Home / Arte / Gracia Saad – “Arte, uma missão”, por Edmundo Cavalcanti

Gracia Saad – “Arte, uma missão”, por Edmundo Cavalcanti

Edmundo Cavalcanti é Artista Plástico, Colunista de Arte e Poeta.

Edmundo Cavalcanti é Artista Plástico, Colunista de Arte e Poeta.

1- Onde você nasceu? E qual sua formação acadêmica?

Nasci em São Paulo – Capital. Fiz Curso de enfermagem na Cruz Vermelha e Artes na Escola Pan-americana de Arte.

2- Como e quando se dá o seu primeiro contato com as Artes?

Meu primeiro contato com a arte foi na infância.

3- Como surgiu ou você descobriu este dom?

Descobri esse dom maravilhoso pintando e fazendo exposições.

Gracia Saad é Artista Plástica.

Gracia Saad é Artista Plástica.

4- Quais são suas principais influências?

A minha principal influencia são os artistas impressionistas.

5- Quais os materiais que você utiliza em suas obras?

Os materiais que utilizo em minhas obras são tinta à óleo e pastel.

6- Como é o seu processo criativo em si? O que te inspira?

Em minhas obras, meu processo criativo é e sempre será a beleza da natureza em todos os seus aspectos.

7- Quando você começou efetivamente a produzir ou criar suas obras?

Comecei a produzir minhas obras há 27 anos.

8- A arte é uma produção intelectual primorosa, onde as emoções estão inseridas no contexto da criação, porém na historia da arte, vemos que muitos artistas são derivados de outros, seguindo técnicas e movimentos artísticos através do tempo, você possui algum modelo ou influência de algum artista? Quem seria?

Monet me influencia um pouco.

9- O que a arte representa para você? Se você fosse resumir em poucas palavras o significado das Artes na sua vida…

A arte representa uma missão pra mim.





10- Quais as técnicas que você usa para expressar suas ideias, sentimentos e percepção a cerca do mundo? (Se é através da pintura, escultura, desenho, colagem, fotografia… ou usa várias técnicas no sentido de fazer um mix de formas diferentes de arte).

Não tenho técnica. Pinto por intuição.

11- Todo artista tem seu mentor, aquela pessoa a quem você se espelhou que te incentivou e te inspirou a seguir essa carreira, indo adiante e levando seus sonhos a outros patamares de expressão, quem é essa pessoa e como ela te introduziu no mundo das artes?

Lídia Ayoub, uma grande artista.

12- Você tem outra atividade além da arte? Você ministra aulas, palestras etc.?

Não. Atualmente somente me dedico às pinturas.

13- Suas principais exposições nacionais e internacionais e suas premiações?

  • Exposição Virtual “Inspirações” – Agosto 2021 – Raphael Art Gallery;
  • Exposição presencial – Clube Atlético Monte Líbano-SP – Setembro 2021;
  • Exposição virtual “Arte é resistência” – Junho 2021 – Raphael Art Gallery;
  • Exposição virtual “Resiliência ” – Dezembro 2020 – Anjos Art Gallery;
  • Diversas premiações em Salões.

14- Seus planos para o futuro?

Meus planos para futuro são continuar pintando e mostrando a beleza do mundo.

15- Em sua opinião qual é o futuro da arte brasileira e dos seus artistas? (no contexto geral) e porque tantos artistas estão dando preferência em mostrar seus trabalhos em exposições internacionais apesar dos altos custos?

Infelizmente somos mais valorizados no exterior.

Redes Sociais:

Site: www.graciasaad.com.br

Facebook: Gracia Saad

Instagram: @gracia_saad

As entrelinhas na ausência de linhas nas pinturas de Gracia Saad por Ana Mondini

Ana Mondini é Crítica de Arte, Doutora em Filosofia, Artista Plástica, formada pela Escola de música e artes do Paraná e Idealizadora da “Galeria Virtual – Filosofia & Arte” e do canal no YouTube “Entrevista com Artistas & Afins”.

Ana Mondini é Crítica de Arte, Doutora em Filosofia, Artista Plástica, formada pela Escola de música e artes do Paraná e Idealizadora da “Galeria Virtual – Filosofia & Arte” e do canal no YouTube “Entrevista com Artistas & Afins”.

A artista Gracia Saad elege a natureza como um dos principais temas de suas pinturas. O mar, em especial, aparece com bastante força em seu repertório pictórico. Em cada cena surgem combinações de distintas tonalidades cromáticas, que compõem horizontes bastante únicos.

A artista constrói seus mares através da sutil mistura entre os tons, cujo contraste, muitas vezes imperceptível na passagem de uma tonalidade para outra, realiza um suave balanço bastante específico em cada pintura.

Esse mesmo doce balanço ressurge nas pinturas das baianas com suas saias rodadas. Porém, devido à completa ausência de linhas, ele aparece de forma ainda mais realçada. E, assim, compostas por manchas cromáticas, as mulheres misturam-se com o fundo, mostrando que o mundo ao redor desaparece durante a entrega ao ato de dançar.

Tanto em seus mares quanto em suas dançarinas, Gracia Saad não pinta apenas imagens, mas é justamente em suas entrelinhas que se manifesta a essência daquilo que não pode ser diretamente representado, a saber, o invisível movimento, seja ele físico ou anímico.

Redes sociais:

Instagram: @anamondinigaleriavirtual / Facebook: @anamondini.galeriavirtual

Instagram: @anamondiniart / Facebook: @anamondiniart

Youtube: @Ana Mondini – Entrevista com Artistas & Afins

E-mail: mondiniann@hotmail.com

….

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*