Home / Arte / Ópera “Café” fará sua estreia mundial no Theatro Municipal em maio
Theatro Municipal. Foto: Rafael Salvador.
Theatro Municipal. Foto: Rafael Salvador.

Ópera “Café” fará sua estreia mundial no Theatro Municipal em maio

Récita sobre o libreto de Mário de Andrade é o principal destaque do mês de maio. Adaptação de Sérgio de Carvalho, contará com a participação da Orquestra Sinfônica Municipal, do Coro Lírico e do Balé da Cidade de São Paulo. Também se apresentam a Orquestra Experimental de Repertório e o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

São Paulo, 19 de abril de 2022 – Ao longo do mês de maio, o Theatro Municipal de São Paulo receberá diversas apresentações artísticas e musicais. Contando com atrações pagas e gratuitas, o Theatro Municipal destaca em sua programação a ópera Café, com libreto de Mário de Andrade e sua provocação teórica por uma ópera coral, na qual grupos da sociedade fossem retratados enquanto coletividade e não enquanto indivíduos.





Com composição inédita de Felipe Senna, o libreto está situado no contexto histórico da crise de 1929 que paralisou os portos, expulsou os camponeses das fazendas e provocou uma revolução popular na sociedade. A récita está diretamente ligada às celebrações do centenário da Semana de Arte Moderna e será, depois da experiência de Hans-Joachim Koellreutter nos anos 1990, uma abordagem contemporânea e atual da obra de Mário de Andrade.

A ópera estará em cartaz entre os dias 3 e 4 e de 6 a 8 de maio e conta com a participação da Orquestra Sinfônica Municipal, sob a regência e direção musical do maestro Luís Gustavo Petri, do Coral Paulistano, sob a regência de Maíra Ferreira, do Balé da Cidade de São Paulo, do MST – Movimento Sem Terra e do Circo. Com os ingressos entre R$10 e 120 reais, a classificação é livre.

No dia 12, às 19h, o Quarteto de Cordas da Cidade se apresenta na Sala do Conservatório, na Praça das Artes, com o concerto “Bachiano”. No repertório duas músicas: “Bachianas Brasileiras nº 1”, Fuga: Conversa (Versão para Quarteto Matheus Bitondi) do compositor, maestro e uma das figuras mais importantes no cenário da música brasileira, Heitor Villa-Lobos, e “Suíte em Si Menor”, Concerto de Brandemburgo nº 5, do compositor e música alemão Johann Sebastian Bach. O concerto terá duração de 60 minutos, com ingresso a R$30 e classificação livre.

No dia 1º de maio a Praça das Artes recebe a exposição Psicodemia, do artista francês Antoine d’Agata, que traz um olhar visceral do artista em relação a pandemia do coronavírus, com fotografias feitas na França e uma parte no Brasil, nas cidades do Rio de Janeiro e em São Paulo.

Utilizando o escritório da Agência Magnum Photos, na França, como sua base de trabalho e moradia temporária, Antoine d’Agata saia diariamente durante a pandemia para registrar e observar a cidade, hospitais e centros de saúde. No início deste percurso Antoine adotou a “termografia” – uma câmera térmica acoplada ao telefone celular, cujo dispositivo térmico reage e converte em imagem o calor dos corpos e objetos. Sem revelar a identidade das pessoas, a termografia utilizada capta atividade dos corpos, suas “vidas”, o que está dentro.

A exposição é uma parceria com o Consulado da França em São Paulo. No dia 1º de maio, a abertura da exposição terá uma aula magna com o fotógrafo, na Sala do Conservatório, às 16h, que abordará alguns aspectos de sua trajetória e seu engajamento pessoal e político-social nos trabalhos. Além disso, falará sobre sua intensa produção durante a pandemia de Covid-19. A entrada é franca e a retirada dos ingressos pelo site do Theatro Municipal.

