moderna, podendo ser visitada até 9 de junho.





O primeiro encontro será na próxima quinta (12), com um workshop de Lucia Lyra. Com anos de experiência docente, tanto no ensino médio quanto na educação superior como professora de arte, ela encontra em diversos meios o caminho que deseja para expressar as ideias, da pintura ao desenho, passando pela criação de objetos escultóricos. Uma das linguagens que Lucia utiliza com frequência é a monotipia, técnica de impressão que reproduz uma só imagem a cada vez que é realizada e será abordada com o público.

No dia 19, a roda de conversa terá Renata Barreto falando da experiência dela, com o tema “Trajetória da artista, da arquitetura aos maxibordados”. Bem sucedida como arquiteta e designer de interiores, Renata vem se dedicando ao trabalho de arte. Ambas habilidades estão agora em função do caminho artístico, com a técnica de maxibordado. Tanto em pequenas quanto em grandes dimensões, o ponto cruz sobre telas de metal trama formas geométricas, abstratas ou figurativas, como nos trabalhos expostos em “Alma Tarsila”.

Já Mario Reis estará no “Quintas na Sala” do dia 26, conversando com a plateia sobre suas vivências. “A arte me ensinou muita coisa. Desde a infância e adolescência, em Minas Gerais, tinha expectativa de um dia vir a trabalhar com arte”, conta. Ao vir morar em Niterói aos 18 anos, Mario seguiu a carreira da contabilidade, sem abandonar o talento para a pintura, tendo desenvolvido ao longo dos anos uma poética ligada principalmente à paisagem. Teve professores como Roberto Paragó, Jair Picado, Jaime Cavalcanti e Bonifácio, entre outros, na tradição da pintura ao ar livre, vocação que Niterói herdou a partir da chegada do Grupo Grimm à cidade. Na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, ele aproximou a experiência a uma visão ligada à contemporaneidade da pintura, incluindo elementos como a abstração e a colagem, sem medo de experimentar novas soluções.

No dia 28, um sábado, a exposição estará aberta especialmente para uma visita guiada em libras, das 10h às 12h. O público será recebido pela artista Bia Torres, que é deficiente auditiva e integra o coletivo desde o início. Dia 9 de junho, fechando a exposição, a edição do “Quintas na Sala” terá o lançamento de e-book assinado pela pintora Fátima Dantas, que é neuropsicóloga, com o título “Administrando a ansiedade”. O horário será das 16h30 às 20h30, marcando o “finissage” da coletiva.

“Alma Tarsila” é a 13ª mostra do ENTREARTES, coletivo idealizado e produzido pela produtora cultural Cacau Dias e que está no quarto ano de atuação, buscando valorizar artistas locais. Com curadoria de Ana Schieck, a exposição pode ser visitada de segunda a sexta, das 8h às 17h, com uma agenda que pode ser acompanhada nas redes sociais do grupo. As inscrições para a série “Quintas na Sala” podem ser feitas através do WhatsApp da Equipe Cacau Dias: 21 99956-5000. A lotação é limitada. A Sala Leila Diniz fica na Rua Heitor Carrilho, 81, no Centro, ao lado da Imprensa Oficial, perto da Rodoviária de Niterói.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*