Home / Arte / Como desenvolver o projeto da cozinha ideal?
Como desenvolver o projeto da cozinha ideal?. Foto: Design de interiores foto criado por freepik - br.freepik.com.
Como desenvolver o projeto da cozinha ideal?. Foto: Design de interiores foto criado por freepik - br.freepik.com.

Como desenvolver o projeto da cozinha ideal?

A cozinha ideal existe e nós podemos provar! Ter uma cozinha bonita, aconchegante e que ao mesmo tempo supra todas as necessidades que cada pessoa tem na casa é uma tarefa difícil e desafiadora, porém não é nem um pouco impossível.

Em diversas residências, ela é a parte da casa onde as visitas ficam para tomar aquele café da tarde e jogar conversa fora e, portanto, é preciso que se tenha bastante cuidado ao planejá-la para que una a funcionalidade com a estética pretendida.

Por isso, o texto de hoje irá abordar como desenvolver o projeto da cozinha ideal, mostrando alguns benefícios e vantagens do planejamento, assim como dicas de como conseguir tal objetivo, independentemente se terá janela de alumínio para cozinha ou outro material.

Diversas são as pessoas que consideram ela como o coração da casa e, embora isso já seja quase um conceito formado, as cozinhas vêm ganhando um espaço e atenção cada vez maior conforme os anos passam, principalmente quando se fala de design.

Desde design de interiores até empresas de engenharia civil e arquitetura, a preocupação das pessoas sobre essa parte da casa aumentou e, consequentemente, das empresas também, fazendo com que se ganhasse um destaque em meio às obras.





Em outras palavras, quando o assunto é construção de casas ou planejamento de cômodos, as cozinhas são igualmente importantes e precisam ser funcionais ao mesmo tempo que belas, sendo um grande desafio para muitos.

Sem mencionar o básico, já que é nela onde ocorre toda a preparação e confecção de alimentos, precisando de um ambiente que também seja limpo e higienizado, tendo suas particularidades bastante únicas e diferentes de outros cômodos.

Outro detalhe importante a ser comentado é que, diferente de uma empresa de lustres, que normalmente possui muito espaço disponível, não é toda cozinha que pode ser gigante, existindo pessoas que optam por uma menor ou que apenas não tem todo esse espaço disponível.

Tendo isso em mente, os tópicos a seguir irão reunir uma série de informações e dicas importantes que podem ser extremamente úteis durante o desenvolvimento da sua cozinha ideal, abordando como é importante os serviços de uma empresa de Impermeabilização, assim como outros detalhes.

Planejando a cozinha ideal

Ao planejar a sua cozinha ideal, ou melhor, o projeto dela, é preciso ter em mente que será necessário um profissional que te ajude com esse objetivo. Arquitetos ou designers de interiores são ótimas opções, embora o arquiteto cuide um pouco mais da estrutura da casa, não apenas o visual.

Independentemente da decisão que tomar, é preciso deixar claro que alguns benefícios e vantagens podem ser adquiridos nesse processo, independentemente se é a cozinha de uma pessoa comum ou de uma empresa de jardinagem, como:

  • Cozinha igual ou próximo ao que se deseja;
  • Maior harmonia entre as cores do ambiente;
  • Maior harmonia entre os acessórios do ambiente;
  • Melhor climatização;
  • Melhor divisão das áreas da cozinha.

Ou seja, mesmo que indiretamente, o simples conceito de planejar o desenvolvimento de sua cozinha já te traz diversos benefícios que até podem ser adquiridos com uma cozinha pré construída, mas é muito mais difícil ou não se aproveita o máximo possível.

Com isso em mente, separamos alguns tópicos que irão te dar um norte sobre o que fazer para que o desenvolvimento da sua cozinha seja bem feito e tenha o mesmo cuidado que diversas empresas têm com a administração de obras.

01 – Realize um bom planejamento

Qualquer projeto que queira ter sucesso precisa de um planejamento e, quando o assunto é a sua cozinha ideal, não seria nem um pouco diferente, principalmente porque são diversos os cuidados necessários não só para a estética, mas também para a funcionalidade.

Acredite, quando se está planejando espaços e ambiente, 5 cm faz muita diferença e pode acabar prejudicando inclusive a entrada e fluidez das pessoas no espaço, portanto é preciso de bastante calma e concentração. Nada de comprar os eletrodomésticos logo de cara.

Em outras palavras, pense primeiro no espaço que se tem disponível, a alvenaria e pintura, nos componentes e instalação de energia elétrica, entre outras coisas que fundamentam a cozinha, que a tornam o que ela é. Deixe os detalhes para o final.

