Home / Arte / “CONTOS PARA CORAÇÕES PARTIDOS E ALMAS MELANCÓLICAS: “, por Juliana Vannucchi

“CONTOS PARA CORAÇÕES PARTIDOS E ALMAS MELANCÓLICAS: “, por Juliana Vannucchi

Juliana Vannucchi é graduada em Comunicação Social, licenciada em Filosofia e Editora-chefe do site Acervo Filosófico.

Juliana Vannucchi é graduada em Comunicação Social, licenciada em Filosofia e Editora-chefe do site Acervo Filosófico.

Em 2018, o brilhante escritor Camilo Alves Nascimento decidiu reunir seus contos e divulgá-los por meio de fanzines, um formato não muito convencional para esse fim. Apesar de não ser comum um escritor usar essas revistas independentes para compartilhar suas histórias com o público, essa ideia foi absolutamente criativa e rendeu ótimos resultados. De acordo com Camilo, a opção por esse formato foi uma maneira de driblar custos e disseminar cultura gratuitamente. Conforme o escritor comentou, “O zine nasceu com o intuito de levar cultura de graça para as pessoas. Se antes elas não tinham acesso à cultura, agora não há mais desculpa. As edições sempre foram oferecidas de graça e, desde o início das produções até hoje, os zines já foram distribuídos em cidades como DF, Goiânia, São Paulo, Floripa e outras localidades”.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

A escrita de Camilo carrega influências diversas, tais como de Kerouac, Bukowski e do realismo fantástico. De maneira geral, seus contos possuem um pano de fundo niilista e abordam temas como a angústia existencial, a solidão humana e o caos mundano. Esses elementos se evidenciam na maneira pela qual seus personagens encaram as instabilidades e as imperfeições da vida cotidiana. Camilo mergulha na alma de seus personagens e isso faz com que suas histórias ideais sejam para corações partidos, almas melancólicas e mentes confusas. Em seus contos, o leitor facilmente se identifica com dúvidas, problemas, desejos, medos e outras emoções e sentimentos que são apresentados nos mais diversos contextos e, portanto, é como se os personagens criados por Camilo encarnassem aquilo que nós somos e vivemos. Podemos dizer que seus profundos textos, tanto pela temática quanto pela sensibilidade através da qual são apresentados, lembram, em certa medida, autores clássicos como Albert Camus e Tolstói, que em suas obras abordam a realidade humana em sua crueza, seus absurdos e suas incertezas.

No que diz respeito especificamente aos conteúdos e ao formato das revistas autorais, Camilo revelou: “Achei que seria interessante ter uma visão feminina daquilo que escrevo. Minha amiga, a tatuadora Nádia Dalla Vecchia, residente de Araguari e atuante na cena cultural e independente da cidade é responsável pelas ilustrações. Ela desenha livremente, em conformidade com seus sentimentos e intuições, de acordo com o que ela sente, não há um briefing envolvido”. Além desses aspectos já ressaltados, há outra característica criativa em relação aos zines: cada edição possui uma trilha sonora específica que é cuidadosamente elaborada pelo autor. Sobre essa característica, Camilo comentou: “Há também um lado musical envolvido, pois disponibilizo playlists no Spotify que servem como uma trilha sonora de cada zine”. Dessa forma, podemos notar que há uma tríade artística e cultural muito interessante envolvida nessa elogiável produção independente: encontramos nela o texto em si, as imagens e também as músicas. Esse é justamente o principal ponto de destaque do projeto, pois o conjunto de tais elementos garante ao zine uma assinatura única e de notável originalidade, sendo tudo isso desenvolvido em torno da “filosofia underground”, isto é, com base no universo da criação independente, ou “D.I.Y”, ideologia segundo a qual qualquer pessoa é capaz de sistematizar e concretizar suas próprias ideias sem necessariamente depender de terceiros e sem ter altos custos e investimentos.

Nosso país enfrenta atualmente uma crise cultural e artística acentuada e, diante desse deplorável cenário, nós nos enchemos de alegria, orgulho e esperança quando nos deparamos com uma alma criativa e determinada como a do talentoso escritor Camilo Alves Nascimento, que se esforça continuamente para escrever, lançar e disseminar suas produções independentes.

Apoie o escritor:

Contos:

linktr.ee/camilonasci

Instagram:

www.instagram.com/camilonasci

Conheça os trabalhos da ilustradora Nádia Dalla Vecchia:

Instagram:

www.instagram.com/ndvtattoo

.

.
JULIANA VANNUCCHI
Sorocaba – São Paulo
Facebook Perfil | Facebook Fan Page
Instagram | Website Acervo Filosófico
E-mail: ju.vannucchi@hotmail.com

m 2018, o brilhante escritor Camilo Alves Nascimento decidiu reunir seus contos e divulgá-los por meio de fanzines, um formato não muito convencional para esse fim. Apesar de não ser comum um escritor usar essas revistas independentes para compartilhar suas histórias com o público, essa ideia foi absolutamente criativa e rendeu ótimos resultados. De acordo com Camilo, a opção por esse formato foi uma maneira de driblar custos e disseminar cultura gratuitamente. Conforme o escritor comentou, “O zine nasceu com…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie o artigo! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.54 ( 5 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*