Seguimos com a exposição Contramemória, que pretende reler e traduzir criticamente, para o contexto atual, o ambiente cultural da Semana de Arte Moderna de 1922, realizada no Theatro Municipal de São Paulo, 100 anos atrás. Além disso, a exposição conta com aproximadamente 117 obras, entre pinturas, vídeos, esculturas, desenhos, objetos, entre outras linguagens artísticas e possui a curadoria de Lilia Schwarcz, Jaime Lauriano e Pedro Meira Monteiro. Os visitantes podem apreciar essas grandes obras da cultura brasileira até o dia 5 de junho, no Salão Nobre do Theatro Municipal, além de agendamentos específicos para visitas educativas para grupos de 15 a 30 pessoas.
“A apresentação da ópera Café coroa a programação das comemorações do Centenário da Semana de Arte Moderna no Theatro Municipal, não só pelo seu caráter emblemático, por ser um texto do Mário de Andrade colocado em cena pelo Coral Paulistano, mas também pelo fato de apostarmos em uma nova composição e em uma direção cênica que atualiza a questão do coletivo com a participação de um dos mais importantes movimentos sociais brasileiros, o MST, dividindo o palco com o Balé da Cidade de São Paulo e artistas convidados.”, afirma Andrea Caruso Saturnino, diretora geral do Theatro Municipal.

No dia 15, às 11h, a Orquestra Experimental de Repertório apresentao concerto “Sinfonias Fantásticas V”, na Sala de Espetáculos do Theatro Municipal. Com a participação do regente assistente Thiago Tavares, o repertório traz as músicas “Noches em Los Jardines de España (23’)”, do compositor e pianista, Manuel De Falla e “Sinfonia nº 2, “Uirapuru” (30’)”, criado pelo compositor brasileiro Mozart Camargo Guarnieri. A apresentação será aberta ao público, com ingressos a partir de R$10.

Nos dias 17 e 19, ambos às 19h, a Praça das Artes recebe o pianista Guilherme de Almeida, na Sala do Conservatório, com o concerto “Requiém à Naomi Munakata”. A apresentação é mais uma homenagem à grande personalidade da música coral brasileira, Naomi Munakata. O concerto será a improvisação pianística de um Requiém em sua memória: um convite para viver uma experiência única, inspirando-se em poesias e perguntas.

Guilherme de Almeida se dedicou ao aprendizado da arte do violoncelo, piano, canto e composição em São Paulo, além de se dedicar aos estudos de improvisação no Conservatório Nacional Superior de Música e de Dança de Paris, na classe de Jean-François Zygel, em 2019. O concerto terá duração de 60 minutos, com ingressos a R$30.

No dia 26, o Quarteto de Cordas da Cidade volta à Sala do Conservatório, na Praça das Artes, para apresentar o espetáculo “Identidade Brasileira III”, às 19h. O repertório traz as músicas “Quarteto de Cordas”, composta por Clorinda Rosato e “Quarteto nº 2”, do compositor e uma das figuras mais significativas da música erudita brasileira, Francisco Mignone. A apresentação terá duração de 60 minutos, com ingresso a R$30 e classificação livre.

E ainda não acabou! Teremos mais eventos gratuitos e abertos ao público. Dia 18/05, às 19h, acontece na no vão da Praça das Artes, o Sarau na Praça. E no dia 04 de maio, a Praça das Artes recebe mais uma vez o Esta Noite se Improvisa!. Neste dia, o palco será aberto para a participação daqueles que queiram exibir várias linguagens como dança, teatro, poesia e discotecagem, despertando assim o conceito de improviso em que o artista que transita pela cidade encontra uma estrutura para mostrar o seu talento, tal qual o desafio de “entrar na roda” que é próprio da cultura Hip Hop. MC Max BO, ex-apresentador do programa Manos e Minas, e uma das maiores referências em freestyle do Brasil, irá interagir com os artistas presentes, convidando-os à arte do improviso.

