Home / Arte / John Nicholson expande horizonte pictórico em novas obras expostas no Espaço Blombô
Entre a Natureza e a Natureza Urbana, John Vincent Nicholson. Foto: Divulgação.
Entre a Natureza e a Natureza Urbana, John Vincent Nicholson. Foto: Divulgação.

John Nicholson expande horizonte pictórico em novas obras expostas no Espaço Blombô

Aos apreciadores das artes, uma grande notícia.

John Vincent Nicholson, artista plástico texano que vive no Rio de Janeiro há mais de 40 anos, está de volta a São Paulo e apresenta a exposição “Horizontes Quânticos”, em formato hibrido, presencial e online ao mesmo tempo, no espaço Blombô.





A apresentação é composta por 17 obras, que ficarão disponíveis para visitação e estarão à venda, a partir do dia 15 de setembro até 16 de outubro.

De acordo com Zenon Valcacer, curador responsável pela exposição de Nicholson, a principal característica dessa nova fase no abstrato lírico no qual ele mergulhou desde os anos 80, “foi a vontade de baixar a força cromática para experimentar outras possibilidades, tanto nas cores quanto nas composições, e o quadro “AT ONE WITH THE PEACE OF THE WORLD” representa o apogeu dessa progressão cromática e composicional”.

Ainda segundo a curadoria, após esse quadro, John Nicholson sentiu a necessidade de expandir o horizonte pictórico e passou a trabalhar com Dípticos e Trípticos, cujos resultados nessa via de escalas bem maiores ficam muito diferentes da fase anterior a 2019. “Por isso, resolvemos fazer essa exposição em São Paulo para ilustrar um pouco o desenvolvimento de sua linguagem criativa”, salienta a curadoria das obras de Nicholson.

SOBRE O EXPOSITOR:

Depois de estudar artes plásticas na Universidade de Houston e na Universidade do Texas, nos Estados Unidos, John Vincent Nicholson se mudou para o Rio de Janeiro, em 1977.

Em terras cariocas, iniciou a carreira de professor na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, em 1980, ano em que participa de diversas mostras coletivas no Rio de Janeiro e produz, em conjunto com Luiz Aquila e Claudio Kuperman, a “Grande Tela”, gigantesco painel que representa um claro manifesto de afirmação da pintura.

Por causa de sua atuação como pintor e professor nesse período, Nicholson torna-se um dos mestres da chamada “Geração 80”, lançada no Brasil em exposição histórica realizada no Parque Lage, em 1984. Com sua mudança para o Brasil, sua pintura, inicialmente figurativa, se transforma e se expressa por meio do uso da superposição de planos e cores fortes da pop arte e do expressionismo abstrato.

SERVIÇO:
Exposição: John Vincent Nicholson – “Horizontes Quânticos”
Data: 15/09/2021 a 16/10/2021
Local: Bomblô Itaim Bibi

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*