Home / Arte / Galeria da Aliança Francesa inaugura a Mostra “Olho por olho – arte e documentação”
Foto: Custódio Coimbra, "Cristo".

Galeria da Aliança Francesa inaugura a Mostra “Olho por olho – arte e documentação”

Galeria da Aliança Francesa apresenta a primeira exposição coletiva dos 10 consagrados fotógrafos cariocas que fazem parte da galeria virtual PICTORIO. A exposição apresenta fotos de temas cariocas, impressas em dois processos de alta definição, Piezography e Platinum Palladium, cujos resultados são obras de impacto visual deslumbrante.

A exposição “Olho por olho – arte e documentação”, que faz parte do calendário oficial do FotoRio Resiste!, reúne 26 obras inéditas de dez feras da fotografia: Alexandre Sassaki, André Teixeira, Custódio Coimbra, Delfim Freitas, Gustavo Stephan, Marcia Foletto, Marcio Menasce, Marcos Tristão, Oscar Cabral e Zeca Linhares.

Abertura: segunda-feira, 13 de agosto, às 18h.

Galeria Aliança Francesa Botafogo

“Olho por olho – arte e documentação” é a primeira exposição coletiva dos 10 consagrados fotógrafos cariocas que fazem parte da galeria virtual PICTORIO: Alexandre Sassaki, André Teixeira, Custódio Coimbra, Delfim Freitas, Gustavo Stephan, Marcia Foletto, Marcio Menasce, Marcos Tristão, Oscar Cabral e Zeca Linhares. Com curadoria do antropólogo e fotógrafo Milton Guran, a mostra reúne 26 obras, 20 de livre expressão estética e seis de documentação de manifestações políticas nas ruas do Rio de Janeiro.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Um grande diferencial desta mostra é que as imagens de livre expressão estética – em sua maioria paisagens e todas em preto-e-branco – são impressas em dois processos especiais, um que vem dos primórdios da fotografia, conhecido como “Platinum Palladium“, e outro, de última geração, chamado “Piezografia”. Esse processo de impressão usa tintas monocromáticas à base de carbono.

São usados sete tons de tinta preta, que fazem impressões com realce nos detalhes de sombra e altas luzes, em alta resolução. A longevidade da tinta de carbono inclui estabilidade ao seu tom de cor e metamerismo zero. Todas as impressões são feitas em papel Fine Art Canson Infinity Baryta Photographique, de fabricaçãofrancesa. O resultado são imagens de impacto e beleza singulares. “Paliando o rigor estético do registro fotográfico ao processo oitocentista do “Platinum Palladium” e à Piezografia, técnica de última geração, esta exposição une as duas pontas da tensão original em imagens excepcionais que ainda deixam espaço para a força da documentação jornalística em estado puro, ressalta o curador Milton Guran. Criada em 2017 pelos fotógrafos Alexandre Sassaki e Delfim Freitas, a Pictorio se caracteriza por apresentar fotos de temas cariocas, notadamente paisagens. Com imagens mais pictóricas do que era de se esperar de fotógrafos criados no fotojornalismo, a “OLHO POR OLHO” apresenta trabalhos nascidos dos seus projetos autorais, fora do calor das redações de jornal e revista e que enaltecem as paisagens deslumbrantes do Rio de Janeiro.

Serviço:
Exposição: Olho por olho – arte e documentação
Artistas: Alexandre Sassaki, André Teixeira, Custódio Coimbra, Delfim Freitas, Gustavo Stephan, Marcia Foletto, Marcio Menasce, Marcos Tristão, Oscar Cabral e Zeca Linhares.
Abertura: segunda-feira, dia 13 de agosto, às 18h
Visitação: de 14 de agosto até 17 de outubro
Galeria Aliança Francesa Botafogo
Rua Muniz Barreto, 746, Botafogo
De segunda a sexta, de 09h às 19h
Sábado, de 08h às 12h
(21) 3299-2000
Entrada franca

.

