Home / Arte / Grupo De Pernas pro Ar estreia ‘A Última Invenção’ nesta sexta-feira (12) em Canoas
"A Última Invenção", espetáculo do Grupo De Pernas Pro Ar. Foto: Tayhú Wieser.
"A Última Invenção", espetáculo do Grupo De Pernas Pro Ar. Foto: Tayhú Wieser.

Grupo De Pernas pro Ar estreia ‘A Última Invenção’ nesta sexta-feira (12) em Canoas

Uma das mais premiadas companhias teatrais gaúchas realiza circulação virtual por nove cidades do RS, promovendo o intercâmbio com grupos locais e o diálogo com o público

Muito antes de a pandemia do covid-19 se instalar no planeta, impondo restrições ao convívio social, o ator, diretor, criador e mestre de maquinarias do Grupo de Pernas Pro Ar, Luciano Wieser, já vinha realizando pesquisas com o audiovisual, como possibilidade de linguagem, agregada ao seu fazer teatral, ao qual se dedica há 38 anos. Estimulado pelos filhos Tayhú, profissional da área do audiovisual e da robótica, e Txai, da área de tecnologias digitais, e pela companheira, a atriz e produtora Raquel Durigon, Wieser foi adentrando nesta nova realidade, de modo que, ao se ver impedido de trabalhar presencialmente, por força das restrições sanitárias impostas, o ingresso no mundo virtual foi mais que uma necessidade, mas uma consequência natural de sua investigação no audiovisual e na maquinaria de cena.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Fruto destas pesquisas e do ímpeto criativo que não cessa, emerge o espetáculo “A Última Invenção”, que faz parte de um projeto que envolve, ainda, o intercâmbio com nove grupos de teatro de nove cidades gaúchas; sessões de bate-papos com o público, ao final do espetáculo, e uma exposição virtual guiada. A iniciativa é realizada com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/2020.

A primeira cidade a receber o projeto é Canoas. A estreia é nesta sexta-feira, dia 12 de março, às 20h, com transmissão pela plataforma do Youtube do grupo (confira no “Serviço”). Nesta cidade, o grupo interage com o Laboratório-Escola de Arte Popular, a fim de promover trocas de experiências e processos criativos. Além de Canoas, integram a circulação as cidades de Passo Fundo, onde o intercâmbio é com o Grupo Ritornelo de Teatro (17/03); Santo Ângelo, com A Turma do Dionísio (19/03); Caxias do Sul, com o Grupo Ueba (20/03); Pelotas, com o Grupo Tholl (21/03); Maquiné, com o Amó Bem Viver (24/03); Lajeado, com a Pequena CIA de Atores (26/03); Alegrete com o Ponto de Cultura Multicultural (27/03), e Santa Maria com o VagaMundo (28/03). Haverá um link especial com audiodescrição, de forma a garantir a acessibilidade do projeto. Parte dos convites serão destinados a entidade de terceira idade.

O processo

Explorando a linguagem teatral com maquinarias de cena, Luciano Wieser pesquisa o Teatro Máquina há 32 anos, a frente do Grupo De Pernas pro Ar, um dos mais premiados grupos do Estado, reconhecido nacionalmente. Nesta nova montagem, ambientada em uma de sala com invenções, é contada a estória de um homem de parcas memórias, que inventa algo inusitado para sua velhice, curiosas máquinas de cena, que ao serem por ele animadas criam imagens amorosas e situações cotidianas improváveis. Assim, mantém uma rotina que também traz algo a mais para a sua vida. É por meio deste personagem, que não lembra mais das situações vividas, que a narrativa se constrói.

