Home / Arte / Exposição desfila influência de Tarsila na moda e na arte
Seis artistas da exposição Alma Tarsila. Foto: Divulgação/Celio Carvalho.
Seis artistas da exposição Alma Tarsila. Foto: Divulgação/Celio Carvalho.

Exposição desfila influência de Tarsila na moda e na arte

Importante para o modernismo, a artista plástica Tarsila do Amaral também influenciou a moda brasileira. É esse lado fashion que a exposição “Alma Tarsila” vai sublinhar no encerramento da temporada, na Sala de Cultura Leila Diniz, no dia 7 de julho, em Niterói (RJ).

Das 16h30 às 20h30, será apresentada a performance “Tarsila, Oswald e a moda”, animando a finissage da mostra do Entreartes – Coletivo de Arte, que reúne obras de Bia Torres, Fátima Dantas, Lucia Lyra, Maria Lucia Maluf, Mario Reis e Renata Barreto.

Tarsila se casou, em 1926, com o poeta Oswald de Andrade, e o casal influenciava os costumes da época. Foi Oswald que apresentou Tarsila ao estilista francês Paul Poiret, que desenhou o vestido do casamento e outros que inovaram a moda do período. Poiret apresentava uma nova forma para a roupa feminina, libertando as mulheres de espartilhos e subindo as bainhas, deixando à mostra tornozelos e possibilitando maior liberdade de movimentos. Coco Chanel e Jean Patou foram estilistas que acompanharam essa tendência na Paris que saía arrasada da Primeira Grande Guerra.




Para a performance “Tarsila, Oswald e a moda”, uma equipe criativa foi convocada pelo Entreartes. A estilista Patrícia Mattos, a chapeleira Luana Sampaio, a joalheira Cristina Pinho e a maquiadora e cabeleireira Aloan Lopes formam o grupo que apresentará um look feminino inspirado na estética adotada por Tarsila, com os modelos Ana Carolina Mendonça e Afonso Villas-Boas. Se o visual incluía trajes criados por Paul Poiret, com tecidos fluidos, bainha acima do tornozelo e chapéus cloche, a maquiagem e brincos serão inspirados nas fotografias e autorretratos da artista. Já o look masculino acompanhará a estética oswaldiana, com colarinhos sem rigidez e camisas e paletós livres da combinação tradicional. O chapéu Panamá, outro item marcante na imagem de Oswald, também estará em cena.

Homenagem do Entreartes à Tarsila e aos cem anos da Semana de Arte Moderna, a coletiva tem entrada franca e ainda pode ser vista, das 8h às 17h. “Alma Tarsila” é a 13ª mostra do coletivo criado pela produtora cultural Cacau Dias, com curadoria de Ana Schieck e sucesso de público, recebendo a visita de cerca de 20 grupos escolares. A Sala fica na Rua Heitor Carrilho, 81, Centro de Niterói. Para garantir lugar na performance “Tarsila, Oswald e a moda”, é recomendável confirmar presença através do WhatsApp (21) 99956-5000.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*