Home / Arte / Evento gratuito oferece aulas de danças angolanas para comemorar mês da África
Coletivo Kizomba Yetu. Foto: Divulgação.
Coletivo Kizomba Yetu. Foto: Divulgação.

Evento gratuito oferece aulas de danças angolanas para comemorar mês da África

No dia 25 de maio comemora-se o Dia da África e, pensando nisso, durante o mês de maio, o coletivo Kizomba Yetu irá realizar duas aulas gratuitas e online de danças angolanas; a idealizadora e coordenadora do projeto, Vanessa Dias, explica mais detalhes sobre a iniciativa

São Paulo, maio de 2021 – Para comemorar o fato do mês de Maio ser considerado o mês da África, o coletivo Kizomba Yetu irá realizar duas atividades especiais durante o mês. No dia 11 de maio, às 19h, será promovida uma aula de Semba, com base no vídeo que viralizou dos instrutores do coletivo, Iza Sousa e Francisco Félix, com a música “Oi Moça” do cantor angolano e bailarino Bonifácio Aurio – Mr Tuffas. Essa iniciativa também tem como principal objetivo a ideia de criar uma oportunidade para que as pessoas tenham acesso a outra cultura, em busca de uma maior diversidade.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

De acordo com Vanessa Dias, idealizadora e coordenadora do projeto, pesquisadora das danças africanas desde 2016, essa é uma oportunidade para as pessoas conhecerem um pouco mais sobre a cultura angolana de uma forma divertida e segura – pensando no momento em que estamos vivendo. “As relações socioculturais entre Brasil e a África, em particular Angola, remontam uma longa história. O intercâmbio cultural justifica a essência desse projeto, que almeja promover a troca de experiências entre a comunidade brasileira e angolana. Além disso, o projeto será realizado com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo”, explica.

O evento será realizado de forma online, seguindo as regras de restrições da pandemia, e todas as aulas serão abertas ao público. “Todo o evento será gratuito. Além de levar saúde física e mental, em tempo de pandemia e isolamento social, o nosso objetivo é promover a cultura angolana, possibilitar espaços na sociedade brasileira para interagir, resgatar, transmitir e conviver com suas origens em harmonia com a comunidade brasileira. A cultura africana está presente em nosso dia a dia e é de extrema importância que o brasileiro tenha acesso a esse conhecimento, para que possam resgatar sua ancestralidade e dar a devida importância a esta rica cultura”, acredita Vanessa.

No segundo dia do evento, dia 25 de maio, que comemora-se o Dia da África, o coletivo oferecerá aulas de Afro House com Vanessa Dias, brasileira que se destaca quando o assunto é Afro House/Kuduro e Gilson Manuel, angolano e parceiro de dança dela. “As aulas também acontecerão às 19h. O nosso desejo é impactar de forma positiva a vida de angolanos/africanos e brasileiros, independente da condição social. Realizamos essas iniciativas para que as pessoas passem a conhecer um pedaço da Angola, através da arte, bens culturais, dança e entretenimento, promovendo um rico intercâmbio cultural entre os dois países. As informações completas podem ser encontradas na nossa página do Facebook”, finaliza Vanessa.

Informações do evento
Aulas gratuitas de danças angolanas
Data: 11 de maio e 25 de maio
Horário: 19h
Informações: https://bit.ly/3uvvGjS

 

Sobre o Kizomba Yetu

O coletivo “KIZOMBA YETU” termo que vem de uma das línguas nacionais angolanas – o “Kimbundu” que pode ser traduzido como “A Nossa Festa”, – realiza manifestações socioculturais, na capital de São Paulo. O principal objetivo é promover a cultura e as danças angolanas através de aulas de Kizomba, Semba, Kuduro, entre outras. O coletivo existe desde agosto de 2018. É formado por brasileiros, angolanos, guineense e francesa, residentes em São Paulo, onde realiza-se atividades de intercâmbio cultural. Em 2019, o coletivo foi contemplado pela Secretaria Municipal de Cultura no programa VAI 1 (Valorização de Iniciativas Culturais) para realização do projeto denominado “Intercâmbio Cultural Brasil & Angola”. Foram realizados vários Workshops de Danças Angolanas, nas Casas de Cultura e Centros Culturais de São Paulo, com entrada gratuita. Desde a inauguração do KIZOMBA YETU já foram realizadas uma média de 60 eventos e neles passaram mais de 2.000 alunos, atuamos em diversas regiões de São Paulo, como: Sé, Brás, República, Bela Vista, Jabaquara, Freguesia do Ó, Jardim Peri Alto, Sacomã/Ipiranga e na Avenida Paulista, além de participação em outros eventos culturais.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*