Luciano Wieser explica que a dramaturgia foi elaborada durante o processo de pesquisa e construção das máquinas, a partir de um diálogo íntimo entre ele e o objeto. – Eu me deixo levar pelos materiais encontrados. Não há nada pré-determinado; é o material que me escolhe. Ele tem memória. Ele tem passado e pode ter um futuro, reflete. É deste diálogo homem-máquina, que surge a dramaturgia, de modo que é o processo que ajuda a contar a estória. – Quando começo a construir o espetáculo, já está tudo encaminhado. Neste novo formato, é preciso considerar a presença de um olhar mediador, daquele que captura a cena. – A câmera, ao se movimentar dentro da cena, assume o olhar do espectador e tenta trazê-lo para dentro do espetáculo, analisa o diretor.

Entender como se processa a relação de Luciano Wieser com o universo das máquinas é fundamental para que se compreenda o que move este criador, que deste a infância é fascinado pelo movimento. – Eu era daquelas crianças que montava e desmontava os objetos para ver o continham ou como funcionavam, relata. Neste sentido, visitar a exposição virtual de A Última Invenção é uma forma de conhecer os processos de construção das máquinas-personagens. No dia 15 de março às 19h, ocorre uma live-exposição das máquinas de cena do espetáculo, com direito à visita guiada, conduzida por Wieser. A transmissão será pela plataforma do grupo (Confira o Serviço).

Sinopse:

Um velho sem memória e dez máquinas de cena. Ele inventou algo inusitado para sua velhice, curiosas máquinas de cena, e expõe sua criação, animando cada uma, criando imagens amorosas e situações cotidianas improváveis. Assim, mantém uma rotina que também traz algo a mais para a sua vida. É por meio deste personagem, que não lembra mais das situações vividas, que a narrativa se constrói.

… Ele mesmo costumava receber seus convidados, mas, com o passar dos anos, não recorda mais as serventias de suas invenções e prefere vagar por ai … deixando escapar memórias e vontades adormecidas. Quiçá as memórias evocadas por estas máquinas em vocês, não sejam as mesmas deste inventor, que já não se reconhece.

FICHA TÉCNICA:

Diretor do Grupo: Luciano Wieser

Direção e dramaturgia: coletiva

Artista criador, mestre construtor das maquinarias e ator animador: Luciano Wieser

Produção executiva, Atriz bonequeira, Figurinos e Cabelos: Raquel Durigon

Direção/edição de vídeo, Ator animador de tecnologias digitais, designer: Tayhú Wieser

Captação de vídeo e Designer: Isadora Fantini Rigo

Tutor de tecnologias digitais: Txai Wieser

Técnico de iluminação: Guilherme Oetinger

Colaborador de dramaturgia: Jackson Zambelli

Música original: Jackson Zambelli e Sergio Olivê

Assessoria de Imprensa: Silvia Abreu

Audiodescrição: Ovni Acessibilidade

Realização: Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar

SERVIÇO:

O Quê? Estreia de A Última Invenção, espetáculo do Grupo De Pernas Pro Ar, com atuação e direção de Luciano Wierser e elenco.
Quando: Dia 12 de março de 2021, à 20h
Onde? Transmissão pela plataforma: www.youtube.com/user/depernasproar
Duração: 50 min
Linguagem: Teatro com Maquinarias de Cena
Indicação Adulto
Classificação: Livre
Audiodescrição: Link especial (haverá um link especial com audiodescrição)

 

Bate-Papo Maquinoso:

Hora: 9h às 11h

Sala: será enviado o link do meet

Divulgação: www.facebook.com/GrupoDeTeatroDePernasProAr

Instagram.com/grupodepernasproar

 

Live Exposição das máquinas de cena de A Última Invenção

Data: 15/03/21, às 19h | Duração: 1h30 min | Classificação: Livre

Plataforma: www.youtube.com/user/depernasproar

Divulgação: www.facebook.com/GrupoDeTeatroDePernasProAr

Instagram.com/grupodepernasproar

 

Redes Sociais:

www.facebook.com/GrupoDeTeatroDePernasProAr

Instagram.com/grupodepernasproar

Plataforma: http://www.youtube.com/user/depernasproar

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*