Home / Arte / Experiência de VR chega ao MAS/SP
Exposição: “Fora do Temp(l)o”, convite. Divulgação.

Experiência de VR chega ao MAS/SP

Vivências em eixos contrastantes compõem exposição que ressignifica o pertencimento de opostos complementares

Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dando sequência aos eventos comemorativos de seu Jubileu de Ouro a ser completado em Junho de 2020, exibe a coletiva de fotografiasFora do Temp(l)o” com curadoria de Bianca Boeckel. Ambientada na Sala MAS/Metrô Tiradentes, a parceria entre a curadora e o museu aproxima o público de mais uma nova forma de arte que une criação com tecnologia.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Nos nichos expositivos do espaço são expostas 13 fotografias de duas séries de registros imagéticos contrastantes: uma imagem da sérieLiquenscape’, do fotógrafo carioca Nelson Porto, e um recorte da série ‘Chama o Bloco’, com imagens selecionadas em conjunto com Francisco Almendra, dos artistas Ana Carvalho, José Guilherme Leite, Lucas Bori, Micael Hocherman, Pedro Esteban e Rapha Silva.

Enquanto Liquenscapedestaca o registro ampliado da imensidão do Pico das Agulhas Negras e a contemplação do sagrado no eterno e no vazio fora do tempo, o coletivo que retrata o Carnaval emChama o Bloco” se aproxima do pro-fano — aquilo que está fora do templo — através de um mergulho no êxtase presente na maior festa dos homens.

A polaridade entre os dois temas se dá em diversos eixos: natureza vs. homem, vazio vs. cheio, fora do tempo vs. fora do templo. A dinâmica resultante leva a um diálogo entre formas e significados fortes – mesmo pertencentes a universos distintos.

Ao inserir tecnologia de ponta na criação de arte, é reservado ao visitante o papel de participar da obra. As experiências de realidade virtual que fazem parte deFora do Temp(l)o” abrem um novo espaço expositivo em três dimensões que cria memórias como a de quem viveu a cena na vida real.

“Fora do Temp(l)o” proporciona ao visitante o êxtase encontrado na interseção de duas experiências sagradas: a contemplação da natureza, e o mergulho na maior festa dos homens.

Bianca Boeckel

Exposição: “Fora do Temp(l)o
Artistas: Nelson Porto, Ana Carvalho, José Guilherme Leite, Lucas Bori, Micael Hocherman, Pedro Esteban e Rapha Silva
Curadora: Bianca Boeckel
Abertura: 15 de fevereiro – sábado – às 11hs.
Período: 16 de fevereiro à 22 de março de 2020
Horários: Terça a domingo, das 9hs às 17hs.
Local: Sala MAS/Metrô Tiradentes – www.museuartesacra.org.br
Estação Tiradentes do Metrô – São Paulo – SP
Tel.: 11 3326-5393 – agendamento / educativo para visitas monitoradas
Ingresso: Grátis aos usuários do Metrô
Número de obras: 13
Técnicas: fotografias e realidade virtual – VR
Dimensões: variadas

.

Bianca Boeckel

Proprietária e diretora da galeria que leva seu nome, especializada em Curadoria, Art Advisory e Art Collection pela Sotheby’s em Nova York e frequentou cursos de História da Arte na NYU, no Museu Brasileiro de Escultura – MUBE e na Casa do Saber, em São Paulo. Ao longo de 6 anos, atuou como curadora em 24 das 29 exposições que promoveu em sua galeria; e em parceria com outros curadores como Ricardo Resende, Fausto Chermont, Thomas Baccaro e Heloisa Vivanco nas demais mostras realizadas. A partir de 2018, passa a oferecer cursos de História da Arte ministrados pelo colecionador e palestrante Fábio Faisal – iniciando seu projeto educacional voltado para a cultura e disseminação da arte em diversas vertentes. Organiza visitas guiadas à coleções particulares, exposições em museus e debates sobre arte contemporânea. Foi responsável pela curadoria, expografia e execução do projeto idealizado por 10 artistas independentes e integrantes dos grupos de acompanhamento artístico e coletivos Hermes e VÃO – SP. Em 2019 foi convidada pelo Museu de Arte Sacra de São Paulo para a curadoria da exposição Adagio, na Sala MAS/Metrô Tiradentes.

MAS/SP

O Museu de Arte Sacra de São Paulo, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, é uma das mais importantes do gênero no país. É fruto de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, em 28 de outubro de 1969, e sua instalação data de 29 de junho de 1970. Desde então, o Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar ala do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz, na avenida Tiradentes, centro da capital paulista. A edificação é um dos mais importantes monumentos da arquitetura colonial paulista, construído em taipa de pilão, raro exemplar remanescente na cidade, última chácara conventual da cidade. Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1943, e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo, em 1979. Tem grande parte de seu acervo também tombado pelo IPHAN, desde 1969, cujo inestimável patrimônio compreende relíquias das histórias do Brasil e mundial. O Museu de Arte Sacra de São Paulo detém uma vasta coleção de obras criadas entre os séculos 16 e 20, contando com exemplares raros e significativos. São mais de 18 mil itens no acervo. O museu possui obras de nomes reconhecidos, como Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Antônio Francisco de Lisboa, o “Aleijadinho” e Benedito Calixto de Jesus. Destacam-se também as coleções de presépios, prataria e ourivesaria, lampadários, mobiliário, retábulos, altares, vestimentas, livros litúrgicos e numismática.

MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO – MAS/SP

Presidente do Conselho de Administração – José Roberto Marcellino
Diretor Executivo – José Carlos Marçal de Barros
Diretor de Planejamento e Gestão – Luiz Henrique Marcon Neves
Museóloga – Beatriz Cruz

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*