Evento gratuito oferece aulas de danças angolanas para comemorar mês da África

No dia 25 de maio comemora-se o Dia da África e, pensando nisso, durante o mês de maio, o coletivo Kizomba Yetu irá realizar duas aulas gratuitas e online de danças angolanas; a idealizadora e coordenadora do projeto, Vanessa Dias, explica mais detalhes sobre a iniciativa

São Paulo, maio de 2021 – Para comemorar o fato do mês de Maio ser considerado o mês da África, o coletivo Kizomba Yetu irá realizar duas atividades especiais durante o mês. No dia 11 de maio, às 19h, será promovida uma aula de Semba, com base no vídeo que viralizou dos instrutores do coletivo, Iza Sousa e Francisco Félix, com a música “Oi Moça” do cantor angolano e bailarino Bonifácio Aurio – Mr Tuffas. Essa iniciativa também tem como principal objetivo a ideia de criar uma oportunidade para que as pessoas tenham acesso a outra cultura, em busca de uma maior diversidade.

Anúncio

De acordo com Vanessa Dias, idealizadora e coordenadora do projeto, pesquisadora das danças africanas desde 2016, essa é uma oportunidade para as pessoas conhecerem um pouco mais sobre a cultura angolana de uma forma divertida e segura – pensando no momento em que estamos vivendo. “As relações socioculturais entre Brasil e a África, em particular Angola, remontam uma longa história. O intercâmbio cultural justifica a essência desse projeto, que almeja promover a troca de experiências entre a comunidade brasileira e angolana. Além disso, o projeto será realizado com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo”, explica.

O evento será realizado de forma online, seguindo as regras de restrições da pandemia, e todas as aulas serão abertas ao público. “Todo o evento será gratuito. Além de levar saúde física e mental, em tempo de pandemia e isolamento social, o nosso objetivo é promover a cultura angolana, possibilitar espaços na sociedade brasileira para interagir, resgatar, transmitir e conviver com suas origens em harmonia com a comunidade brasileira. A cultura africana está presente em nosso dia a dia e é de extrema importância que o brasileiro tenha acesso a esse conhecimento, para que possam resgatar sua ancestralidade e dar a devida importância a esta rica cultura”, acredita Vanessa.

No segundo dia do evento, dia 25 de maio, que comemora-se o Dia da África, o coletivo oferecerá aulas de Afro House com Vanessa Dias, brasileira que se destaca quando o assunto é Afro House/Kuduro e Gilson Manuel, angolano e parceiro de dança dela. “As aulas também acontecerão às 19h. O nosso desejo é impactar de forma positiva a vida de angolanos/africanos e brasileiros, independente da condição social. Realizamos essas iniciativas para que as pessoas passem a conhecer um pedaço da Angola, através da arte, bens culturais, dança e entretenimento, promovendo um rico intercâmbio cultural entre os dois países. As informações completas podem ser encontradas na nossa página do Facebook”, finaliza Vanessa.

Receba Notícias de Exposições e Eventos em geral em nosso grupo no Whatsapp!
*Só nós postamos no grupo, então não há spam! Pode vir tranquilo.

Informações do evento
Aulas gratuitas de danças angolanas
Data: 11 de maio e 25 de maio
Horário: 19h
Informações: https://bit.ly/3uvvGjS

 

Inscreva-se para receber as Novidades sobre Eventos
e o Universo das Artes primeiro!

Sobre o Kizomba Yetu

O coletivo “KIZOMBA YETU” termo que vem de uma das línguas nacionais angolanas – o “Kimbundu” que pode ser traduzido como “A Nossa Festa”, – realiza manifestações socioculturais, na capital de São Paulo. O principal objetivo é promover a cultura e as danças angolanas através de aulas de Kizomba, Semba, Kuduro, entre outras. O coletivo existe desde agosto de 2018. É formado por brasileiros, angolanos, guineense e francesa, residentes em São Paulo, onde realiza-se atividades de intercâmbio cultural. Em 2019, o coletivo foi contemplado pela Secretaria Municipal de Cultura no programa VAI 1 (Valorização de Iniciativas Culturais) para realização do projeto denominado “Intercâmbio Cultural Brasil & Angola”. Foram realizados vários Workshops de Danças Angolanas, nas Casas de Cultura e Centros Culturais de São Paulo, com entrada gratuita. Desde a inauguração do KIZOMBA YETU já foram realizadas uma média de 60 eventos e neles passaram mais de 2.000 alunos, atuamos em diversas regiões de São Paulo, como: Sé, Brás, República, Bela Vista, Jabaquara, Freguesia do Ó, Jardim Peri Alto, Sacomã/Ipiranga e na Avenida Paulista, além de participação em outros eventos culturais.

Relacionados:

Deixe um comentário

×