Para mais informações sobre os espetáculos confira a programação completa abaixo ou acesse

Ópera “Café”, de Felipe Senna

Theatro Municipal

03/05/2022 • 20h

04/05/2022 • 20h

06/05/2022 • 20h

07/05/2022 • 17h

08/05/2022 • 17h

CAFÉ

De Felipe Senna

Ópera sobre libreto de Mário de Andrade adaptado por Sérgio de Carvalho

Orquestra Sinfônica Municipal

Coral Paulistano

Balé da Cidade de São Paulo

Luís Gustavo Petri, direção musical e regência

Maíra Ferreira, regente do Coral Paulistano

Sérgio de Carvalho, direção cênica, concepção e adaptação do libreto

Maria Lívia Goes, co-direção cênica, dramaturgia e pesquisa

Participações especiais

Juçara Marçal, mãe

Negro Leo, rapsodo

Carlos Francisco, velho camponês

Fábio Namatame, figurino

Cássio Brasil e Marcius Galan, cenografia

Sayonara Pereira, direção coreográfica

Melissa Guimarães, iluminação

Helena Albergaria, preparação de elenco

João Malatian, assistência de direção

Lincoln Antonio, consultoria em música popular

Ingressos: R$ 10,00 a R$ 120,00

Classificação livre

Duração 90 minutos

A apresentação do dia 8 de maio será patrocinada pelo Bradesco.

Quarteto da Cidade apresenta “Bachiano”

Praça das Artes

12/05/2022 • 19h

Bachiano

Concerto presencial, aberto ao público

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Livia Lanfranchi, flauta

Alessandro Santoro, cravo

Programa

HEITOR VILLA-LOBOS (1887-1959)

Bachianas Brasileiras nº 1

Fuga: Conversa (Versão para Quarteto Matheus Bitondi)

JOHANN SEBASTIAN BACH (1685 — 1750)

Suíte em Si Menor

Concerto de Brandemburgo nº 5

Ingressos R$30,00

Classificação livre

Duração Total 60 minutos

Orquestra Experimental de Repertório apresenta “Sinfonias Fantásticas V”

Theatro Municipal

15/05/2022 • 11h

Sinfonias Fantásticas V

Concerto presencial, aberto ao público

Orquestra Experimental de Repertório

Thiago Tavares, regente

Aleyson Scopel, piano

Programa

MANUEL DE FALLA

Noches em Los Jardines de España (23’)

MOZART CAMARGO GUARNIERI

Sinfonia nº 2, “Uirapuru” (30’)

Ingressos R$10,00 a R$30,00

Classificação livre

Duração total 55 minutos

Exposição Contramemória

Theatro Municipal

18/04/2022 • 11h a 05/06/2022 • 11h

Theatro Municipal de São Paulo – Salão Nobre

Lilia Schwarz, Jaime Lauriano e Pedro Meira, curadoria

A abertura acontece no dia 18/4 e terá visitas mediadas pelos curadores, a partir das 10h30. São 50 ingressos por período de visita com limite máximo de 2 ingressos por pessoa. Confira os horários disponíveis e faça o seu agendamento aqui.

Visitação de terça a sexta, das 11h às 17h (permanência até 18h). Sábado e domingo, das 10h às 15h (permanência até 16h). Fechada às segundas.

Visita somente mediante a retirada de ingresso gratuito aqui no site, disponível a cada 2 dias que antecedem a data da visita com limite de 2 ingressos por pessoa.

Agendamentos específicos para visitas educativas para grupos de 15 a 30 pessoas solicitar previamente a partir do dia 19/04 via e-mail educacao@theatromunicipal.org.br.

Classificação livre

Exposição Psicodemia

Praça das Artes

01/05/2022 • até 01/07/2022. Segunda a sexta, 8h às 18h. Sábado, 8h às 16h.

Fábio Furtado, Roberta Saraiva Coutinho e Rodrigo Villela, curadoria

Visitação de segunda a sexta, das 8h às 18h. Sábado, das 8h às 16h. Fechada aos domingos

Classificação livre

Entrada livre, sem necessidade de retirar ingressos

Na abertura da exposição haverá uma aula Magna, com Antoine D’ Agata.