Sobre o FotoRio – Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro:

Considerado um dos mais importantes e significativos festivais de fotografia da América Latina tem nesta 11ª edição do festival sua viabilização de forma independente e sob o lema “Fotografia e cidadania” com o apoio da comunidade fotográfica e através de financiamento coletivo “crowdfunding” que superou mais de 14 por cento da sua meta, com apoiadores do Brasil, dos USA, da França e da Alemanha. O desmonte da área cultural por parte dos poderes públicos, que vai desde o não pagamento ou cancelamento de editais a falta de transparência na gestão dos equipamentos culturais, o que inclui até questões de censura, fotógrafos e organizadores do FotoRio encontraram alternativas para a edição 2018 do festival e criaram o movimento de resistência “FotoRio Resiste”, que acontece entre julho e agosto de 2018 em diversos espaços da cidade. A realização do “FotoRio Resiste”, com o lema “Fotografia e cidadania” é uma ação que contribui efetivamente para a urgente transformação no nosso país. O FotoRio tem como objetivo valorizar a fotografia como bem cultural, dando visibilidade aos grandes acervos e coleções públicas e privadas e à produção fotográfica contemporânea brasileira e estrangeira, através de exposições, projeções, intervenções urbanas, cursos, seminários, oficinas, mesas-redondas, palestras, conferências e leituras de portfólio. Destaca, através de um evento de porte internacional, a importância da fotografia no campo da arte, na comunicação e na vida social contemporânea. O evento começou bienal em 2003 tendo se tornado anual a partir de 2011. No plano internacional, o FotoRio já nasceu integrado ao Festival da Luz, rede criada por fotógrafos, colecionadores e estudiosos da fotografia em todo o mundo. Atualmente, o Festival da Luz conta com dezenas de eventos espalhados pelas principais cidades do mundo, entre as quais Fotofest (Houston – USA), Encuentros Abiertos de Fotografia (Buenos Aires – Argentina), PhotoEspaña (Madrid – Espanha), Fotoseptiembre (México).

Sobre a Aliança Francesa

Com 133 anos de atividades no Brasil é uma referência e a instituição mais respeitada e conhecida do mundo, quando o assunto é a difusão da língua francesa e a difusão das culturas francófonas. Ela possui, atualmente, mais de 850 unidades em 135 países, onde estudam cerca de 500.000 alunos. Na França, ela conta com escolas e centros culturais para estudantes estrangeiros. O Brasil tem a maior rede mundial de Alianças francesas com 37 associações e 63 unidades. É a única instituição no Brasil autorizada pela Embaixada da França, a aplicar os exames que dão acesso aos diplomas internacionais DELF e DALF, reconhecidos pelo Ministério da Educação Nacional francês. A Aliança Francesa também é centro de exames oficial para aplicação de testes internacionais com validade de dois anos TCF (Teste de Conhecimento do Francês) e TEF Canadense (Teste de Avaliação de Francês) e do teste nacional com validade de um ano Capes (reconhecido pelas agencias CAPES e CNPq do MEC). A Aliança Francesa no Brasil desenvolve parcerias com inúmeras empresas francesas e brasileiras além de ser um ator essencial do diálogo cultural franco-brasileiro.

Texto do Curador: Milton Guran

“Olho por olho”

Primeira imagem produzida por aparelho na história da Humanidade, a fotografia vive, desde a origem, a tensão entre técnica e expressão, ou melhor, entre documento e arte.

Olho por Olho se constrói como síntese desse dilema. Aplicando a excelência técnica de processos fotográficos especiais, os autores do Pictorio tratam a dimensão de registro do mundo visível como um objeto precioso, dando-lhe transcendência.

Assim, paliando o rigor estético do registro fotográfico ao processo oitocentista do “Platinum Palladium” e à Piezografia, técnica de última geração, esta exposição une as duas pontas da tensão original em vinte imagens excepcionais que se completam com mais seis fotos com a força da documentação jornalística em estado puro.

Milton Guran – Curador

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*