02 – Não deixe os eletrodomésticos pro final

Embora tenha sido dito no tópico anterior que não se deve comprar os eletrodomésticos logo de cara, isso não significa que eles devam ser deixados para os últimos momentos, afinal eles são parte da cozinha e devem fazer parte do planejamento também.

Isso porque os moradores têm um papel fundamental nessa decisão, afinal será utilizado uma geladeira e um fogão? Ou o cooktop será a preferência? Utilizará uma lava-louças ou irá preferir apenas uma pia sobre o balcão?

Todas essas decisões impactam em como a cozinha será planejada e desenvolvida e, desde o posicionamento da sua geladeira até o conserto ar condicionado dela devem ser pensados para otimizar tempo, dinheiro e espaço.

03 – Identifique as áreas de utilização

Para uma melhor fluidez da cozinha, é sempre interessante que ela seja separada em áreas de utilização, em zonas de armazenamento, limpeza e cocção. São diversas maneiras de se separar, mas depende de cada tipo de casa, pessoas e moradores.

Existem estudos que dizem sobre a organização em triângulo, que visa a otimização entre zona de armazenamento, zona de cocção e zona de limpeza, ou seja, é possível utilizar dessas organizações de modo a deixar tudo mais fluido e orgânico.

Não apenas isso, mas as distâncias percorridas também diminuem, fazendo com que a cozinha se aproxime o máximo possível da otimização necessária. Claro que ainda será aplicado termos mais estéticos, mas antes de ser bonita, a cozinha precisa ser funcional.

04 – Defina os pisos e a parede

Quando pensamos em paredes principalmente, elas se tornam o grande medo de muitas pessoas no mundo por causa do fator umidade e infiltração. A cozinha está constantemente sujeita a água, tanto na utilização quanto na sua limpeza e pensar no material dos pisos e paredes é extremamente necessário.

Sem mencionar que, por ser uma área de cocção, ambos estão sujeitos a receberem produtos diferentes que podem causar manchas nos pisos e paredes, sujando e prejudicando a imagem que você queira passar com sua cozinha.

Os mais utilizados, quando se pensa em piso, são os de cerâmica de porcelana, além dos feitos de pedras naturais como granito e mármore, oferecendo boa resistência, durabilidade e baixa absorção de água, o que é essencial nesses casos.

Já nas paredes, deve-se sempre optar também não só por aqueles que têm uma menor absorção, como uma maior facilidade de limpeza, afinal, também terá de ser decidido onde colocar esse material para garantir uma maior segurança e facilidade nessas horas críticas.

Azulejos e ladrilhos sempre são uma excelente opção, da mesma forma que o granito e o mármore continuam mostrando a que vieram e oferecendo alternativas para os moradores. Caso prefira, também pode optar por mosaicos e pastilhas, o que achar melhor e mais conveniente.

05 – Pense em uma boa iluminação

Uma cozinha precisa ter uma iluminação boa e adequada para o ambiente. Dependendo da que for escolhida, pode acabar passando uma sensação contrária ao que se busca, por isso é sempre muito importante pesquisar bastante antes de sair escolhendo qualquer lâmpada por aí.

É preciso pensar na cor e temperatura das lâmpadas, pois elas podem afetar o ambiente. Por exemplo, cozinhas com cores da iluminação muito amarelas tendem a ser menos convidativas do que as que buscam cores mais neutras e brancas.

Porém, isso não é uma regra e você pode buscar por cores personalizadas dependendo do local da cozinha a ser acessado, tudo isso através de leds e outras possibilidades. E, com isso, dar um toque único e charmoso para a sua cozinha.

Considerações Finais

O texto de hoje abordou como você pode desenvolver o projeto da cozinha ideal, fazendo com que ela fique idêntica ou muito próxima ao que sempre sonhou, mostrando alguns dos benefícios que podem ser usufruídos ao planejar sua cozinha e algumas dicas de como fazer isso da melhor maneira possível.

Ao longo do texto, foram exploradas apenas maneiras funcionais de realizar esse investimento, mas lembre-se que o estético é tão importante quanto, mas varia de pessoa para pessoa, cabendo a você julgar as cores e as suas preferências quanto a aparência dela.

Portanto, deixe primeiramente a sua cozinha o mais funcional possível e garanta que ela será excelente, para logo depois, colocar a sua essência e seus gostos pessoais nela. Com toda certeza, será a cozinha ideal.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*