Integrante da famosa agência Magnum Photos, Antoine D’ Agata abordará aspectos de sua trajetória e seu engajamento pessoal e político-social. Contará também sobre sua intensa produção durante a pandemia de Covid-19 que resultou na exposição Psicodemia.
Dia 01/05, domingo

Horário 16h

Local Sala do Conservatório da Praça das Arte

Classificação 12 anos

Duração 90 minutos

Guilherme de Almeida apresenta “Réquiem à Naomi Munakata”

Praça das Artes

17/05/2022 • 19h

19/05/2022 • 19h
Requiém à Naomi Munakata

Guilherme de Almeida, piano

Ingressos R$ 30,00

Classificação livre

Duração total 60 minutos

Quarteto da Cidade apresenta “Identidade Brasileira III”

Praça das Artes

26/05/2022 • 19h

Identidade Brasileira III

Concerto presencial, aberto ao público

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Programa

CLORINDA ROSATO

Quarteto de Cordas

FRANCISCO MIGNONE

Quarteto nº 2

Ingressos R$ 30,00

Classificação livre

Duração Total 60 minutos

Esta Noite se Improvisa!

Praça das Artes

04/05/2022 • 20h

[Praça das Artes – Vão]

MAX B.O., mestre de cerimônia

Novset, DJ

Participações especiais:

João Parahyba

Gabi Nyarai

Até 27/04 inscrições abertas para artistas que desejam se apresentar (INSCREVA-SE)

Ingressos gratuitos (entrada livre)

Classificação livre

Duração aproximadamente 120 minutos

Sarau na Praça

Praça das Artes

18/05/2022 • 19h

Os principais saraus da cidade de São Paulo na Praça das Artes

[Praça das Artes – Vão]

Sarau na Praça

Evento presencial, aberto ao público

Ingressos gratuitos (entrada livre)

Classificação livre

Duração 90 minutos

SOBRE O COMPLEXO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

O Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo ligado à Secretaria Municipal de Cultura e à Fundação Theatro Municipal de São Paulo.

O edifício do Theatro Municipal de São Paulo, assinado pelo escritório Ramos de Azevedo em colaboração com os italianos Claudio Rossi e Domiziano Rossi, foi inaugurado em 12 de setembro de 1911. Trata-se de um edifício histórico, patrimônio tombado, intrinsecamente ligado ao aperfeiçoamento da música, da dança e da ópera no Brasil. O Theatro Municipal de São Paulo abrange um importante patrimônio arquitetônico, corpos artísticos permanentes e é vocacionado à ópera, à música sinfônica orquestral e coral, à dança contemporânea e aberto a múltiplas linguagens conectadas com o mundo atual (teatro, cinema, literatura, música contemporânea, moda, música popular, outras linguagens do corpo, dentre outras). Oferece diversidade de programação e busca atrair um público variado.
Além do edifício do Theatro, o Complexo Theatro Municipal também conta com o edifício da Praça das Artes, concebido para ser sede dos Corpos Artísticos e da Escola de Dança e da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Sua concepção teve como premissa desenhar uma área que abraçasse o antigo prédio tombado do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e que constituísse um edifício moderno e uma praça aberta ao público que circula na área.

Inaugurado em dezembro de 2012 em uma área de 29 mil m², o projeto vencedor dos prêmios APCA e ICON AWARDS é resultado da parceria do arquiteto Marcos Cartum (Núcleo de Projetos de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura) com o escritório paulistano Brasil Arquitetura, de Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz.

SOBRE A SUSTENIDOS

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pela gestão do Projeto Guri (nos polos de ensino do interior, litoral e Fundação CASA), do Conservatório Dramático-Musical dr. Carlos de Campos – Tatuí e do Complexo Theatro Municipal. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir neste link.

Patrocinadores e apoiadores do Theatro Municipal de São Paulo – Sustenidos: Bradesco.

Patrocinadores Institucionais da Sustenidos: Microsoft e VISA.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*