Home / Arte / Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença
Noite de Ícaro, Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença. Foto: Divulgação.

Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença

Na constituição da cultura, o mito contribui para o desenvolvimento individual e coletivo. As ações estruturantes existentes nestas narrativas possuem a capacidade de gerar padrões de comportamento que garantem a evolução psicossocial, infundindo referências de um padrão mais adequado de comportamento na sociedade.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Assim, a jornada de um herói mitológico, por exemplo, possui o condão de reportar ao indivíduo o comportamento adequado à certa situação, de modo a permitir a introjeção, ou a correção, de uma nova perspectiva em sua totalidade. Considera-se, pois, o mito como um modelo arquetípico contra o qual cada indivíduo pode, nele espelhando-se, tanto rever sua conduta, de certa forma não apropriada, quanto remodelar suas posturas e posicionamentos.

A artista plástica brasileira Luciane Valença, desenvolve pesquisas sobre os Hinos Homéricos há dois anos. Agora, expõe pela primeira vez em Lisboa – Portugal, mais precisamente na Galeria da Livraria do ISPA, dezoito aquarelas das trinta e três que fazem parte do projeto para um livro em cocriação com a escritora brasileira, radicada na Alemanha, Chris Herrmann.

Luciane Valença apresenta uma interpretação muito particular de cada hino e mito. Para tanto vale-se da livre criação à moda dos antigos rapsodos. Cabe recordar que esses últimos tinham por hábito declamar versos da autoria de terceiros em festas e concursos. Frequentemente eles recitavam os hinos e as epopeias homéricas, parte do seu repertório principal, em ocasiões religiosas como forma de invocar os deuses e celebrá-los, em performances que por vezes lembravam atores, empregando bastões como instrumentos.

Cartaz, Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença. Foto: Divulgação.

Cartaz, Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença. Foto: Divulgação.

Luciane vem se destacando no cenário artístico do Brasil com seu estilo único, criado com influências perceptíveis da Art Noveau, do Futurismo e do Surrealismo. De novembro a janeiro de 2019, a artista iniciará sua carreira internacional, com sua primeira individual em Portugal. O traço de pincel de Luciane se caracteriza pela mistura de matizes que parecem não ter começo ou fim com demarcações por linhas firmes e contrastes de luz e tons, trazendo aos amantes da boa pintura novidades maturadas, advindas de inspirações, aspirações, desejos, idiossincrasias e emoções próprias. As figurações e histórias presentes em suas obras são um convite sedutor a uma realidade fantástica, um mundo peculiar, de beleza plástica com profundidade, que propõe reflexões sobre as emoções, o cotidiano e a psiquê. Em 20 de setembro de 2018, a artista plástica que é curadora do Sofitel Ipanema, recebeu a Moção de Aplausos, concedida pela Câmara de Vereadores da cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, por sua importante contribuição à cultura da cidade e do Estado do Rio de Janeiro.

Serviço:
Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença
Abertura 29 de novembro às 18h
Visitação até janeiro de 2019
Local: Galeria da Livraria
Rua Jardim do Tabaco, 34
Lisboa – Portugal
Informações: www.ispa.pt/eventos/hinos-homericos-exposicao-de-pintura

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*