Home / Arte / Caixa Cultural Rio de Janeiro recebe importantes expressões da Cultura Negra Amapaense
Grupo Raízes do Bolão. Foto: Rudja Catrine.

Caixa Cultural Rio de Janeiro recebe importantes expressões da Cultura Negra Amapaense

Shows de Preces, Louvores e Batuques do Quilombo do Curiaú trazem música produzida com influência quilombola ao público carioca.

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe de 14 a 17 de novembro (quinta-feira a domingo) a ocupação artística Preces, Louvores e Batuques do Quilombo Curiaú, com diversos artistas amapaenses. Durante esses dias, o público vai conferir shows musicais que lançam mão da sonoridade ancestral do Batuque e do Marabaixo, manifestações do povo negro que se consolidaram como expressão artística do Estado do Amapá. Além dos shows, a rica programação conta, ainda, com vivências sonoras sobre o Batuque e o Marabaixo do Quilombo Curiaú, uma oficina de construções de instrumentos com material reciclado, e uma exposição fotográfica com registros coletados ao longo dos últimos cinco anos em festas religiosas e profanas embaladas pelo Batuque e o Marabaixo.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

A programação da ocupação musical conta com quatro dias de apresentações, entre elas a do Grupo Raízes do Bolão e a da Banda Afro Brasil, coletivos compostos por artistas quilombolas vindos do Amapá que vão apresentar ao público um pouco da cultura negra de seus estados. A cantora Brenda Melo e o cantor Paulo Bastos também vão subir ao palco, cada um em um dia, com seus repertórios repletos de canções autorais, mesclando os ritmos do Batuque e do Marabaixo reverberando respeito à ancestralidade e ecoando a brasilidade das manifestações musicais produzidas no extremo norte do País.

As atividades extras (vivencias e oficina) são gratuitas, das 11h às 13h, com limite de vagas. Para participar os interessados devem se inscrever através do e-mail cpcamapa@gmail.com

Sobre Quilombo do Curiaú

A Vila do Curiaú é uma comunidade tradicional distante oito quilômetros da cidade de Macapá, a capital do Amapá, onde 489 famílias remanescentes de quilombolas ainda guardam na memória a história e cultura dos seus antepassados, como é o caso do batuque dos tambores do Marabaixo, ritmo usado para amenizar o sofrimento nos porões dos navios negreiros.

O local é considerado um sítio histórico e ecológico. Em 3 de novembro de 1999, a Fundação Palmares, órgão ligado ao Ministério da Cultura, emitiu o Título de Reconhecimento de Domínio das terras do Quilombo do Curiaú.

Sobre os Artistas:

Quinta-feira, 14/11 – Afro Brasil – 19 horas

A banda quilombola Afro Brasil, capitaneada por Adelson Preto, acompanhado de outros 09 (nove) músicos (backing vocal, teclado, contrabaixo, guitarras, bateria e percussão), apresenta sua proposta musical cuja sonoridade exalta a riqueza e diversidade da cultura do Extremo Norte do Brasil.

Sexta-feira: 15/11 Paulo Bastos – 19 horas

O multi-instrumentista Paulo Bastos, acompanhado de 06 (seis) músicos do Amapá (contrabaixo, guitarras, bateria e percussão), presenteia o público com a socialização de sua pesquisa sobre a sonoridade dos tambores do Batuque e do Marabaixo, apresentando canções autorais, onde reverbera o respeito à ancestralidade que permeia toda sua obra.

Sábado: 16/11 Brenda Melo – 19 horas

A cantora traz a brasilidade do extremo norte do país. Acompanhada de 06 (seis) músicos vindos do Amapá (contrabaixo, guitarras, teclados, sax, bateria e percussão) faz uma fusão do Batuque e do Marabaixo com diversos estilos musicais universais.

Domingo, 17/11 Raízes do Bolão – 18 horas

O Grupo Raízes do Bolão reúne 10 artistas quilombolas do Amapá (05 tocadores, 05 cantadores/ cantadeiras/ dançadeiras), que oferecem ao público a cultura do Batuque e do Marabaixo, em um show que por ora confunde-se com uma aula aberta sobre a cultura negra amapaense.

Atividades extras – inscrições: cpcamapa@gmail.comgratuitas

Oficina de Construção de Instrumentos
Sexta-feira, 15/11 – de 11h às 13h

Espaço Gente Arteira
Capacidade:

Vivências
Classificação Indicativa: Livre

Carga horária: 02h
Número de vagas: 20 Vagas

Sábado, 16/11 – de 11h às 13h – Teatro de Arena

PERCURSOS SONORO-COREOGRÁFICOS ACERCA DO BATUQUE DO CURIAÚ

Mestres e Mestras do Quilombo do Curiaú, pautados pela informalidade dos Mestres Griots, versarão e farão demonstrações técnicas sobre a origem do Batuque (música e dança), dos instrumentos utilizados na manifestação (macacos/ amassador – dobrador e pandeirões), das vestimentas, das bandaias/ bandaios (cantigas entoadas em forma de pergunta e resposta por puxador e coro, respectivamente, cujas rimas tiradas de improviso, são fatos ocorridos dentro da comunidade), da receita e os segredos da tradicional gengibirra produzida no Quilombo do Curiaú, evidenciando a forma de tocar, cantar e dançar o Batuque!

Domingo, 17/ 11 – de de 11h às 13hTeatro de Arena

PERCURSOS SONORO-COREOGRÁFICOS ACERCA DO MARABAIXO DO CURIAÚ

Mestres e Mestras do Quilombo do Curiaú, pautados pela informalidade dos Mestres Griots, versarão e farão demonstrações técnicas sobre a origem do Marabaixo (música e dança), o instrumento utilizado na manifestação (caixa), vestimentas, os ladrões (versos cantados que “roubam” histórias da realidade, misturando referências religiosas, fatos reais e inventados, críticas bem humorados e poesia), a receita e os segredos da tradicional gengibirra produzida no Quilombo do Curiaú, evidenciando a forma de tocar, cantar e dançar o Marabaixo!

Exposição Preces, Louvores e Batuques do Quilombo do Curiaú

De quinta-feira a domingo (14 a 17/11) – de 10h às 21h.

Sala Margot

Mostra que reúne 20 imagens (33 X 48) em preto e branco, do fotografo e cenógrafo Paulo Rocha, com registros coletados ao longo dos últimos cinco anos em festas religiosas e profanas embaladas pelo Batuque e o Marabaixo. A curadoria é do ator, diretor teatral e artista visual Claudio Silva.

Serviço:
Preces, Louvores e Batuques do Quilombo do Curiaú
SHOWS: de 14 a 17 de novembro (quinta a domingo)
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena
Horários: quinta a domingo, às 19h
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia
Duração: 90 minutos
Atividades extras: vivencias e oficina gratuitas com limite de vagas – inscrições cpcamapa@gmail.com
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro – Metrô e VLT: Estação Carioca
Informações: (21) 3980-3815
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Classificação Indicativa: 16 anos
Capacidade: 226 lugares (mais 4 para cadeirantes)
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*